As 7 melhores frases de Anaïs Nin

junho 24, 2020
Nas frases de Anaïs Nin, encontramos uma escritora honesta e profunda que ousou viver de acordo com seus próprios critérios, e não com as regras da sociedade.

O aspecto mais característico das frases de Anaïs Nin são o frescor e a honestidade com que foram elaboradas. Algumas de suas declarações vêm de seus Diários, que totalizam um volume de 35.000 páginas. Ela começou a escrevê-los aos 11 anos e nunca mais parou.

Outra boa parte das frases de Anaïs Nin que lhe deram mais fama vem das correspondências que ela trocou com Henry Miller, desde os 27 anos até a morte. Os dois se tornaram um dos casais mais emblemáticos do mundo literário.

“A alegria das pequenas coisas é tudo que temos para combater o trágico da vida.”
-Anaïs Nin-

Essa escritora, nascida na França mas naturalizada nos Estados Unidos, era escandalosa para muitos. Ela foi a primeira mulher a publicar histórias eróticas na América. Seu estilo direto e desinibido causou muita polêmica em seu tempo. No entanto, o mais notável de sua obra não é o erótico, mas sua reflexão sobre o humano. Sem mais delongas, essas são algumas das frases mais lembradas de Anaïs Nin.

1. A coragem é muito valorizada nas frases de Anaïs Nin

Uma das mais bonitas e exultantes frases de Anaïs Nin diz: A vida se contrai e se expande proporcionalmente à coragem do indivíduo. O mais interessante sobre esta afirmação é que ela menciona a coragem como a grande medida para determinar o grau de cobertura da vida, por assim dizer.

Ela tem toda a razão. O medo tem a particularidade de nos restringir a margens estreitas, seja de ideias ou de espaços e experiências. A coragem, por outro lado, é a força que nos leva a atravessar fronteiras e expandir a nossa realidade.

Homem observando um lago

2. As coisas como são

Essa é uma das frases de Anaïs Nin em que ela reafirma a tradição subjetivista da qual fazia parte. Ela ressalta: “Nós não vemos as coisas como elas são, as vemos como somos”. Em outras palavras, a realidade é uma construção pessoal.

Cada ser humano “filtra” a realidade com base em seus desejos, medos, história pessoal, etc. Por esse motivo, o que uma pessoa define como “real” não é exatamente equivalente ao que outra pessoa define como tal. A subjetividade determina como cada um vê as coisas.

3. Uma das frases de Anaïs Nin sobre o amor

Muitas das frases de Anaïs Nin são dedicadas ao amor. Esta, por exemplo, diz: “Você não pode salvar as pessoas. Você só pode amá-las”. Ela nos mostra uma perspectiva realista, em oposição a uma visão romântica do amor.

No romantismo, o amor é a resposta e a salvação. Na realidade, cada um deve lidar com o seu destino, que é resultado de fatores internos e externos. Nada e ninguém é capaz de mudar isso. O verdadeiro amor simplesmente ama.

4. O mundo que todo mundo constrói

Muitas pessoas passam a vida acreditando que são os outros ou o mundo que precisa mudar para tornar a realidade mais tolerável. No entanto, quem a torna assimilável e digerível somos nós mesmos.

É isso que se reflete nesta frase: “Quando você cria um mundo tolerável para si mesmo, cria um mundo tolerável para os outros“. A tarefa é construir um mundo tolerável para nós mesmos. Isso é mais do que suficiente para melhorar o mundo dos outros.

5. Morte natural no amor

Esta é outra das belas frases de Anaïs Nin sobre o amor: O amor nunca morre de morte natural. Ele morre porque não sabemos como renovar a sua fonte ”. O mais interessante sobre esta declaração é a referência à fonte.

O amor não vem do nada; há fatores ou motivos que se combinam para que ele surja. Nessa origem do amor também está a sua essência. Portanto, se queremos que ele não morra, o objetivo é voltar ao essencial, várias vezes.

Frases de Anaïs Nin sobre o amor

6. O que é a vergonha?

Anaïs Nin diz que: “A vergonha é a mentira que alguém lhe contou sobre você”. É uma observação muito nítida e profunda que desvenda o enredo oculto da vergonha. Primeiro, a define como uma mentira e, depois, como algo que vem dos outros, não de si mesmo.

Há vergonha, porque simultaneamente há um olhar do outro que aponta. É essa indicação que nos leva a sentir que algo não é digno ou que deve ser ocultado. Daí nasce a vergonha: do crédito que damos ao que alguém vê parcialmente de nós.

7. O medo da morte nas frases de Anaïs Nin

A morte é um tema recorrente na literatura. Anaïs Nin também refletiu sobre ela e suas implicações. Daí vem a origem dessa afirmação simples, mas vigorosa: “As pessoas que vivem intensamente não têm medo da morte”.

O medo da morte nasce, em grande parte, desse confronto com a possibilidade de não ser. De nos diluirmos em nada. Esse medo é maior quando o pulso da vida não foi totalmente explorado. É algo como o medo de não ser mais, do que não se conseguiu ser.

Essas frases de Anaïs Nin são apenas uma pequena amostra da interessante obra dessa escritora, que desafiou tabus e preconceitos. Ela teve a coragem de viver de acordo com seus próprios critérios e de fazer do amor um sentimento universal e muito humano, sem barreiras.

  • Campos, J. (1985). Mi vocación literaria. Revista Iberoamericana, 51(132), 467-470.