Generosidade emocional: compartilhar emoções para curar

A pessoa emocionalmente generosa é aquela que dá seu apoio com coragem e honestidade.
Generosidade emocional: compartilhar emoções para curar

Última atualização: 12 abril, 2022

A generosidade emocional é capaz de mudar o mundo. É a vontade autêntica e altruísta de dar apoio, bem-estar, positividade, proximidade e esperança. Hoje, ser generoso é um ato quase revolucionário.

Embora seja maravilhoso, não é fácil ter esse comportamento. Ainda que seja verdade que todos nós conhecemos seus benefícios e elogiamos a generosidade como uma das virtudes mais louváveis, realizá-la exige esforço. Acostumamo-nos a reforçar a ideia de que, se fazemos algo por alguém, em algum momento ela deve retribuir o favor.

O mais curioso de tudo é que a generosidade foi decisiva em nossa história evolutiva. Estar emocionalmente disponível também ajuda ao bem-estar da comunidade, e isso é algo que devemos considerar.

“Não se trata de dar para receber; trata-se de poder dar porque esse ato é, em si mesmo, uma alegria primorosa.”

Mãos com uma luz e borboletas voadoras para representar a generosidade emocional

O que é generosidade emocional?

A generosidade emocional é um ato de proatividade social com o qual melhorar a realidade de outra pessoa por meio de suas próprias emoções. O que significa isto? Por exemplo, implica que se alguém está preocupado não vai querer ouvir frases como “é que você está exagerando, é que você não se preocupa com nada ou se tivesse feito isso, isso não teria acontecido com você”.

Da mesma forma, esse comportamento que combina o comportamental e o emocional é o pilar mais poderoso para construir relacionamentos felizes. Em um mundo onde muitas pessoas muitas vezes se sentem sozinhas e incompreendidas, a generosidade emocional é garantia de presença, confiança e conexão. Três elementos tão necessários quanto reparadores.

Além disso, segundo um estudo da Universidade de Lübeck (Alemanha) publicado na revista Nature: ser generoso também nos afeta porque nos deixa mais felizes.

Embora obviamente, você tem que dar o passo e algo assim exige empenho, vontade e borrar de nossas mentes a ideia de “se você não fizer algo por mim, eu não farei por você”.

Como as pessoas emocionalmente generosas agem

A generosidade emocional é algo inato. No entanto, à medida que amadurecemos, deixando-nos envolver em nossas peles como adultos responsáveis, com obrigações e objetivos particulares, negligenciamos esse aspecto.

Trabalhos de pesquisa, como os realizados na Universidade de Stanford, nos lembram algo muito importante. O comportamento altruísta e pró-social já aparece instintivamente em crianças de 4 anos. É preciso favorecê-lo, fortalecê-lo, mantê-lo presente todos os dias em muitas de nossas atitudes.

Vamos analisar abaixo como são essas pessoas emocionalmente generosas que devemos imitar.

Comunicação honesta

A comunicação honesta não julga nem infantiliza. É um tipo de comunicação em que ninguém é culpado pelo que acontece com elas e nem comete o erro de prometer à outra pessoa que “tudo vai ficar bem, que o que elas temem vai dar certo ou que a vida vai te dar tudo o que você quer.”

A generosidade emocional brilha quando a pessoa é capaz de oferecer apoio e proximidade de forma honesta. É saber estar ali para oferecer à pessoa o que ela precisa em todos os momentos.

Disponibilidade emocional

Todos conhecemos aquelas pessoas definidas por uma clara frieza emocional. São figuras que não estão disponíveis, paredes em que nos batemos porque elas não podem nos ver e não querem nos ver.

Esses tipos de relacionamentos machucam e reforçam o sentimento de solidão. Por isso, a generosidade emocional integra em sua essência essa abertura constante, o fato de ser aquele refúgio diário ao qual você sempre pode ir.

Generosidade Emocional: Tornando o difícil fácil

Ficar calmo em um mundo caótico. Ver mil soluções para um único problema. Olhar as coisas com esperança e não com catastrofismo… A generosidade emocional facilita a convivência porque transmite serenidade, otimismo, resiliência e humildade.

Em um mundo com pressa excessiva, muitas pressões e pouco tempo, personalidades dotadas daquela generosidade emocional capaz de deixar tudo por um momento para estar conosco são mais valiosas do que nunca.

Amigos abraçando mostrando generosidade emocional

Não espere nada em troca, o simples fato de gerar bem-estar já te enriquece

A pedra angular da generosidade emocional integra um princípio: não espere nada em troca além do mero prazer de fazer o bem. Essa é a verdadeira recompensa e nenhuma outra, saber que o que se faz melhora a vida de alguém e, consequentemente, a nossa.

Longe de explorar o altruísmo, a bondade ou o respeito pelo outro esperando um benefício em troca, ser generoso nos torna livres. A generosidade nos liberta de ressentimentos por não esperar nada. Torna-nos seres mais dignos e felizes ao trazer bem-estar a um mundo que espera o melhor de cada indivíduo.

Pode interessar a você...
Altruísmo, massa cinzenta e o cérebro
A mente é maravilhosa
Leia em A mente é maravilhosa
Altruísmo, massa cinzenta e o cérebro

Uma pesquisa da Universidade de Zurique estudou a relação entre as manifestações do altruísmo e a configuração do nosso cérebro. Descubra!



  • Miller JG, Kahle S, Troxel NR, Hastings PD. The Development of Generosity From 4 to 6 Years: Examining Stability and the Biopsychosocial Contributions of Children’s Vagal Flexibility and Mothers’ Compassion. Front Psychol. 2020 Nov 5;11:590384. doi: 10.3389/fpsyg.2020.590384. PMID: 33224079; PMCID: PMC7674169.
  • Park, S., Kahnt, T., Dogan, A. et al. A neural link between generosity and happiness. Nat Commun 8, 15964 (2017). https://doi.org/10.1038/ncomms15964