Maria Montessori, a mulher que mudou sua vida e a educação 

Maria Montessori, a mulher que mudou sua vida e a educação 

agosto 3, 2018 em Curiosidades 0 Compartilhados
Maria Montessori, a mulher que mudou sua vida e a educação 

Maria Montessori foi uma revolução em si mesma. Foi uma pedagoga italiana, educadora, cientista, médica, psiquiatra, filósofa, antropóloga, bióloga e psicóloga. De fortes convicções católicas e feministas, acabou se formando em 1986 como a primeira mulher médica na Itália. Foi contemporânea de Sigmund Freud e desenvolveu sua própria classificação de doenças mentais.

Entre 1898 e 1900 trabalhou com crianças consideradas perturbadas mentalmente. Ela percebeu que algumas das crianças simplesmente não tinham desenvolvido seus potenciais. Daí surgiu sua vocação para estudar as capacidades das crianças, algo que realizou durante 50 anos.

Uma de suas afirmações mais controversas é de que, durante os primeiros 3 anos de vida, o aprendizado é realizado sem esforço, de forma natural. Seu método se opõe ao clássico modelo prussiano de ensino, que surgiu devido à revolução industrial e foi impulsionado no ocidente até os nossos dias. Este método (de muitas formas) concebe a criança como um futuro trabalhador que recebe ordens.

No entanto, Maria Montessori concebia a educação de outra forma. Neste artigo vamos falar sobre algumas de suas ideias mais importantes.

O método Maria Montessori

O método Montessori aposta em aproveitar ao máximo os períodos mais favoráveis do desenvolvimento. Para isso, é necessário preparar cuidadosamente o ambiente e adaptá-lo às características físicas das crianças. Na medida do possível, é necessário manter a máxima semelhança com os espaços naturais que esta pedagoga tanto dedicou às crianças.

“Quando a criança faz exercícios segundo a necessidade de seu ‘presente sensível’, ela progride e alcança graus de perfeição que são imitáveis em outros momentos da vida”.
– Maria Montessori-

Maria Montessori

Este modelo educativo aposta nos agrupamentos heterogêneos das crianças, respeitando ritmos e estilos pessoais. Alguns dos segredos do método Montessori são o interesse pelos períodos de crescimento sensível e a ênfase de que existe uma mente absorvente na infância que deve ser aproveitada ao máximo.

A seguir, veremos alguns dos componentes mais importantes deste método.

Componentes do método Montessori

O modelo de Maria Montessori conta com vários pontos para que o processo de descoberta do mundo por parte da criança seja o mais natural, autônomo e ajustado a sua idade. Isso é especialmente importante até os 3 anos de idade, época na qual estes componentes têm um papel ainda mais determinante.

Período do crescimento

Uma das ideias fundamentais deste modelo é de que existem diferentes tipos de psique e de mente nos diversos períodos da vida. Estas etapas têm características distintas e foram estudadas amplamente pela psicologia do desenvolvimento.

Períodos sensíveis

Outra das ideias mais importantes são os períodos sensíveis. São etapas nas quais o aprendizado pode ser realizado da forma mais simples possível. Se a criança não aproveitar a oportunidade, mais a frente será muito mais difícil adquirir certos conhecimentos ou habilidades. 

A mente absorvente

Durante o período que vai entre 0 e 3 anos de idade, o aluno não tem memória nem capacidade de raciocínio, mas elas devem ser geradas. No entanto, nesta etapa a criança é capaz de realizar uma grande quantidade de aprendizados, já que seu cérebro é extremamente sensível. 

Ambiente

Todos os objetos presentes na sala de aula devem ser selecionados expressamente para que tenham utilidade. Os alunos devem poder escolher todo tipo de ferramentas e estímulos para que seu desenvolvimento seja o mais completo possível.

Liberdade

As crianças precisam contar com a máxima liberdade dentro da sala de aula. Dessa forma, sua autonomia e seu desejo por aprender são estimulados.

Estrutura e organização

A estrutura e a ordem devem ser refletidas em classe. Assim, cada criança pode desenvolver sua própria inteligência e organização mental. Os materiais utilizados no ensino devem ser ordenados em função da dificuldade que apresentam.

Crianças em sala de aula

Realidade e natureza

De acordo com Maria Montessori, deve-se fomentar que a criança tenha contato com a natureza, para que ela compreenda e aprecie sua ordem, hamonia e beleza. O principal objetivo é que a criança compreenda as leis naturais, que são o princípio de todas as ciências.

O educador

Na filosofia de Montessori, o educador adquire o papel de facilitador de aprendizagem. Neste modelo educativo, sua função não é transmitir conhecimentos que as crianças devem memorizar. Pelo contrário, ele tem que dar liberdade para que elas possam explorar seus próprios interesses.

Neste sentido, seu papel é complexo, já que deve fomentar o desejo de aprender das crianças sem interferir demais nelas.

A importância dos cantos

Maria Montessori incorpora em sua metodologia o uso dos cantos na sala de aula. Estes espaços são dirigidos para criar uma atmosfera da ordem para estimular a motricidade e a implicação das crianças na realização de tarefas muito úteis para sua vida diária. A seguir, veremos alguns exemplos de espaços utilizados nesta metodologia.

Canto da casinha

São espaços com objetos pessoais dos alunos que lhes proporcionam segurança e intimidade. Estas áreas da sala de aula são necessárias para a boa organização e para proporcionar estabilidade e ordem.

Canto da linguagem

Espaço para fomentar a fala, onde há colchonetes ou almofadas para as crianças. Também existem estantes ao alcance das crianças, onde podem encontrar contos e materiais de leitura.

Professora lendo história para alunos

Canto das sensações

Área das cores, dos sons, do tato e da coordenação. Este espaço pode ser ambientado com instrumentos musicais, cartolinas de várias cores, materiais de diferentes texturas ou diferentes jogos.

Recomendados para você