O medo de decepcionar os pais nos impede de crescer

· janeiro 3, 2019

Existem diversos fatores que podem nos impedir de alcançar os nossos objetivos na vida. Vários deles já foram muito discutidos: a procrastinação, a falta de clareza nas metas, a preguiça… Mas há um que não é muito conhecido e que, no entanto, tem um dos piores efeitos sobre a sua felicidade a longo prazo. Estamos falando do medo de decepcionar os pais.

Para muitas pessoas, a opinião dos outros é fundamental para o seu autoconceito, mas se há duas pessoas em especial cuja forma de nos enxergar nos afeta, sem dúvida são os nossos pais.

Assim, alguns indivíduos nunca se transformam nas pessoas que poderiam ser devido ao medo que sentem de não estar à altura deles.

Neste artigo estudaremos por que surge o medo de decepcionar os pais e que efeitos ele pode ter sobre o desenvolvimento da vida. Além disso, veremos o que se pode fazer para trabalhá-lo quando ele se fizer presente.

Em que consiste o medo de decepcionar seus pais?

Para a maioria de nós, o que os nossos entes queridos pensam sobre quem somos é muito importante. Assim, em certa medida, a nossa autoestima é baseada nas opiniões que os outros têm sobre nós.

Naturalmente este não é o único fator presente, mas costuma ser muito complicado amar a si mesmo se estivermos rodeados de gente que acredita que não estamos à altura.

Pais em conflito com filha jovem

No caso de nossos pais, isso se torna ainda mais complicado. Em geral, o que eles valorizam não é o que queremos para nós. 

É provável que existam muitas diferenças de opiniões, gostos e personalidade entre as duas partes; portanto, às vezes teremos que tomar decisões conflitantes e, consequentemente, correr o risco de desagradá-los.

Inicialmente, o medo de decepcionar os pais não deveria ter qualquer sentido. Supostamente, o amor deles deveria ser incondicional, mas nem sempre é assim. Às vezes, a forma como se expressam ou nos tratam pode nos fazer sentir que só contaremos com seu apoio se fizermos o que eles desejam.

Segundo a psicóloga Isabel Menéndez Benavente, os pais desejam que seus filhos tenham uma boa formação, sejam competitivos e tenham boas notas. Chegam a exigir muito deles, ignorando o fato de terem ou não a capacidade de alcançar o que desejam e sem levar em conta se estão interessados.

Que efeitos este medo provoca

Para algumas pessoas, a simples possibilidade de perder o carinho de seus pais as impede de fazer o que realmente querem. Cada pessoa expressará este medo de uma maneira diferente; vejamos as mais comuns a seguir:

  • Escolher um trabalho “seguro”. Alguns indivíduos, para não decepcionar seus pais, desenvolverão uma carreira em uma área da qual não gostam, mas que lhes proporcionará mais estabilidade.
  • Evitar correr riscos. Você tem algum desejo que não tentou cumprir por medo de fracassar? Em grande parte, isso costuma ocorrer devido ao que é conhecido como o princípio da sanção social. Isso nos leva a não fazer nada em que possamos falhar por medo de decepcionar nossos entes queridos.
  • Restringir sua liberdade amorosa. Um dos efeitos mais graves produzidos por esse medo ocorre quando a pessoa evita ter relacionamentos ou relações sexuais por medo do que seus pais pensam. Isso costuma ser típico de pessoas homossexuais, mas também pode ocorrer com indivíduos heterossexuais.

Como vemos, o medo de decepcionar os pais pode afetar quase todas as áreas da sua vida. Felizmente, existem maneiras de trabalhar isso. Na seção seguinte, você descobrirá algumas delas.

Como acabar com este medo

  • Tente se concentrar em si mesmo em primeiro lugar. Talvez decepcionar seus pais seja algo muito doloroso. No entanto, geralmente é muito mais doloroso não atender às suas próprias expectativas. Como você se sentiria se em dez anos não tivesse realizado nenhum dos seus sonhos? Afinal, a única pessoa que pode escolher como viver é você.
  • Lembre-se de que seus pais são diferentes de você. Embora eles tentem ajudá-lo com a melhor intenção, a realidade é que muitas vezes eles não sabem o que vai ser melhor para a sua vida. Devido a fatores como suas personalidades e gostos diferentes, ou as mudanças sociais que ocorreram nas últimas décadas, é muito provável que as experiências deles não sejam completamente válidas ao aplicá-las em sua vida.
  • Use a assertividade. Se você decidiu enfrentar o medo de decepcionar seus pais e começar a viver como realmente deseja, provavelmente terá que enfrentá-los mais cedo ou mais tarde. Para fazer isso da melhor maneira possível, será muito útil desenvolver habilidades como empatia, comunicação persuasiva e controle emocional. Todas elas fazem parte do que é conhecido como assertividade.
Pai e filho se abraçando

Enfrentar o medo de decepcionar os pais pode ser muito complicado, principalmente se você ainda mora com eles. No entanto, fazer isso será, provavelmente, uma das ações mais recompensadoras da sua vida. No final das contas, somente você sabe o que realmente quer e o que é melhor para si.