Os 6 melhores filmes sobre crescimento pessoal

· novembro 1, 2018

O cinema é um excelente meio para contar todo tipo de história e transmitir mensagens ao público. Entre elas, podemos encontrar filmes sobre crescimento pessoal. São exemplos muito válidos para saber como desfrutar de um melhor crescimento pessoal, tanto a nível pessoal quanto profissional.

Além disso, nunca é demais desfrutar de uma boa sessão de cinema com amigos ou familiares, descobrindo filmes interessantes e compartilhando gostos em comum. Por isso, dedicamos as linhas seguintes à elaboração de uma lista dos melhores filmes sobre crescimento pessoal.

Filmes sobre crescimento pessoal que vale a pena conhecer

1. À Procura da Felicidade

Este excelente filme sobre crescimento pessoal é protagonizado por Will Smith, que, junto com o seu próprio filho, conta a vida de Chris Gardner. Este papel fez com que Will Smith fosse indicado ao Oscar de melhor ator.

Na história, Chris Gardner é um pai divorciado que tenta conseguir uma vida melhor para seu filho e para si mesmo.

Ambos enfrentam inúmeros obstáculos para alcançar a felicidade e cumprir seu sonho de uma vida tranquila e melhor. Com esta história, podemos ver como um homem enfrenta seu dia a dia, lutando continuamente pelo sucesso. O longa foi baseado em fatos reais.

2. Invictus

Invictus

Este filme, também baseado em fatos reais, se ambienta nos momentos em que Nelson Mandela saiu da prisão e alcançou a presidência da África do Sul.

Depois disso, o recém nomeado presidente motiva a seleção nacional de rugby a ganhar a Copa Mundial de Rugby de 1995, com o objetivo de unir a população de brancos e negros do pais, evitando, assim, um grave conflito social que poderia levar a uma guerra civil.

Este filme, protagonizado por Morgan Freeman e por Matt Damon, narra uma história muito dura e preciosa sobre a superação de um time de um país em conflito e sua luta para alcançar a vitória no campeonato.

Caso você não seja fã de rugby e não conheça o resultado daquela Copa do Mundo, o mais recomendável é que você assista ao filme antes de pesquisar sobre o campeonato.

3. Gênio Indomável

Este filme, também protagonizado por Matt Damon, é um excelente exemplo entre os filmes sobre crescimento pessoal. A história fala sobre Will Hunting, um jovem rebelde, mas com um imenso talento para matemática e física.

Apesar dos esforços de seus professores em motivá-lo a conseguir uma vida melhor, a personalidade de Will representa para ele um desafio imenso.

4. A Vida é Bela

Este lindo filme se concentra no ambiente da Segunda Guerra Mundial. Um pai e seu filho, pertencentes a uma família judaica, são enviados a um campo de concentração.

Lá, o pai tenta se manter positivo diariamente, além de convencer seu filho pequeno de que tudo aquilo que está acontecendo não é real, e de que, na verdade, eles estão participando de um concurso.

Roberto Benigni, o ator protagonista e diretor do filme, tenta proteger seu filho dos horrores e das barbaridades da Alemanha nazista. Além disso, destaca-se o fato de que o filme é baseado na história do pai do próprio Benigni, que passou três anos em um campo de concentração.

5. Forrest Gump: O Contador de Histórias

Forrest Gump

Outro dos filmes sobre crescimento pessoal mais famosos é Forrest Gump, a história de um homem com um leve atraso mental, mas com um caráter incrível e uma vitalidade invejável.

O filme conta a história do protagonista, desde criança até a vida adulta, passando por momentos muito significativos da história dos Estados Unidos, como a Guerra de Vietnã, e misturando, de uma forma muito curiosa e com toques de humor, o protagonista com alguns personagens históricos famosos.

6. Uma Mente Brilhante

O último filme sobre crescimento pessoal que comentamos aqui é a história de John Forbes Nash, um excêntrico gênio de exatas que sofre de esquizofrenia. O protagonista enfrenta esta terrível doença enquanto desenvolve uma teoria matemática que revoluciona muitos campos da ciência.

A verdadeira magia da história é a visão que a doença de Nash oferece. O quão importante é a vontade do paciente em enfrentar os próprios sintomas, ao mesmo tempo em que tenta aprender a viver com as alucinações.

Para isso, Nash tem que aprender a confiar cegamente nas pessoas que ama: entende que se elas veem ou escutam o mesmo, o que acontece é real.

Assim, Nash, interpretado por Russell Crowe, enfrenta seus demônios com a ajuda de seus amigos e de sua esposa, até ganhar o Prêmio Nobel no ano de 1994. Falamos de um personagem que foi muito mais que um matemático brilhante, já que sua biografia é uma grande história de superação.

Qualquer um dos filmes citados, além de nos proporcionar um bom momento de relaxamento, servirá para nos fazer refletir sobre a nossa natureza: sobre nossas fraquezas, mas também sobre nossas forças e possibilidades.