Não tente tirar da sua cabeça o que não sai do coração

· janeiro 22, 2016

Dizem que tentar esquecer é lembrar para sempre, e isto é verdade. Pretender livrar-se dos seus sentimentos é uma aventura que pode terminar em tragédia. Um suicídio emocional, uma verdadeira loucura …

A verdade é que tentar esquecer um pensamento é diferente de esquecer um sentimento ou uma emoção. Para controlar os pensamentos é preciso nos acostumarmos a pensar em outras coisas, imaginar ou dizer “PARE” quando algo vier à mente.

No entanto, tentar suprimir nossas emoções e o que elas implicam é negar a realidade e todas as lembranças que nos confrontam. Em outras palavras, tentar inibir ou se livrar do que sentimos revela tudo o que queremos evitar.

“Já não a amo, é verdade, mas talvez ainda a ame.

O amor é tão curto e o esquecimento tão longo.

Porque em noites como esta eu a segurei em meus braços,

a minha alma não se contenta em tê-la perdido”.

– Pablo Neruda –

Querer esquecer é enganar a si mesmo

Muitas vezes, querer esquecer é alimentar inconscientemente um vínculo  com essa pessoa. No entanto, você pode estar tentando esquecer um sentimento, não uma pessoa.

Cada emoção e cada lembrança nos faz prestar atenção ao nosso eu mais profundo, aquele que renunciamos e evitamos prestar atenção no dia a dia. Por isso é tão complicado entendê-lo; a nossa consciência e nossas palavras não conseguem expressar o que a alma sente.

casal-apaixonado

Estas situações exigem um intenso trabalho interior que certamente irá nos incomodar. Devemos estar conscientes de que podemos ter uma mistura de sentimentos, podemos nos chatear com nós mesmos e com o mundo, sentir raiva, ciúme e todos os tipos de emoções que nossa moral condena.

Isso é normal, por isso temos que tentar assumir essas emoções com naturalidade. Não podemos fazer com que nossa mente evite nossas emoções; é algo realmente impossível e perigoso.

O que devemos fazer é aprender a gerenciar nossas emoções, nossos comportamentos, e promover nosso bem-estar. Trabalhar neste sentido não significa tentar se sentir bem a qualquer custo, mas tentar entender o que o nosso coração sente.

Ou seja, é impossível fugir do sofrimento e a única maneira pela qual podemos fazer com que ele desapareça é vivenciá-lo até que se esgote…

coracao-na-praia

Lembrar aquilo que nos marcou

Não tente evitar a dor, a solução é tentar compreender para lembrar sem dor. O coração se torna saudável somente quando conseguimos guardar na memória os bons momentos.

O que dói não é recordar aqueles momentos, mas a perda de alguém querido ou de um sentimento que desapareceu e não conseguimos mais encontrar.

Tendo em conta o esforço psicológico para compreendermos que as pessoas vêm e vão, vamos perceber que o importante são as nossas lembranças, pois isso sempre permanecerá conosco.

Quando formos capazes de entender isso, perceberemos que são as nossas experiências que moldam a nossa vida e nos transformam em pessoas melhores.

Cada um dos nossos sentimentos se torna uma parte importante de nós mesmos que não podemos apagar, pois tudo aquilo que não queremos perder ficará para sempre em nosso coração.