Vença a ansiedade com sentimentos positivos

· agosto 8, 2015

“Viva como se fosse morrer amanhã e aprenda como se fosse viver para sempre”.

Mahatma Gandhi

Quando alguma coisa importante está prestes a acontecer (ou queremos que ela aconteça), a ansiedade costuma surgir e temos em nossas mãos o que a fará maior ou menor.

De qual maneira podemos colocar um freio nessa sensação ou reação? Com pensamentos positivos! Não deixe que a ansiedade afete a sua vida cotidiana. Continue aproveitando o seu dia a dia e, sobretudo, o tempo presente. Afinal, como seu nome indica, ele é um presente.

A ansiedade, a vontade de viajar para o futuro

Se pudéssemos ter uma máquina que nos levasse ao amanhã, quantos nervos economizaríamos! Isso é verdade, mas também é verdade que não estaríamos aproveitando nada. Claro, porque o caminho percorrido é tão importante quanto o momento em que alcançamos a meta.

Vamos imaginar um objetivo qualquer (casar, fazer uma graduação, ter um filho) como o destino que escolhemos para as nossa férias. Mas, ao subirmos no meio de transporte escolhido para chegar no lugar (pedir em casamento, começar a estudar, ficar grávida), já queremos colocar o pé na areia, na montanha ou onde quer que seja que tenhamos decidido ir.

O que acontece com o trajeto de avião, de trem ou de carro? Queremos que passe o mais rápido possível (principalmente se for muito longo). Mas a viagem também faz parte das férias.

Portanto, a organização da festa, estudar para passar nas provas, o crescimento na criança na barriga, são momentos lindos que temos que aproveitar, pois eles não voltarão a ocorrer da mesma forma. Claro que podemos voltar a nos casar, estudar outra coisa ou ter um segundo filho, mas já não será a mesma coisa.

Se aprendêssemos a dominar a ansiedade, todas as viagens seriam incríveis e muito bem aproveitadas. Quando estamos ansiosos e nervosos, é porque temos um excesso de desejo sobre o futuro, porque pensamos que o atual, o hoje, não é importante, é apenas um meio para chegar a esse outro destino.

como vencer a ansiedade

Na realidade, a felicidade desaparece das nossas vidas quando a colocamos constantemente na frente do nosso presente.

Serei feliz quando me casar, quando me graduar, quando nascer o bebê. Por que não ser feliz agora, enquanto organizamos a lista de convidados, lemos um artigo ou vamos fazer uma ultrassonografia? A ansiedade é o mecanismo inconsciente que temos para nos prevenir de algo que está nos ameaçando.

Pensamos que o que acontece hoje em dia não é o que buscamos, e que apenas o que acontecerá amanhã é importante. No entanto, o excesso de ansiedade pode evoluir até se tornar uma patologia crônica, ou melhor dizendo, podemos nos manter ansiosos o tempo todo, por qualquer coisa.

Roer as unhas, fumar mais, acabar com a comida da geladeira, não conseguir dormir, ter problemas de concentração no trabalho ou nos estudos, não prestar atenção em nada que nos é dito, ter queda de cabelo, olheiras, taquicardias… podem ser todos sintomas de uma problema de ansiedade.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) indica que, no ano de 2020, tanto a ansiedade quanto a depressão e o estresse, serão três fatores essenciais na hora de entender como se desenvolvem as doenças. Acima deles, somente o nível de frequência cardíaca e risco de problemas cardiovasculares. Mas cuidado, uma grande parte destes últimos também vão aparecer por culpa desses três estados.

Vamos lembrar que eles não são negativos em si. O problema é quando são muito intensos ou quando permanecem.

Os médicos indicam que nem toda ansiedade é ruim, mas precisamos saber regular a dose. Um baixo nível de ansiedade, pelo contrário, também é negativo para a nossa vida, porque não nos permite manter um foco no que fazemos, não temos uma visão de futuro, não podemos planejar nada, não temos uma meta, etc.

Então, de que maneira gerenciamos os níveis de ansiedade?

Em primeiro lugar, entendendo que o futuro, cedo ou tarde, chegará. Em segundo lugar, lembrando que o que fazemos hoje nos ajuda a estar nesse lugar amanhã. O terceiro aspecto está relacionado a aproveitar o que cada dia tem a nos oferecer.

Não se esqueça de que nada e nem ninguém poderá lhe devolver o tempo perdido. O que adianta estar pensando no amanhã se você ainda não consegue aproveitar o hoje?