5 razões pelas quais não vale a pena ser pessimista

5 razões pelas quais não vale a pena ser pessimista

Maio 18, 2018 em Emoções 0 Compartilhados
Razões pelas quais não vale a pena ser pessimista

Poderia ter razão o romancista britânico Arnold Bennett ao dizer que “O pessimismo, quando você se acostuma com ele, é tão agradável quanto o otimismo”? Ser pessimista pode realmente ser algo positivo?

O certo é que ser pessimista não é mais que um tipo de atitude fundada ou infundada diante da vida. Falamos de um modo de pensar que aplica um filtro sobre a percepção da realidade e sobre as previsões que a pessoa faz dela. Ou seja, tudo que acontece ou pode acontecer ao seu redor será interpretado negativamente. A pessoa acredita que vive no pior mundo possível, cercada pelo pior ambiente e com recursos que, ao invés de facilitar sua adaptação, a dificultam.

“A tristeza é um presente do céu, o pessimismo é uma doença do espírito”.
-Amado Nervo-

Por que não vale a pena ser pessimista?

Apesar do que se pensa, um pessimista não é necessariamente uma pessoa triste. Ou seja, nem todos esses indivíduos têm esse modo de interpretar a realidade por algum sintoma depressivo ou por qualquer dor emocional.

Em uma pessoa pessimista, a tristeza geralmente é preponderante, mas não é obrigatório que ambas estejam juntas. No entanto, é verdade que a pena geralmente acaba aparecendo. Assim, o sentimento sustentado no tempo de que um cenário desfavorável nos rodeia poderia levar ao desespero e até mesmo ao desamparo, porque sob a lógica pessimista não valeria a pena lutar para ser melhor ou lutar pelo progresso ou melhoria.

Emoções negativas

No entanto, e embora ser pessimista não valha a pena, nem todos aqueles que demonstram esse tipo de atitude fazem isso da mesma maneira. Por outro lado, é uma maneira de pensar que pode ser aplicada a certas injustiças ou situações, mas que não é o dia a dia da pessoa pessimista.

Buscam a verdade… Sempre negativa

Um aspecto positivo do pessimista é que ele geralmente prefere que lhe digam a verdade do que a adocem com uma mentira. Longe de “o que os olhos não veem, o coração não sente”, preferem outra versão que diz “no que os olhos não veem, os pés tropeçam”.

Entretanto, mesmo que sejam bons em aceitar verdades desconfortáveis, também é verdade que não procuram entender o que acontece com objetividade. Eles simplesmente esperam o pior e acreditam que tudo é ruim e se baseia em falsidades convenientes. Ou seja, é como se algo que é verdadeiro, pela força ou natureza, fosse negativo ou normal, mas não bom.

O negativo é sempre o centro das atenções

Uma atitude pessimista sempre enfatiza e focaliza as coisas ruins. Então, quando algo dá certo da maneira como deveria, não atrai atenção. Todo o restante é diretamente negativo.

Uma pessoa pessimista quase nunca se concentra nas coisas boas. Seu centro de atenção serão as coisas ruins de sempre. Por um lado, isso pode ser positivo por causa de sua capacidade de denúncia social, por exemplo, mas pensar sempre no negativo acaba derrubando nosso ânimo no dia a dia.

Suas expectativas são sempre baixas

São personalidades que tendem a se proteger da frustração, nunca esperando nada de bom de nada nem de ninguém. Na verdade, tomam como certo que nada vai melhorar a menos que se esforcem e, mesmo assim, provavelmente nada estará bom.

Sua atitude pessimista, em certa medida, protege essas pessoas diante das decepções. Raramente irão ajustar as expectativas para cima, de modo que a realidade quase sempre irá surpreendê-los positivamente. Por outro lado, não é necessário ser uma pessoa pessimista para usar essa estratégia, já que todos, para tentar nos proteger, já a usamos alguma vez.

Vivem mais processos de luto

As pessoas pessimistas vivem mais processos de luto. Além das perdas reais que precisam enfrentar, elas precisam enfrentar as perdas que antecipam. Assim, em muitos casos, vivem processos imaginários de luto, uma vez que a perda, o pior caso em que se colocam, nunca chega a acontecer.

Mulher olhando por janela aberta

Uma atitude que pode estar latente ou ser usada inconscientemente

O pessimismo não é bem visto socialmente (ainda menos porque a psicologia positiva está tão na moda), de modo que as pessoas que usam esse filtro tendem a escondê-lo. Por outro lado, muitas vezes é uma atitude tão aprendida, um filtro tão automático, que a pessoa o usa sem ter consciência de que o faz.

De forma contínua ou pontual, o pessimismo é um filtro e uma atitude que usamos com frequência. Bom ou ruim, benéfico ou maléfico, isso terá que ser decidido por cada um. O que a ciência diz é que um otimismo contido parece nos ajudar, especialmente no enfrentamento de problemas, embora seja apenas para alinhar a nosso favor o fenômeno da profecia autorrealizada.

“O sol brilha em toda parte, mas alguns não veem mais que suas sombras”.
-Arthur Helps-

Recomendados para você