Por que o amor incondicional é tão importante para os nossos filhos?

novembro 20, 2019
O amor incondicional é essencial para os nossos filhos. A psicóloga Úrsula Perona fala sobre o tema a seguir.

Quando nos perguntam sobre quem é a pessoa que fez com que nos sentíssemos mais queridos, as respostas mais comuns costumam ser os pais ou, em alguns casos, os avós. Por quê? O que esse amor tem de tão especial que nos faz sentir tão queridos? Como é esse amor incondicional?

O segredo se encontra na incondicionalidade. Nessa forma de amar sincera e sem condições que não entende de perfeição, expectativas e nem erros, e sim de aceitação. Daí a importância do amor incondicional para os nossos filhos. Vamos nos aprofundar nisso.

“Se não tenho amor, não sou nada”.
– Carta de São Paulo aos Coríntios, 13:1 –

O amor incondicional pelos filhos

Amar incondicionalmente

O amor incondicional é a expressão mais pura e sincera do amor. Geralmente é reservado aos filhos. É inato, não é preciso fazer nada para que ele aconteça. Ou seja, quando uma criança nasce, seus pais simplesmente se apaixonam por ela, independente de como ela for.

Provavelmente nenhuma outra pessoa vai nos amar da mesma forma: sem condições. Não importa como somos, nossos erros ou defeitos. Não precisamos fazer nada para que nos amem, simplesmente temos que ser nós mesmos.

O amor incondicional tem um grande valor durante os primeiros anos de criação. É a base para o desenvolvimento de um vínculo de apego seguro e de sua estrutura emocional posterior.

Uma criança que se sente segura e bem cuidada vai querer explorar o mundo e se relacionar com os demais sem medo, pois sabe que existe um lugar seguro ao qual pode voltar, no qual é cuidada e amada.

Além disso, se transformará em um adulto com boa autoestima e terá mais possibilidades de estabelecer relações satisfatórias com os demais.

Como vemos, este tipo de amor confere estabilidade, sensação de proteção e segurança, ingredientes necessários para nos sentirmos bem tanto com nós mesmos quanto com os demais.

Sinais de amor incondicional para os nossos filhos

Às vezes, temos certeza de que amamos nossos filhos incondicionalmente, mas… será que eles sabem disso? Somos capazes de transmitir esse amor adequadamente?

A verdade é que, às vezes, eles podem perceber isso de forma diferente. Por isso, é importante termos certeza de como eles se sentem.

Além disso, para que eles se sintam amados incondicionalmente por nós, as seguintes recomendações podem ajudar:

  • Sempre dizer o quanto nós os amamos, não apenas quando fizerem as coisas corretamente.
  • Não fazer comparações entre irmãos, amigos ou primos. É importante fazê-los perceber que os aceitamos e amamos exatamente como eles são, com suas virtudes e defeitos, e que estes aspectos não influenciam o nosso amor por eles.
  • Dedicar tempo a eles. Passar um tempo de qualidade com eles é muito importante. Às vezes, os horários de trabalho não nos permitem passar todo o tempo que queremos com eles e nos perguntamos se estamos investindo bem o tempo que gastamos com eles. Ao simplesmente perguntar sobre seus sentimentos, levando a sério seus pensamentos e tentando validá-los, estaremos trabalhando um vínculo de apego. Outra forma incrível de passar tempo com eles é procurando um gosto em comum: um esporte, cinema, arte, etc. Algo que realmente seja apreciado em conjunto e que seja aproveitado.
  • Comunicação. Quando brigamos com os nossos filhos, muitas vezes não explicamos o porquê, só dizemos “Não suba aí!“, “Não toque nisso!”, “Não repita isso!“. É importante explicar o motivo de estarmos brigando ou chamando a atenção, além de ser firmes nas ordens, sem desvalorizá-los caso eles errem e os incentivando a melhorar.
  • Distinguir claramente o comportamento da pessoa. A criança pode se comportar mal, mas ela não é má. Ela pode ter alguns medos, mas isso não quer dizer que ela seja medrosa. Isso é muito importante: cuidado com os rótulos!
  • Não confundir amor com superproteção. Amar um filho não significa aprovar tudo que ele faz, nem ter a necessidade de economizar nas correções. É sempre melhor ajudar os filhos a procurar soluções e deixá-los agir, nos mantendo ao seu lado, mas somente como apoio caso seja necessário.
Mãe demonstrando amor incondicional pela filha

Por último, não se esqueça de que o amor incondicional está intimamente ligado aos cuidados.

Por mais que sejamos carinhosos e conversemos com os nosso filhos, se não dermos atenção às suas necessidades básicas, comida, higiene e estudos, entre outros, não haverá amor incondicional.