O mito de Selene, a deusa da lua

O mito de Selene foi muito importante entre os gregos, apesar de no final acabar por se fundir com o mito de Ártemis. Vamos conhecê-lo melhor.
O mito de Selene, a deusa da lua

Última atualização: 03 junho, 2022

O mito de Selene é o mito da deusa da lua, figura que teve uma importância relativa entre os gregos e muito mais destaque entre os romanos. Ela estava encarregada de não deixar os mortais no escuro quando seu irmão Hélios, o sol, estava escondido no horizonte.

No mito de Selene, esta deusa é representada como uma bela mulher, de tez pálida e lisa, que usava uma coroa crescente na cabeça. Às vezes ela montava um touro, mas com mais frequência era vista montando uma carruagem de prata, puxada por dois bois brancos ou dois cavalos alados. Como seu irmão, o Sol, fazia durante o dia, ela viajava pela noite naquele veículo.

A deusa da lua sempre usava vestes brancas e carregava uma tocha na mão. O mito de Selene teve uma influência especial na medição do tempo entre os gregos. Nesta sociedade os meses eram compostos de três períodos, cada um de 10 dias, de acordo com as fases da lua. Acreditava-se que não só governava a noite, mas também produzia o orvalho.

Há noites em que os lobos se calam e a lua uiva.”

-George Carlin-

Lua

A origem do mito de Selene

O mito de Selene diz que essa deusa pertencia à segunda geração de Titãs e que ela era filha de Hipérion e Teia. Hipérion era um Titã que mal apareceu na mitologia grega. Apesar disso, ele era considerado o deus da observação. Também foi associado com a primeira luz do dia, pouco antes do sol nascer.

Teia, a irmã e esposa de Hyperion, era uma titânide  e pensava-se que governava visão, pois os gregos acreditavam que os olhos lançavam raios sobre as coisas e era isso que lhes permitia ver. Uma das funções de Teia era dar brilho aos metais preciosos.

Hyperion e Teia tiveram três filhos: Hélios, o sol; Selene, a lua; e Eos, o amanhecer . Todos os dias, Hélios deveria iniciar uma jornada pela vastidão do céu; quando terminava, a escuridão chegava e então era Selene quem tinha que substituí-lo para fazer uma viagem semelhante à noite. A Eos, por sua vez, tinha a missão de dar a volta ao mundo para anunciar a presença de Hélios todos os dias.

Selene e um grande amor

O mito de Selene diz que esta deusa teve vários amantes, divinos e mortais. No entanto, sua grande história de amor foi com um humilde mortal chamado Endimião. Diz-se que ele era um dos homens mais bonitos da Terra, apenas comparável a Adônis ou Narciso.

Endimião era pastor e conduzia os rebanhos à noite. Em uma ocasião, ele estava no Monte Latmus e se sentiu tão cansado que não pôde deixar de adormecer em uma gruta. Selene conseguiu o viu e então desceu para a caverna com sua carruagem e observou o lindo pastor adormecido. O local foi iluminado com o brilho da deusa e isso despertou Endimião.

Selene não sabia que Endimião já estava apaixonado por ela e que adormecia todas as noites pensando na lua.

Os dois se apaixonaram loucamente um pelo outro a partir daquele momento. Entretanto, ela era uma deusa, portanto imortal, enquanto ele era um mortal. O mito de Selene conta que ela mesma foi pedir uma solução a Zeus, pois ela queria estar unida para sempre com o pastor.

deusa Lua

Amor eterno

Endimião, enquanto isso, pediu ajuda a Hypnos, deus do sono. Tanto Zeus quanto Hypnos eventualmente os ajudaram. Eles não podiam tornar o pastor imortal, pois isso equivalia a dar-lhe o status de deus. Mas também não poderiam deixá-lo como um mortal comum, pois isso afligiria Selene.

A solução que encontraram foi deixar Endimião eternamente adormecido. Ele só conseguia abrir os olhos à noite para encontrar Selene. Assim se materializou esta história de amor e dela nasceram 50 filhos, que correspondem às 50 luas ou fases lunares que existem no ano.

No entanto, de acordo com o mito de Selene, este não era o único amante da deusa. Com Zeus teve a bela Paideia, deusa da lua cheia e da educação dos filhos; também a Ersa, a deusa do orvalho da manhã; e Neméia, ninfa de uma nascente de um lugar com o mesmo nome. Com seu irmão Hélios ela concebeu os quatro Hôrai ou as quatro estações.

A mitologia grega relata grande beleza na explicação dos fenômenos naturais que conhecemos. O mito de Selene, a deusa da lua, reflete, mais uma vez, como os gregos observavam o mundo e o comportamento da natureza com grande fascínio.

Pode interessar a você...
O mito de Himeneu, o deus grego do casamento
A mente é maravilhosa
Leia em A mente é maravilhosa
O mito de Himeneu, o deus grego do casamento

O mito de Himeneu está intimamente relacionado ao casamento. Ele era um jovem de beleza extraordinária, mas nasceu em uma família sem posses.



  • Chaparro Gómez, C. (2000). Mito, texto e imágenes: el mito de Endimión y Selene.
  • Noemí, P. (2020). Hijas de Selene. Metaciencia, 29 (3), 457-460.