O que fazer quando alguém te ignora de repente?

O que fazer quando alguém te ignora de repente?

Última atualização: 29 Dezembro, 2021

É normal que você se pergunte o que fazer quando alguém repentinamente te ignora, uma vez que a mudança abrupta em seu comportamento causa, no mínimo, confusão. Nessas situações, é difícil seguir em frente, pois a ausência de respostas faz com que você pare de procurá-las.

Quando isso acontece, não há escolha a não ser reorganizar diretamente a sua vida, porque você não pode forçar ninguém a se comunicar com você se não a pessoa não quiser. É difícil de entender, mas também necessário para não estagnar.

Os relacionamentos são complexos e mantê-los exige um trabalho consciente e constante. Porém, há momentos em que eles se simplificam e somos nós que, sem saber, os complicamos. Aqui, damos-lhe algumas ideias para lidar com esta situação, tão complexa e simples ao mesmo tempo.

Menina desconfiando do parceiro

Aquilo que você não pode controlar

Na primeira etapa, separe os aspectos da situação que você pode controlar daqueles que não pode. Vamos começar com aqueles que estão fora de seu alcance:

  • Você não pode controlar o interesse que alguém tem por você: se alguém o ignora, é porque não tem interesse em se relacionar com você. Não importa o quanto você tente agradar a essa pessoa.
  • Você não pode forçar ninguém a se comunicar com você: é difícil, mas é verdade. Embora ignorar alguém repentinamente seja um comportamento emocionalmente irresponsável, não está em seu poder fazer com que essa pessoa conte as razões de seu desaparecimento.
  • Talvez você também não consiga deixar de sentir falta dessa pessoa: mesmo que ela não seja responsável por você e o tenha magoado, provavelmente você terá que passar por um processo de luto.

Os interesses e as prioridades das pessoas mudam e, contra isso, você não pode (e não deve) fazer nada. Por outro lado, você não tem a obrigação de atender às necessidades de alguém ou mudar sua vida por outra pessoa. Isso nos leva ao próximo ponto: o que você é capaz de controlar na situação.

O que você pode controlar quando alguém te ignora

Como você viu anteriormente, não está ao seu alcance entrar na mente de outra pessoa e fazê-la sentir-se interessada em você ou ser responsável por seus sentimentos. Porém, no momento em que a situação de abandono irrompe em sua vida, existem aspectos que estão sob seu controle:

  • Espere um pouco: a outra pessoa pode precisar de tempo para se recompor antes de falar com você, especialmente depois de discussões acaloradas e outros conflitos de alta intensidade.
  • Avalie o que pode ter motivado a desistência ou o desaparecimento: cuidado, esse ponto não é para que você se sinta culpado. Trata-se, no mínimo, de aprender com a situação e trabalhar aspectos pessoais que podem estar influenciando negativamente o relacionamento.
  • Para um inimigo em fuga, uma ponte de prata: você pode não ser capaz de evitar sentir a falta dessa pessoa, mas não vale a pena procurar uma e outra vez por alguém que não quer ser encontrado, que foi embora sem te dar uma explicação.
  • Procure ajuda: se a situação se tornar muito difícil para você, não hesite em pedir apoio a seus entes queridos, ou mesmo a um profissional.
Mulher pensando

Como agir quando alguém te ignora de repente

Os parágrafos anteriores contêm informações gerais, adequadas para apontar cursos básicos de ação. No entanto, aqui estão algumas idéias mais específicas que você pode aplicar dependendo da sua situação pessoal:

  • Tente entrar em contato com essa pessoa ou com sua família: isso pode ser útil para saber os motivos pelos quais ela estão longe de você.
  • Não insista mais do que o necessário: caso consiga dialogar com a pessoa em questão, não tente forçar uma solução para o distanciamento. Quando alguém de repente te ignora e não te dá motivos, não vale a pena mantê-la em sua vida.
  • Pratique a aceitação e reconstrua sua vida: esse processo é lento e trabalhoso, mas necessário para evitar a estagnação.
  • Avalie o relacionamento em retrospectiva: é possível que você estivesse em um relacionamento emocionalmente dependente ou que a outra pessoa fosse manipuladora. Nestes casos, é importante reconhecer esses sinais para não cometer os mesmos erros novamente.

Por fim, queremos falar sobre uma prática comum nos últimos anos: ghosting. Consiste no desaparecimento inexplicável quando já foi estabelecido um vínculo emocional, mental ou sexual com um indivíduo. Responde a uma necessidade egoísta e narcisista de não querer enfrentar o momento de terminar um relacionamento.

Se você sofrer de ghosting, é melhor colocar seus negócios em ordem e seguir com sua vida (e procurar ajuda profissional se precisar). Se, em vez disso, é você que está pensando em desaparecer, pense em como gostaria de ser tratado. Seja corajoso e acabe o relacionamento com essa pessoa de uma forma saudável e madura.

Pode interessar a você...
O que é a auto-observação e como ela afeta as relações sociais?
A mente é maravilhosa
Leia em A mente é maravilhosa
O que é a auto-observação e como ela afeta as relações sociais?

Você monitora seu comportamento para se adaptar ao contexto ou é fiel à sua essência? Descubra como o grau de auto-observação influencia.



  • Van Dijk, T. (2006). Discurso y manipulación: Discusión teórica y algunas aplicaciones. Revista signos39(60), 49-74.
  • Moral Jiménez, M. D. L. V., Sirvent, C., Ovejero Bernal, A., & Cuetos, G. (2018). Emotional dependence on relationships and Artemis syndrome: explanatory model. Terapia Psicologica.
  • Navarro, R., Larrañaga, E., Yubero, S., & Víllora, B. (2020). Psychological correlates of ghosting and breadcrumbing experiences: A preliminary study among adults. International journal of environmental research and public health17(3), 1116.