Oportunidades por trás dos ciúmes: aprenda a identificá-las

Existem oportunidades por trás dos ciúmes: saiba como identificá-las

janeiro 2, 2018 em Psicologia 299 Compartilhados
Existem oportunidades por trás dos ciúmes

Como nos desfazer desse mal estar que sentimos cada vez que nosso companheiro está falando com outra pessoa que julgamos como um possível inimigo? O que fazer cada vez que nos sentimos enciumados? É possível encontrar um olhar construtivo para nossos ciúmes e inseguranças? Existem oportunidades por trás dos ciúmes?

Os ciúmes são companheiros de viagem de muitos de nós. Esse sentimento tem origem na maioria das vezes devido a nossa grande capacidade de imaginar. A chave está em perceber o ciúmes como um gradiente. Se estivermos em algum dos extremos, não estaremos no ponto correto no sentido de ser o mais saudável para nós. Os extremos são zonas de perigo que nos leva à autodestruição. Em vez disso, se tentarmos nos situar em pontos intermediários, os ciúmes serão muito mais saudáveis e suportáveis.

Junto a isso, existe um fator importante que nos afastará do sofrimento que aparece ao sentirmos ciúmes. Temos que aprender a cultivar a comunicação em nossa relação. Quanto entendermos o que no comportamento do outro esta nos causando o mal-estar e soubermos comunicar isso, os problemas se transformarão em palavras, e a partir delas é possível encontrar soluções.

Além disso, a confiança no outro também é um ponto central. Porque confiar em nosso parceiro nos dá a segurança necessária para que exista tranquilidade mesmo nos momentos em que surgem os ciúmes. Com confiança, sabemos que estamos construindo um caminho conjunto baseado na fidelidade e no respeito mútuo.

O que os ciúmes falam de você?

Os ciúmes costumam falar mais da pessoa que os sente do que da própria relação amorosa. Eles estão relacionados à insegurança, desconfiança ou falta de autoestima. Por isso, é importante trabalhar estes aspectos em cada um de nós. Isso é especialmente verdade para aqueles mais ciumentos, porque o que em um momento é um conflito interno pode converter-se em um problema externo mais adiante.

Homem com ciúmes da namorada

A liberdade de escolher caminhar ao lado de alguém e ser consciente de que um casal é composto por duas pessoas separadas que tomam uma decisão de caminhar de mãos dadas supõe estar de acordo com o fato que um não pertence ao outro. Desse modo, quando os ciúmes despontam será mais fácil percebê-los como um dos disfarces de nossos medos. Medo de estar sozinho, medo de perder o nosso amor, medo de imaginar que possa haver outra pessoa melhor do que nós.

Somente a segurança e a confiança em nós mesmos e no nosso parceiro, além de uma boa autoestima, contribuirão para perceber que a outra pessoa escolheu estar ao nosso lado. Se em algum momento isso deixar de ser assim, seremos livres para tomar outras decisões. Ninguém pertence a ninguém, e não podemos nos esquecer disso.

“O que cria mais vínculos, sobretudo os vínculos amorosos, são espaços vazios, é poder abrir os braços, é aprender a não nos vincularmos com o odioso hábito de prender. O verdadeiro encontro com o outro só pode ser aproveitado em liberdade. Comprometer-se por amor em vez de amar por compromisso”.
-Jorge Bucay-

Descobrindo as oportunidades por trás dos ciúmes

Para descobrir as oportunidades por trás dos ciúmes, temos que procurar a parte positiva desse sentimento. Como já falamos, a chave está em saber colocar limites. Há limites funcionais e bastante palpáveis que podemos colocar cada vez que os ciúmes nos invadem. Com eles, conseguimos não nos deixar levar pelos impulsos. Isso porque por trás dos ciúmes existem oportunidade para construirmos autoconhecimento e também para melhorarmos nossa relação em casal.

Desse modo, quando sentimos ciúmes, ao invés de nos deixarmos influenciar pelo furação de pensamentos que surge em nossa mente, podemos optar por tomar consciência do que está acontecendo. A questão não é ignorar o que estamos sentindo, e sim ser consciente do sentimento e gerenciá-lo para obter um ponto de vista mais positivo. Desse modo, transformaremos nossos medos em sentimentos de agradecimento pela pessoa que está ao nosso lado, pois ela escolheu estar ao nosso lado para ser feliz, independentemente das tentações que podem existir lá fora que nos causam ciúmes.

Menina guiando seu namorado por caminho

Além disso, se nos acomodamos na nossa relação, os ciúmes podem ser percebidos como um sinal de alarme. É uma indicação de que temos que cultivar o amor no dia a dia se queremos que nossa relação seja forte e duradoura. Porque em uma relação temos que seguir sempre surpreendendo para que a magia não seja perdida.

Nesse sentido, os ciúmes podem nos dar pistas do que está faltando em nossa relação. Se nosso parceiro encontra fora algo que gostaria de compartilhar dentro do casal, é o momento de pensar se poderíamos dar conta disso, no caso de ser possível.

Sentir ciúmes pode, inclusive, nos levar a criar mais intimidade com nosso parceiro. Ter a confiança e também a desenvoltura de mostrar para o outro os nossos medos e abrir a nossa alma provoca uma aproximação por meio da comunicação. Uma vez que demonstramos nossos pontos fracos e também apoiamos os pontos fracos do outro, transformamos estes pontos em positivos. Isso porque convertemos essas fraquezas em recursos para construir um amor saudável e consciente dentro da nossa relação.

Recomendados para você