Os obstáculos são uma boa oportunidade para crescermos

Os obstáculos são uma boa oportunidade para crescermos

outubro 10, 2015 em Emoções 0 Compartilhados
Os obstáculos são uma boa oportunidade para crescermos

Na vida, para crescer, é preciso superar os obstáculos. As circunstâncias e o tempo, às vezes, estão contra nós, e somos forçados a nos submeter a desafios que expandem os nossos limites. Mas se algo bom surge destas situações críticas é o fato de que, uma vez superadas, tomamos consciência do quanto somos capazes, e não é pouco. E você quer alcançar ainda mais.

Mais altura. Mais dificuldade. Mais vertigem. Mais borboletas no estômago. Mais adrenalina. Você é viciado em aumentar sua quilometragem de resistência, porque a cúpula da vida promete ser maravilhosa.

E o que a princípio é pura questão de sobrevivência, ou um mero caminho para alcançar um objetivo, pode se tornar um modo de vida. Uma obsessão que se concentra em objetivos sem provar os meios que levam a eles. Os quilômetros de sacrifício e esforço que canalizam os sonhos mais turbulentos.

No final, como consequência, subestimamos o que foi conseguido, porque existem coisas ainda mais difíceis no caminho. Alcançá-las é a nossa única via de escape. E obrigar a si mesmo a consegui-las é o único resultado possível.

Ser inconformado e superar a si mesmo é algo positivo. Estar em contínua evolução, transição e crescimento é a motivação mais humana que existe. Até que esses requisitos sejam colocados em um pote que nunca está cheio, apesar do suor derramado nele. Até que, quando finalmente se chega ao topo, acaba sendo menos emocionante do que esperávamos, porque os “poréns” atrapalham a degustação do pódio.

Os obstáculos são uma boa oportunidade para crescermos

É impossível então ser um inconformado feliz?

Estar constantemente desejando que as coisas aconteçam de forma diferente não ajuda a valorizar o que está acontecendo neste momento. E isso faz com que queiramos uma mudança maior das coisas. Surge, portanto, uma mecânica na qual estamos apenas procurando por mudanças, mas não damos tempo para que elas ocorram em nossas vidas.

Não deixamos repousar os efeitos que cada insatisfação possa vir a ter, passamos a acreditar que será sempre assim, quando basta que subamos alguns poucos metros a mais.

Mas não estamos certos. Ter tudo isso não aumenta a felicidade. Em vez disto, temos que aceitar o que temos e aprender a tirar proveito.

Nos convencemos de que a felicidade virá depois dos obstáculos, mas a vida são todos esses obstáculos e a felicidade é o caminho, é a viagem, não o resultado.

Portanto, a única coisa a fazer é mudar a atitude e a perspectiva de como a vida é percebida. Ainda há muito a fazer, mas se você se torturar pensando que o seu foco de interesse vai se estreitar amanhã, você nunca chegará.

E, um dia, você irá olhar para trás e saborear as suas conquistas, mas não vai se lembrar das quedas que lhe sustentaram, da força que você ganhou no seu processo e da garra que você desenvolveu para evitar cair nos muitos buracos em seu caminho. Você não vai se lembrar, porque você já estará pensando no próximo passo.

A vida escapou entre a meta e o objetivo, e você, estava muito preocupado com qual seria o seu seguinte passo em sua exigência pessoal. O teste que iria levá-lo a obter o prometido descanso eterno.

Abra o seu foco e seja ambicioso, encontre e traga à tona o melhor de você, mas tenha em mente que o vácuo não será preenchido com troféus, mas com as tentativas, emoções, quedas e com a sua satisfação pessoal a cada passo em sua jornada.

Desafie-se, mas não procrastine sua vida até que as circunstâncias apropriadas cheguem, pois elas poderão nunca chegar.

Recomendados para você