Por que a palavra ‘Nankurunasia’ é a chave de tudo?

· julho 4, 2018

A palavra ‘Nankurunasia’ ganhou uma certa popularidade porque funciona como um mantra. Esta palavra provém do Japão antigo. A princípio teve um significado que se expressava assim: “Nunca se esqueça de quem você é e viva por hoje e pelo amanhã. Jamais se esqueça de sorrir e por mais terrível que seu dia seja, lembre-se de que no próximo dia o sol o receberá. Com um grande sorriso, faça o mesmo”.

Com o tempo, este significado amplo se sintetizou. Também se alterou para expressar um desejo e uma afirmação contundentes. Atualmente seu significado é: “Com o tempo tudo se acerta“. É uma bela mensagem, cheia de poder.

“Os mantras são recursos para proteger nossa mente contra os ciclos improdutivos de pensamento e ação.”
– Anônimo –

A palavra “Nankurunasia” teve sua origem no dialeto de OkinawaA princípio continha vários termos: “nankuru nai sa”. Depois, estes elementos se fundiram e foi assim que se transformaram em uma só palavra, que possui um amplo significado.

Nankurunasia, um mantra milenar

Os antepassados japoneses usavam a palavra “nankurunasia” para evocar todas as coisas boas da vida. Pronunciavam este termo com frequência e praticamente em todo tipo de ocasiões. Sentiam que apenas o fato de dizer isso lhes trazia paz interior e confiança no que estava por vir.

Por isso, pouco a pouco a palavra “nankurunasia” foi se transformando em um mantra, ou seja, em uma expressão que ajuda a se conectar com uma vibração interna positiva e animadora. Um termo que se pronuncia com profunda conexão emocional e com o propósito de equilibrar as energias internas.

Os mantras, assim como as orações, adotam um significado muito especial para quem lhes dá poder. Eles funcionam. Fazem com que o pensamento se foque em um ponto relevante, que convoca sentimentos e emoções construtivas. Muito mais no caso da palavra “Nankurunasia”, que se transformou em um mantra de esperança.

Árvore refletida em lago

A chave de tudo?

“Nankurunasia” é uma forma de dizer “tudo vai ficar bem”, por isso muitos a consideram a chave de tudo. E eles têm razão ao pensar assim. A confiança no que está por vir é uma força gigantesca que nos ajuda a seguir em frente. Isso é aplicável especialmente aos momentos difíceis em que temos a sensação de que não há uma saída.

A confiança é o que nos ajuda a persistir. Se não acreditássemos que no fim tudo ficaria bem, com certeza desistiríamos de qualquer uma de nossas empreitadas sempre que encontrássemos um obstáculo ou uma barreira. Se há confiança, em contrapartida, é possível reunir a força necessária para enfrentar essas dificuldades que parecem impossíveis de superar.

É a isso que nos incentiva a palavra “Nankurunasia”: a aceitar a sabedoria do tempo. A entender que se perseverarmos, o tempo se encarregará de ir acomodando as coisas. Só é preciso deixar que os acontecimentos fluam e colocar um pouco de confiança nas medidas que tomamos para que as situações mudem.

Tudo é um mantra

Vale a pena lembrar que qualquer palavra pode se transformar em um mantra. Não precisa provir de alguma prática religiosa ou filosófica para que tenha poder. Somos nós quem lhe damos a força, especialmente quando repetimos esta palavra com uma conexão emocional forte. Por isso, assim como a palavra “Nankurunasia” chama muitas realidades positivas, também há outras expressões que conseguem o efeito contrário.

Frasco de magia

Tudo aquilo que repetimos com frequência se transforma em um mantra pessoal. Se você diz muitas vezes “que saco”, é provável que sinta cada vez mais tédio e desinteresse por tudo. O mesmo acontece se você diz incessantemente “não quero, “não gosto”, “não consigo” e todas aquelas frases que expressam sua inconformidade, mas que também condicionam muito a sua conduta.

Sem se dar conta, seus pensamentos e suas emoções começam a vibrar no ritmo das palavras que você usa com mais frequência para descrever seu humor. Por isso é tão importante aprender a usar a linguagem de uma forma mais responsável e, principalmente, de uma forma construtiva para nós mesmos. As palavras acabam determinando os nossos pensamentos, e eles condicionam toda a nossa vida.

Não foi à toa que a palavra “Nankurunasia” permaneceu vigente durante milhares de anos. Apesar de seu uso ter sido em parte esquecido, ela jamais desapareceu por completo deste idioma. Hoje é usada em todos os lugares do mundo como um canto privado de esperança e otimismo.