O pássaro que nasceu em uma gaiola pensa que voar é uma doença

Um pássaro que nasceu em uma gaiola acredita que voar é uma doença

maio 24, 2016 em Emoções 61 Compartilhados
Pássaro na gaiola

Um pássaro nasce para ser livre e, se estiver preso em uma gaiola, sentirá como se a sua essência estivesse limitada: como se as suas asas estivessem cortadas e não conseguisse voar. A frase do título é de Alejandro Jodorowsky e pode exemplificar como algo parecido pode acontecer com as pessoas.

Metaforicamente, viver dentro de uma gaiola como um pássaro nos permite ter uma ampla perspectiva de tudo o que não conseguimos experimentar. Existem pessoas que estão satisfeitas com o que têm, se sentem seguras dessa forma e não se permitem explorar coisas novas. Se for por opção própria, isto não é algo negativo. O problema surge quando esse “pássaro” acredita que está certo e todos os outros estão errados em voar.

Um pássaro que permanece em uma gaiola com a porta aberta

Da mesma forma que um pássaro, os seres humanos também nasceram para serem livres e escolherem seus caminhos. No entanto, por razões diferentes, como a educação ou a influência social, existem pessoas que estacionam em sua chamada “zona de conforto” e não são capazes de sair dela.

pássaro fora da gaiola

Esta “zona de conforto” tem a ver com o que lhes é familiar e faz com que se sintam protegidos com a rotina estabelecida em sua vida. Na verdade, o que acontece é que é muito trabalhoso escapar dos padrões de comportamento e dos valores adquiridos, e se sentem desconfortáveis com tudo o que é diferente.

Uma vez que somos livres, nenhum pássaro é forçado a sair da sua gaiola e começar a voar, e tampouco obrigado a ficar: a tolerância para compreender os diferentes estilos de vida é benéfica para manter um bom relacionamento pessoal com os demais.

Dois olhos vendados enxergam mais do que uma mente cega

Uma das personalidades mais famosas do mundo, Nelson Mandela, acreditava na liberdade da mente acima de tudo: podemos tirar a venda dos olhos para enxergar, mas uma mente cega é muito mais complicada.

passaros fora da gaiola

Aquelas pessoas que não conseguem viver “dentro de uma gaiola” são muito julgadas por aquelas pessoas de mentes inflexíveis. “Você está louco? Essa não é uma forma adequada de se comportar. O que os outros vão dizer?” Essas são algumas frases que as pessoas que se atrevem a voar ouvem normalmente.

Quem vive dentro de uma gaiola não compreende que o mundo é cheio de nuances e possibilidades. Aquele que acredita que não pode voar ancora seus sonhos no chão e vive em um círculo fechado; não questiona a sua capacidade de voar, mas critica o voo e os sonhos dos outros.

Ilumine a sua mente

Se um pássaro tem asas para voar, o homem tem uma mente que lhe permite ultrapassar seus limites. No entanto, a mente deve ser alimentada constantemente, plantar sementes que a ajudem a pensar e esquecer as ideias preconcebidas.

passaros de papel fora da gaiola

Existem pessoas que agem como um pássaro que viveu a vida toda dentro de uma gaiola e têm medo de sair quando a porta se abre. Não se importam se os seus companheiros voam, elas simplesmente não têm coragem. Nesse caso, é necessário ousadia e coragem. Como diria o filósofo Kant, “Atreva-se a saber, conhecer e usar a sua razão para alcançar os sonhos.”

“A liberdade assusta quando perdemos o hábito de usá-la.”

-Robert Schuman-

Recomendados para você