Três pequenos segredos para criar filhos

Três pequenos segredos para criar filhos

Última atualização: 21 fevereiro, 2022

Quando estamos encarregados de criar um filho, muitas vezes somos sobrecarregados pelos grandes desafios que devemos enfrentar diariamente. Eles realmente tornam essa tarefa bastante difícil para nós às vezes! Apesar de ser uma tarefa complexa, pequenos esforços podem fazer uma grande diferença para o desenvolvimento dos pequenos da casa. Daremos algumas informações!

Três ferramentas muito poderosas!

Rotinas. As crianças, ao contrário dos adultos, não conseguem diferenciar claramente dias e horas, por isso precisam de algum tipo de ordem para ajudá-las a atender suas necessidades e se adaptar ao mundo. Portanto, elas precisam de ajuda externa para estruturar e ordenar suas vidas, e elas adquirem isso por meio de hábitos poderosos.

As rotinas proporcionam segurança, pois criam um ambiente conhecido e estável, sobre o qual podem prever, o que os ajuda a reduzir a incerteza e a ansiedade. Estes isso fornece a oportunidade de aprender, estimulá-las e ajudá-las a serem autônomas. Ao contrário, quando carecem de estrutura, têm dificuldades em assumir suas responsabilidades e têm problemas de comportamento.

Limites. Apesar das terríveis birras que podem ter quando se trata de dizer “NÃO” ou quando estabelecemos proibições, as regras são parte fundamental da educação e desenvolvimento das crianças. Às vezes subestimamos seu poder, mas essa é uma forma de fazê-las se sentirem protegidas. Se a hierarquia de poder for perdida e a criança se sentir mais forte que os pais, ela perceberá que eles não conseguirão cuidar dela diante dos problemas. Além disso, são uma forma de fazê-las se sentirem valiosas e que nos importamos com elas. Aprender a tolerar a frustração as ajudará a regular sua ansiedade e agressividade. É importante estabelecer limites com firmeza e carinho, sempre proporcionais às suas ações e de acordo com suas habilidades. É realmente negativo, tanto estabelecer limites muito rígidos ou estabelecer padrões excessivos, quanto não estabelecer nenhum limite.

Tempo de qualidade. Nossa agenda sobrecarregada pode limitar nossa interação com as crianças a atender suas necessidades biológicas e escolares unicamente. Especialmente se tivermos problemas para lidar com a disciplina e, às vezes, o mau comportamento delas nos sobrecarregar, assim podemos esquecer de aproveitar a doce tarefa de ser pais! Uma parte fundamental da paternidade é o tempo diário que compartilhamos e desfrutamos com elas, sem distrações e em atividades de seu interesse, que as farão sentir-se amadas e valorizadas.

O tempo que passamos com as crianças, devemos estar realmente atentos às necessidades que elas nos manifestam sutilmente e devemos aprender a fornecer as respostas de que precisam, sem colocar nelas nossos próprios medos ou desejos. Então, vamos aprender a satisfazer sua necessidade de explorar, deixando-as experimentar por conta própria, quando se distanciarem. Da mesma forma, vamos apoiá-las e confortá-las quando nos procuram, porque estão em situação de angústia, para assim satisfazer sua necessidade de apego.

Como colocar essas dicas em prática?

Vamos estabelecer rotinas! Para isso precisamos criar um “ momento ” para cada atividade, estabelecendo um horário fixo que se adeque ao ritmo da criança (café da manhã, lição de casa, banho, etc.). Além disso, devemos realizá-lo em um “ lugar ”. Você tem que ensiná-la o que é feito em cada lugar, que ela deve aprender a manter arrumado e limpo. Por fim, é importante que seja sempre feito da “ mesma forma ”, com um “início e fim ” bem definido de cada atividade.
Vamos definir limites e regras corretamente! As crianças devem saber quais são as regras, bem como conhecer as consequências do seu cumprimento ou não. Vamos estabelecer regras justas e continuas, é um grande erro aplicá-las apenas ocasionalmente. Não esqueçamos que recompensas e reforços têm um efeito melhor do que punições.Vamos ensiná-la a tolerar a frustração! É importante não ceder a exigências irracionais, não atender aos seus pedidos que vêm com birras, educá-las para respeitar os outros e suas opiniões, ensiná-las a alcançar coisas que exigem esforço, permitir que cometam erros e não dar-lhes uma solução para tudo o que acontece com elas.

Vamos desfrutar de algum tempo de qualidade juntos! Dependendo do tempo que dispomos, reservemos sempre algum tempo do nosso dia para desfrutar com os nossos filhos, brincar e demonstrar-lhes o nosso carinho, sem pressões nem obrigações, simplesmente desfrutar da felicidade de tê-los nas nossas vidas.

Pode interessar a você...
Os 5 piores conselhos que os pais dão aos filhos
A mente é maravilhosa
Leia em A mente é maravilhosa
Os 5 piores conselhos que os pais dão aos filhos

Infelizmente, a voz da experiência nem sempre é precisa. Mostramos os 5 piores conselhos que os pais dão aos filhos.