O que é pós-verdade?

· junho 30, 2018

A pós-verdade está na moda. Essa palavra é nomeada com frequência sem entendermos o seu significado. Mas, tudo bem, estamos aqui para explicar em que consiste. A pós-verdade é definida como uma distorção deliberada da realidade. Em outras palavras, a pós-verdade é a manipulação de crenças e emoções com o objetivo de influenciar a opinião pública e as atitudes das pessoas.

A pós-verdade refere-se ao uso emocional para desencadear as emoções das pessoas, para mudar seus pensamentos enquanto camufla os fatos, o que realmente acontece. O âmbito mais conhecido no qual a pós-verdade tem sido usada é na política. É por isso que alguns termos surgiram, como discursos populistas ou fake news que utilizam a pós-verdade. A seguir, explicaremos esses termos e os pontos psicológicos que nos ajudam a compreendê-los.

Uso da pós-verdade

Como já foi dito, a pós-verdade é baseada em discursos e textos que tentam nos emocionar para manipular ou distorcer a realidade que percebemos. É por isso que muitos políticos têm utilizado essa técnica com o objetivo de obter apoio entre a população. Um dos recursos mais utilizados são os discursos populistas. Estes são discursos em que as massas são influenciadas com promessas impossíveis. Prometendo políticas “da gente para a gente” e soluções simples para todos os problemas.

Por outro lado, aproveitando-se da alta das redes sociais e da internet, as fake news ganharam importância. As fake news são notícias, também chamadas de boatos, que são normalmente usadas deliberadamente para desinformar. Todos os dias somos bombardeados com tanta informação, o que é chamado de infoxication, que é muito complicado saber se algo se é verdade ou não. Isso contribui para acreditarmos em algumas notícias falsas e a aceitá-las de verdade.

Homem diante de público grande

O atrativo da pós-verdade

Por que a pós-verdade é tão atrativa? Por que esses discursos e notícias acabam nos convencendo? Principalmente, a razão está na narrativa. Tanto os discursos quanto as notícias compartilham várias características que aumentam seu atrativo. Algumas dessas características são a simplicidade e a coerência. Elas propagam explicações muito simples que podemos entender e, além disso, têm coerência.

A pós-verdade é baseada em dicotomias. “Tudo é preto e branco”, “Se você não é um dos mocinhos, está com os bandidos”. Além disso, a pós-verdade promete um futuro esperançoso. Essas características da pós-verdade irão torná-la atrativa, especialmente para certas pessoas. Especificamente, para as pessoas que se sentem confusas, desorientadas e inseguras. Essas características das pessoas farão com que elas tenham uma maior necessidade de fechamento cognitivo. Além disso, essas pessoas geralmente se sentem ameaçadas, humilhadas ou insignificantes, por isso também têm uma motivação intensa para buscar importância.

Chaves psicológicas para entender a pós-verdade

Como vimos, existem dois fatores psicológicos que nos tornam mais propensos à pós-verdade ou à narrativa da pós-verdade. São elas: uma alta necessidade de encerramento e uma alta motivação pela busca de importância. Ambos os fatores descrevem a mentalidade dos “perdedores da globalização”, que se sentem abandonados em um mundo que muda rapidamente e onde não encontram o seu lugar.

Homem triste

As pessoas com essas características são desorientadas e confusas. Seu jeito de fazer as coisas não funciona mais. A tecnologia tornou suas habilidades obsoletas e seus empregos foram tirados delas. Sentem-se humilhadas e desvalorizadas. Em seu desespero, abraçam com paixão as narrativas da pós-verdade, que dissipam suas incertezas e prometem fazê-los grandes novamente. Essas promessas de acabar com todos os seus problemas e que lhes oferecem certeza e esperança são aceitas com muita facilidade.

No entanto, embora o uso da Internet tenha aumentado o uso das fake news, ela também nos proporciona recursos para reconhecê-las. Existem páginas especializadas onde estas falsas notícias são descobertas, e guias para saber como distinguir uma notícia falsa de uma real. Algumas dessas dicas são: veja quem é o autor (muitas notícias falsas não incluem o autor), verificar se as mesmas notícias aparecem em diferentes mídias e observe se uma ideologia clara é identificada ou, pelo contrário, apresenta diferentes pontos de vista. Em resumo, para que a pós-verdade não nos engane, é necessário desenvolver um pensamento crítico.