Psicodrama: a inigualável forma de representar os problemas

· maio 24, 2018

O psicodrama é uma ferramenta terapêutica na qual a encenação é o principal elemento. Neste tipo de terapia podem participar crianças, adultos, adolescentes e pessoas mais velhas. Consiste em nos conectarmos com o mais profundo de nós e representar o que nos oprime. Assim, é uma maneira criativa de resolver os problemas que temos.

Então, o psicodrama procura resolver os problemas através da representação teatral e da análise realizada pelo terapeuta e pelos participantes. É uma técnica psicológica criada por Jacob Levy Moreno, um psiquiatra romeno que surgiu com a ideia de que é terapêutico encenar o que nos acontece. Aqui nós lhes diremos de que se trata essa maneira interessante de resolver nossos conflitos.

“A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios; por isso cante, ria, chore, dance e viva intensamente cada momento… antes que a cortina se feche e peça termine sem aplausos. “
-Charles Chaplin-

Terapia em grupo

O que é o psicodrama?

O psicodrama é usado na psicoterapia como um meio para os pacientes encontrarem uma solução para aquilo que os oprime. Pode ser aplicado de forma individual, em casal, em família e em grupo; isso depende de cada pessoa e de cada terapeuta. Nesta forma de intervenção, geralmente se mantém o seguinte processo:

  • Aquecimento. Nesta parte do psicodrama, são feitos exercícios para que os assistentes sejam integrados e tomem consciência do começo.
  • Encenação. Aqui, uma pessoa é encorajada a explicar o problema que tem, e essa pessoa pode representá-lo ou escolher outras para encenar seu problema.
  • Análise de grupo. Nesta parte do encontro, as pessoas compartilham sua experiência, seja porque participaram da atuação ou através da percepção que obtiveram sendo espectadores.
  • Encerramento. Aqui cada participante fala sobre sua aprendizagem durante a sessão. Finalmente, o terapeuta faz um resumo da sessão e facilita sua compreensão.

Em todas as etapas, o terapeuta intervém ajudando o processo a fluir quando considerar necessário. Por exemplo, se as emoções de uma pessoa transbordam ou se é preciso enfatizar alguma coisa. Além disso, o grupo tem uma participação ativa não apenas no momento da encenação, mas também na parte final e na análise em grupo, o que faz com que cada participante do psicodrama seja essencial.

Esse processo facilita a disposição dos participantes, pois cada passo favorece uma maior abertura e integração das pessoas que desenvolvem o psicodrama. Além disso, não só contribui com esses aspectos a nível psicológico, mas também físico, através dos exercícios elaborados pelo terapeuta. Assim, cada passo não é uma improvisação, esse processo é devidamente planejado pelo terapeuta, que sabe o que o grupo precisa.

Por que o psicodrama funciona?

Às vezes, quando temos problemas, é difícil para nós assumi-los e entendê-los, é até difícil para nós saber o que está acontecendo conosco. Através do psicodrama, podemos dar forma a aqueles pensamentos e emoções que nos fazem sentir mal; a representação, nesse caso, é o papel em branco sobre o qual escrever.

A encenação facilita a expressão desses aspectos difíceis de elaborar. Isso acontece porque a pessoa é capaz de ver seus problemas a partir de outra perspectiva, e explora mentalmente ou no palco diferentes possibilidades como solução. Além disso, ela se sente apoiada pelo grupo e pelo terapeuta, e os exercícios ajudam a pessoa a se desinibir e mostrar o que está acontecendo com ela.

Mulher com máscara

Agora, o facilitador é indispensável, porque é quem guia o processo, ajuda a interpretar e desenvolver diferentes caminhos para resolver os problemas. Então, o terapeuta é essencial para guiar o processo, estabelecer quais são as necessidades do grupo e analisar os elementos que são apresentados durante o processo. Por exemplo, obtém muita informação através da linguagem não verbal, uma maneira maravilhosa de interpretar o que mostramos através do corpo.

Por outro lado, o psicodrama funciona porque promove o crescimento pessoal por meio do aprendizado da experiência direta simulada. Incentivando o viver no momento presente, amplia o olhar. Isto é, nos encoraja a aplicar nossa atenção no “aqui e agora” em nossas vidas diárias, e a ver os problemas de diferentes ângulos. Portanto, nos ajuda a entender nossas ideias e pensamentos a partir de uma perspectiva mais ampla.

Técnicas do psicodrama

No psicodrama, as formas de encenação são múltiplas. Cada terapeuta coloca à disposição dos participantes diferentes métodos para facilitar a solução dos problemas. Então, cada encontro psicodramático será diferente. Aqui nós mostramos algumas formas de encenar o psicodrama, vejamos:

  • A escultura. Trata-se de fazer de uma ou mais pessoas uma escultura que expressa os sentimentos e pensamentos que nos oprimem. A pessoa também pode moldar seu próprio corpo. Esta é uma forma maravilhosa de colocar toda a nossa criatividade no ato.
  • O espelho. Consiste em que outras pessoas representem o problema que um dos participantes tem e este veja de fora. Aqui, ambas as pessoas aprendem com a experiência, e o público, como observador, também.
  • O monólogo. Trata-se de a pessoa falar sobre o que acontece com ela, como se estivesse pensando em voz alta.
  • Papéis. Aqui a pessoa assume o papel de outra em algum momento da encenação, para ver o problema a partir dos pontos de vista de outras pessoas envolvidas nele, e para representar problemas de outros para facilitar a compreensão de seus problemas e aprender com a experiência.

Agora, essas atividades são sempre acompanhadas por uma análise que o terapeuta realiza e de sugestões que ele faz para promover um ambiente terapêutico. Todas as pessoas que participam, portanto, aprendem com cada experiência, sendo protagonistas, assistentes ou espectadores.

O tipo de atividade irá depender das necessidades das pessoas que estão envolvidas no processo de psicodrama e dos problemas abordados. O terapeuta, como um especialista, sabe determinar quais tipos de ações serão realizadas para promover um ambiente de aprendizagem e expressão.

O que o psicodrama proporciona?

O psicodrama promove diferentes aspectos. Aqui estão algumas deles:

  • A tomada de consciência sobre os problemas.
  • A exploração de diferentes soluções para os problemas.
  • O autoconhecimento.
  • Comprender os sentimentos do outro.
  • Encontro grupal.
  • Que as pessoas se encarreguem de si.
  • A criatividade.
  • A espontaneidade.
  • Viver o presente.
  • Liberação emocional.

Sessão de terapia

Por meio da dramatização, da interpretação e da análise podemos vir a entender o que acontece conosco, considerando o trabalho em grupo e a facilitação do terapeuta. Uma maravilhosa forma de nos encontrarmos com nós mesmos, desenvolver nossa criatividade, tomarmos consciência do que nós somos e de compreender o outro.

O psicodrama é um recurso capaz de nos ajudar a resolver nossos conflitos. Cada experiência será um aprendizado, uma forma incrível de nos conhecermos e de fortalecermos a empatia e a criatividade, nos libertando das emoções e pensamentos que nos oprimem. O psicodrama não é apenas uma ferramenta terapêutica, é uma forma de expressão e solução dos problemas.

“O psicodrama é uma nova forma de psicoterapia que pode ser amplamente aplicada.”
-Jacob Levy Moreno-

Referencia bibliográfica

  • Anchústegui, C. Técnicas básicas psicodramáticas. Instituto Espanhol de Psicoterapia e Psicodrama Psicanalítico, 1-9.