A psicologia do futebol

julho 25, 2019

A prática de todo esporte coloca em jogo muitos aspectos psicológicos, como a concentração, a memória, a coordenação e o bom humor. Estes elementos, embora sejam necessários em todas as atividades físicas, adquirem uma complexidade especial nos esportes em grupo. Por isso, neste artigo vamos focar na psicologia do futebol, entendendo que os aspectos que assinalamos aqui podem ser identificados em outros muitos esportes de equipe.

Para começar pelo “começo”, o que é a psicologia do esporte? Podemos dizer que é um âmbito no qual cabem todos os aspectos psicológicos que influenciam as práticas esportivas. Estes fatores, por sua vez, têm muito a ver com o rendimento e com a forma de enfrentar a nós mesmos dentro da competiçãoalém de também ter ligação com as dificuldades que surgem pelas circunstâncias, pelo rival e por nós mesmos.

A relação entre o treinador e o jogador

Um dos aspectos mais importantes dentro da psicologia do futebol é a relação que existe entre o treinador e o jogador. Neste sentido, o treinador é uma figura de grande importância para que o coletivo se imponha ao individual.

É ele quem vai implementar estratégias a serem seguidas, vai estabelecer os planos de treinamento e, muitas vezes, vai resolver conflitos. Portanto, seu trabalho vai muito além da preparação tática. Sua figura é tão importante que sua intervenção pode ser muito mais forte em uma equipe (se esta for bem-sucedida) ou muito mais fraca (se esta for fracassada).

Sobre os tipos de relação que podem existir entre o treinador e o jogador, esta pode acabar tendo um enfoque positivo e um enfoque negativo.

Treinador e jogador

Enfoque positivo

Quando a relação entre as duas figuras é positiva, é mais fácil para o treinador reforçar todos os comportamentos dos jogadores que estão em sintonia com o grupo e que se aproximam de seus objetivos. As críticas construtivas e o apoio moral são elementos inclusos neste tipo de relação.

Enfoque negativo

Isso acontece, por exemplo, quando o treinador tenta corrigir os erros de seus jogadores através de críticas não construtivas ou de punições. É provável que este tipo de dinâmicas de relacionamento acabem destruindo a confiança do atleta: pode entender os objetivos impostos, mas o treinador deixou de ser uma figura de ajuda para alcançá-los.

Além destes dois tipos de relação, existe uma série de fatores que, como principais, explicam muita da influência positiva (quando é bem aplicada) ou negativa (quando é mal aplicada), que a psicologia do esporte pode ter:

  • O comportamento do treinador: em primeiro lugar, é lógico pensar que a forma como o treinador trata seus jogadores será um aspecto fundamental para conseguir que estes tenham um correto desenvolvimento esportivo;
  • A percepção deste comportamento por parte de toda a equipe;
  • A experiência esportiva do treinador: além da forma como o treinador trata a sua equipe, seus conhecimentos sobre o esporte e sua capacidade para planejar as diferentes etapas em direção aos objetivos desejados também vão aumentar ou diminuir as possibilidades de sucesso.

Aspectos a considerar na psicologia do futebol

Dentro da psicologia do futebol, existem uma série de aspectos que devem ser levados em conta com implicações psicológicas relevantes:

  • A motivação. Em primeiro lugar, é muito importante que os jogadores estejam motivados e desejem alcançar seus objetivos, tanto por benefício pessoal quanto por toda a equipe. Essa motivação pode estar concentrada na personalidade de cada jogador, na situação que enfrentam no momento ou em uma mistura de ambas.
  • Autoconfiança. A confiança é outro aspecto de grande importância para que um jogador e, por extensão, toda a equipe, alcance seus objetivos. Através da autoconfiança, os jogadores poderão reforçar suas emoções positivas, reduzir o estresse, melhorar sua concentração e enfrentar de uma forma mais eficiente as estratégias da equipe.
  • Concentração. Por sua influência, poderíamos dizer que depende bastante da autoconfiança. A concentração será um elemento fundamental dentro de uma partida de futebol, assim como durante os treinamentos. Uma equipe concentrada poderá seguir as estratégias do treinador de uma forma mais eficiente.

A motivação, a autoconfiança e a concentração são alguns dos aspectos mais importantes nos quais a psicologia do futebol se concentra.

Homem jogando futebol

Neste sentido, a atenção é um dos aspectos mais importantes no futebol. Afinal, é o jogo que torna a posição do jogador boa ou ruim em um determinado momento. Assim, sua habilidade para ler o jogo vai depender, em boa medida, do quão atento ele está.

O que dissemos aqui são apenas alguns pontos nos quais a psicologia do esporte pode contribuir para um grupo e para um  treinador, para alcançar determinados objetivos. A verdade é que, no esporte, no físico e no tático, existem cada vez menos diferenças, de forma que fatores como a própria psicologia são o que, muitas vezes, acabam pesando a balança do jogo.

Galeano, Eduardo (2010)., El fútbol a sol y sombra. Disponible en: https://books.google.es/books?hl=es&lr=&id=EfLSzwS1EwEC&oi=fnd&pg=PA1&dq=f%C3%BAtbol&ots=OyUppm2D3E&sig=oOKIqb2S30akmPPcCmh4-tb2HgY&redir_esc=y#v=onepage&q=f%C3%BAtbol&f=false