O que fazer quando os nossos amigos nos ignoram?

agosto 2, 2019
As amizades podem mudar com o tempo e, embora doa, às vezes é melhor deixar ir. O que devemos fazer quando os nossos amigos nos ignoram?

Os nossos amigos nos ignoram ou é nisso que acreditamos? As relações de amizade são diferentes para cada pessoa. Alguns precisam ver os seus amigos ou conversar com eles quase que diariamente. No entanto, para outros, estar presente no jantar de fim de ano é o suficiente.

Ainda assim, se estamos nos questionando, é porque sentimos que algo não está indo bem para nós.

A verdade é que os relacionamentos mudam. Não importa se são de amizade, familiares ou amorosos. As razões pelas quais isso acontece são várias: experiências, mudança de residência, falta de contato…

Por isso, temos que evitar a mitificação do princípio de um relacionamento: talvez no início haja momentos mais intensos, mas isso não determina que sejam os melhores.

Agora, o que podemos nos perguntar é se o relacionamento evoluiu até um ponto em que deixou de ser reconhecível ou começou a nos prejudicar. Essa reflexão será a facilitadora de uma resposta inteligente de como nos sentimos em relação a nossa percepção do relacionamento atual.

Mulher preocupada com as suas amizades

Os nossos amigos realmente estão nos ignorando?

Resposta difícil, não é mesmo? Podemos pensar que os nossos amigos estão nos ignorando, mas será que isso realmente é verdade? Vejamos algumas situações que podem nos fazer escolher esta opção e começar a remoer os pensamentos de forma prejudicial:

  • Temos um trabalho que, longe de nos preencher, nos esvazia completamente. Ficamos tão entediados e passamos tantas horas no trabalho que, quando saímos, queremos ficar com os amigos. No entanto, os seus horários não coincidem com os nossos e acreditamos que eles não nos dão muita atenção ou nos ignoram quando, na realidade, há apenas uma incompatibilidade de agenda.
  • Esperamos que eles deem o primeiro passo. Talvez seja porque estamos cansados ​​de sempre agir assim. Mas quando não dizemos nada, há um silêncio por parte dos nossos amigos que nos faz sentir muito solitários.
  • Nós não entendemos que eles têm outras prioridades no momento. Quando os nossos amigos encontram um parceiro ou começam a ter filhos, as prioridades já não são mais os amigos. Então, talvez eles nos ‘deixem de lado’ somente por falta de tempo e as suas responsabilidades façam com que não sejamos mais uma prioridade para eles.

O que devemos entender é que, como diz o estudo ‘Sobre o valor da amizade e o seu potencial conflito com a moralidade’, “a amizade implica uma relação de afeto e cuidado mútuo”. Se sentimos que só damos no relacionamento e não recebemos nada, é necessário falar sobre isso.

Com o passar dos anos, a palavra “amizade” muda para muitos de nossos amigos. As suas prioridades começam a ser outras e essa distância pode ser sentida por nós como uma rejeição.

A importância de expressar o que sentimos quando acreditamos que os nossos amigos nos ignoram

Em vez de se afogar em um copo de água, de lamentarmos e nos sentirmos mal, é necessário expressar o que estamos sentindo. Diga aos seus amigos como você se sente. Talvez a resposta que você vai receber lhe permita compreender muitas das circunstâncias que mencionamos acima.

Infelizmente, é possível ouvirmos frases como “é que eu fiz novos amigos” ou “nos distanciamos e o relacionamento já não é mais o mesmo”. No entanto, teremos uma resposta e poderemos decidir como agir: retomar/atualizar a relação ou decidir seguir em frente.

Mulher recebendo apoio de amiga

A amizade em questão faz sentido?

Com tudo isso, precisamos prestar atenção àquelas situações em que os nossos amigos nos ignoram porque não querem mais ficar conosco. Talvez eles considerem que não lhes acrescentamos nada, mas não nos dizem isso.

Portanto, é muito importante observarmos como eles agem a partir do momento em que expressamos o que sentimos. Eles se comprometem a ficar mais próximos e a fazer planos de se encontrar pelo menos uma vez por mês?

Temos que entender que é difícil dizer a verdade. Isso também acontece conosco em certas circunstâncias.

No entanto, quando isso nos afeta diretamente, incomoda que aquelas pessoas em quem temos tanta confiança não saibam como nos dizer que a amizade compartilhada não é mais tão importante.

Observar o que acontece nos dará as pistas para decidir se devemos investir mais em um relacionamento ou, ao contrário, encerrá-lo.

Essa habilidade faz parte da nossa inteligência social. Uma inteligência que, assim como a emocional, é ignorada há muito tempo, apesar de ser extremamente importante.

Como vimos, a comunicação, diante da sensação de que nossos amigos nos ignoram, nos dará informações suficientes para usar a inteligência da qual estamos falando. Além disso, ler e interpretar bem a comunicação do outro tornará a tarefa muito mais fácil.

Por fim, note que esses momentos em que você pensa e fala sobre o relacionamento, quando bem gerenciados, muitas vezes servem para estimular e fortalecer a qualidade do vínculo.

“Um amigo é uma pessoa com a qual você pode pensar em voz alta”.
– Ralph Waldo Emerson –