O casal como uma relação de crescimento

julho 26, 2019

Para muitos, o casal é um freio em vez de uma fonte de energia, um lugar incômodo em vez de confortável. Isso acontece porque ainda persiste a concepção de relacionamento como um lugar, em essência, para concessão e sacrifício permanentes, e não como uma relação de crescimento.

Pergunte a si mesmo se você compartilha desta ideia, ou se conhece alguém que pensa assim. Qual é a sua visão pessoal da relação de casal no que diz respeito ao sucesso e ao crescimento pessoal? E a das pessoas que o rodeiam?

Neste artigo falaremos sobre como é uma relação de crescimento (nesse caso uma relação de casal) e quais características ela tem; assim, você poderá ser capaz de ter as ferramentas para identificá-la e tirar o maior proveito dela.

Você verá, passo a passo, por que é possível ter relações nas quais você sinta que cresce como pessoa, relações que lhe permitam ampliar sua zona de conforto. Talvez não seja fácil, mas é possível; além disso, o investimento vai valer a pena.

Como é uma relação de crescimento?

Casal se olhando nos olhos

A relação tira o melhor de você

As relações pessoais podem tirar o melhor e o pior de nós, e inclusive podem fazer com que nos alternemos nos dois extremos. Por outro lado, não estamos falando de uma felicidade constante e “falsa”: nela também haverá momentos ruins ou instantes de dúvida.

No entanto, você se dá conta de que uma relação de casal favorece o seu crescimento quando, ao observá-la adotando o modo espectador, você vê que ela constitui um estímulo para chegar a uma versão de si mesmo da qual você goste.

O que queremos dizer ao mencionar que uma relação de crescimento tira o melhor de você? Que é uma relação que faz com que você se esforce para se sentir bem, que te faça rir e permita se conectar com os bons momentos do dia a dia. Quando uma relação tira o melhor de você, isso se manifesta ao fazer planos para o futuro, ter sonhos e expectativas de que a relação cresça e se torne cada vez mais sólida e íntima.

A relação de casal lhe permite crescer quando, ao observar a partir de uma certa distância, você nota que seu parceiro tira o melhor de você.

O casal e os desafios profissionais

Poder crescer a nível profissional e assumir desafios muitas vezes significa tomar riscos, dedicar uma grande parte do seu tempo a sua profissão ou ao seu projeto pessoal, conforme explicado em um estudo publicado pela Associação Americana de Psicologia (Ackerman, Griskevicius, & Li, 2011).

Neste contexto, o casal pode ser um impedimento. Ou seja, ter um parceiro pode ser um apoio ou um peso; seu parceiro pode ajudá-lo a abrir suas asas e voar, ou pode mantê-lo em uma gaiola sem ajudá-lo a progredir. É preciso escolher qual das duas realidades você quer para si.

Nesse sentido, um casal com uma relação de crescimento é aquele no qual os desafios profissionais são compartilhados e um incentiva o outro. Seu parceiro pode ajudá-lo a estabelecer novos desafios, pode ajudá-lo a alcançá-los, a definir suas ideias, e pode apreciar todo esse processo ao seu lado. Muito além de estarem de acordo ou não com o passo a passo a ser dado, os dois entendem que a felicidade e o crescimento do outro passa por alcançar certas conquistas.

Casal feliz abraçado

Equilíbrio: espaço pessoal e espaço do casal

Estar em uma relação de casal que implique o crescimento significa ser parte de um projeto que lhe permita manter sua individualidade, atender as suas necessidades pessoais e se mostrar da forma como você é. Ao mesmo tempo, você se sente parte da vida do outro, sabe que tem direito à individualidade e não se sente culpado por ter seu espaço pessoal e aproveitá-lo. Dito de outra forma, uma relação de crescimento é uma relação de liberdade, sem culpabilidade.

Neste ponto, cabe destacar que uma vida em casal tem desafios que, dependendo de como forem enfrentados, podem favorecer nosso crescimento ou fazer com que fiquemos estagnados. Por exemplo, conviver com alguém pode ajudá-lo a crescer porque você terá que enfrentar situações nas quais terá que gerenciar emoções pouco desejáveis, como a raiva e a frustração.

Um artigo científico chegou à conclusão de que os seres humanos, ao viverem em casal, têm que fazer um esforço para alcançar um equilíbrio entre seu espaço pessoal e o compartilhado com seu parceiro (Fletcher, Simpson, Campbell, & Overall, 2015). Desta forma, o relacionamento pode ser o melhor cenário para que você melhore a nível pessoal, para que gerencie seus limites e elimine as barreiras que o impedem de constituir uma dinâmica sem muitas dissonâncias.

Como conclusão, se para você ter um parceiro representa limites, pesos e estagnação, há algo errado. É verdade que um relacionamento requer tempo e esforço que você não poderá dedicar a outros aspectos da sua vida pessoal, mas tenha em mente que uma relação de casal pode ser o motor do seu crescimento e o apoio necessário nos momentos mais complicados.

Estar em uma relação de casal que implique crescimento representa ser parte de um projeto que lhe permite manter a sua individualidade, atender as suas necessidades pessoais e se mostrar da forma como você é.

  • Ackerman, J. M., Griskevicius, V., & Li, N. P. (2011). Let’s get serious: Communicating commitment in romantic relationships. Journal of Personality and Social Psychology, 100(6), 1079-1094. http://dx.doi.org/10.1037/a0022412
  • Fletcher, G. J., Simpson, J. A., Campbell, L., Overall, N. C. (2015). Pair-bonding, romantic love, and evolution: the curious case of Homo sapiens.Perspectives on Psychological Sciences, 10(1), 20-36. doi: 10.1177/1745691614561683.