Se alguém coloca reticências em você, escolha excluir dois dos pontos

Se alguém colocar reticências em você, escolha excluir dois dos pontos

novembro 12, 2016 em Emoções 0 Compartilhados
Se alguém coloca reticências em você, escolha excluir dois dos pontos

As relações não podem ser adiadas, muito menos os sentimentos. Por isso, se alguém tentar moldar a nossa vontade, não devemos permitir isso. Não é saudável mendigar amor, já que verdadeiramente e como todos sabemos, o afeto e o apreço não têm valor se forem solicitados ou se tivermos que esperar por eles. Dessa forma, se alguém colocar reticências em você, escolha excluir dois dos pontos e deixar o ponto final.

Por quê? Porque o amor é imediato, e não algo que se pode adiar. Se nos entregarmos à ideia de que o egoísmo alheio pode ser transformado em agradecimento e carinho, estaremos apenas perdendo tempo.

Quando amamos, amamos todos os dias, não hoje sim e amanhã não. No entanto, muitas vezes hipotecamos o nosso bem-estar emocional para dar lugar a uma espécie de miséria que nos faz esperar onde os outros nos deixaram escritas umas reticências.

Outra situação distinta é aquela em que um ou ambos os membros de uma relação têm a necessidade de tirar um tempo para definir prioridades e esclarecer sentimentos novos ou encobertos por algum conflito em concreto.

ansiedade-medo

Escolher ser prioridade, escolher ser feliz

Assumir que alguém é a sua prioridade é uma questão de escolha. Quando vemos que o nosso mundo interior se converte em uma batalha entre os nossos próprios desejos e as expectativas alheias, acabamos por cair em um profundo vazio emocional.

Merecemos cuidar de nós próprios, escutar a nós mesmos e sermos os protagonistas do nosso próprio filme, no qual existe uma tela de fundo que deve permanecer sempre: o amor próprio. Ele se baseia na consideração por si mesmo, afastada da submissão.

Se queremos dizer NÃO, estamos no nosso pleno direito. Se queremos dizer CHEGA, também. E se não queremos negociar os termos de uma relação porque os nossos desejos saem lesados, também.
Compartilhar

Temos que procurar nos colocar a salvo de nós mesmos e não nos enganarmos com falsas promessas escritas com reticências. Quando os desejos e os direitos de alguém estão em jogo, não vale tudo. Por isso temos que deixar de lado essa falsa ideia de que no amor e na guerra vale tudo. Nos sentirmos bem não é uma opção alheia, mas sim nossa.

olhos-de-mulher

A maior aventura que podemos viver é a de amarmos a nós mesmos

Decidir e escolher por nós é a opção que nos oferece maiores garantias de felicidade. Por isso o processo se articula em pontos distintos que devemos ter sempre em conta. Vejamos alguns pontos chave…

Nos cercarmos de pessoas que adicionam algo, e não que subtraem

As pessoas que nos trazem luz, que nos comovem e que têm consideração por nós são as pessoas que valem a pena e que trazem felicidade. Deixar de lado aquelas relações que nos dão sofrimento é um princípio de saúde emocional que TODOS devemos ter bem claro na nossa mente.

As pessoas autênticas são sinônimo de relações autênticas

Tendemos a fazer um “copiar-colar” em nossas relações. Costumamos nos conformar com relacionamentos que são monótonos por causa do medo que temos em relação ao desconhecido e ao vazio emocional. As pessoas nem sempre se encaixam com aquilo que somos ou necessitamos, da mesma forma que nós também não o fazemos. Perder esse medo e dizer adeus à influência desse medo nos ajuda a libertar o nosso direito de procurar relações com significado.

mulher-labios-vermelhos

Desenvolver as nossas forças nos ajuda a atender o nosso EU interno

Para sermos felizes, devemos realizar uma viagem interior na qual iremos trabalhar as nossas características fundamentais. Se alguém ou algo nos controla e não nos oferece um apoio que permita o crescimento, estamos hipotecando os nossos pontos fortes e cavando um fosso profundo para desgraça das nossas necessidades.

Se equilibrarmos estes pontos, as mudanças acontecerão de uma forma mais natural e saudável. Por isso devemos fazer uso do nosso amor próprio em todos os momentos e desde JÁ, e não apenas quando convém ou quando nos vemos sem saída. Abrir os olhos e nos afirmarmos são pontos chaves para conseguir fazer isso.

Recomendados para você