O segredo da mudança é concentrar a energia no novo

O segredo da mudança é concentrar a energia no novo

dezembro 10, 2016 em Psicologia 2091 Compartilhados
O segredo da mudança é concentrar a energia no novo

Você tem coragem de olhar para os seus sonhos, em vez do seu passado? Essa é a pergunta que precisa responder se quiser fazer uma mudança na sua vida e concentrar toda sua energia para o novo, em vez de desperdiçá-la olhando para o passado.

Ao longo da nossa existência vivemos muitas mudanças, algumas súbitas, algumas mais lentas e previsíveis, algumas dolorosas e outras divertidas. Essas mudanças também significam transformações pessoais às quais às vezes resistimos por medo, mas que é necessário viver para aprender e melhorar a nós mesmos.

A mudança e a regra do triplo “A”

Um dos aspectos que mais pode nos afetar com respeito a uma mudança é perder o foco no nosso objetivo, no novo que nos espera, e nos distrairmos com outros tantos detalhes ou aspectos que não são tão importantes quanto o sonho que desejamos alcançar.

 mulher-caminhando

Por exemplo, se você quer mudar de emprego e está determinado a fazê-lo, sua intuição pode lhe dar uma mão, olhe para aquilo que você realmente quer fazer, sem perder o foco por aquilo que os outros dizem ou pelo que outras pessoas pensam sobre o que você deve fazer para ser feliz. Quem melhor do que você mesmo sabe o que te faz feliz?

Para gerir a mudança e se concentrar adequadamente podemos usar a regra do triplo “A”:

Aceitação das emoções

Temos medo das mudanças porque elas geralmente nos empurram para fora da nossa zona de conforto. A incerteza e o desconhecido nos dão medo, porque é impossível saber o que vai acontecer, porque temos menos controle das variáveis em situações novas. Por essa razão, o primeiro passo para superar a mudança com sucesso é gerir as nossas emoções, especialmente o medo, e aceitá-las.

O medo não deve ser um motivo para nos paralisar e não fazer nada, mas sim para nos encorajar a agir, a ter curiosidade e ser proativo. O medo é uma resposta natural ao desconhecido, mas não devemos deixar que ele nos domine.

Adaptação

Para nos adaptarmos às mudanças e nos concentrarmos naquilo que é novo, é preciso conhecer a nós mesmos. Ou seja, fazer uma tarefa de introspecção para identificar nossos defeitos e nossas virtudes, de maneira que possamos minimizar os primeiros e potencializar os segundos.

mulher-se-olhando-no-espelho

O conhecimento de nós mesmos vai permitir uma melhor adaptação às mudanças, saber em quais aspectos podemos precisar de ajuda e em quais outros aspectos aproveitaremos ao máximo nossas habilidades e conhecimentos. Talvez uma boa idéia seja questionar as crenças que temos enraizadas e substituí-las por outras mais positiva.

Antecipação

Uma vez que conhecemos as nossas emoções e como gerenciá-las, e que sabemos quais são as habilidades que temos e que são úteis para a mudança, é chegada a hora de começar a agir. É hora de colocar-nos em posição e de começar a investir energia ativamente em favor do nosso objetivo.

Gerir a mudança significa que temos que nos antecipar para ver o que pode acontecer e planejar diferentes formas de agir. Dessa maneira nos sentiremos mais seguros e teremos mais autoconfiança, já que os imprevistos serão reduzidos.

Aprenda a concentrar-se melhor

No nosso dia a dia somos cercados por uma série de elementos e de situações que nos distraem do foco em nossos objetivos. Pense o que acontece quando o que você costuma fazer quando fala no telefone: é muito raro que prestemos atenção exclusivamente à conversa; ou quando você começar a executar uma tarefa no computador e acumular abas. Dito isto, o que podemos fazer para se concentrar de novo?

Faça uma coisa de cada vez

Fazer várias coisas ao mesmo tempo está supervalorizado, e às vezes nos estressa porque não somos capazes de se concentrar e terminar uma coisa concreta. Com certeza já aconteceu com todos nós que ao escrever um e-mail, por exemplo, alguém nos liga e depois nem terminamos o e-mail.

mulher-nuvem

Para evitar isso, cada vez que você iniciar uma tarefa concentre-se nela até terminar, evite interrupções e continue até o fim. Esta abordagem vai nos dar ordem e um sentimento de que progredimos e não deixamos a tarefa pela metade, mas que nos concentramos em coisas concretas.

Medite

A meditação pode nos ajudar muito a se concentrar no aqui e no agora, no que nos rodeia e que podemos ver e sentir neste exato momento. Através da respiração profunda estaremos conscientes do nosso corpo e nos concentraremos no que está acontecendo no presente.

Encontre um lugar calmo, sente-se com as pernas cruzadas e comece a respirar profundamente. Concentre-se em como o ar entra no seu corpo, em como trilha o caminho desde seu nariz ao entrar até sua boca ao sair e deixe que seus músculos relaxem.

Faça o que é importante primeiro

Se você tem várias tarefas pendentes,  é preciso priorizar, de modo que as mais importante não sejam deixados para trás e as menos, salvo um imprevisto, também. Pense que se deixamos as coisas importantes para fazer depois das demais tarefas, vamos estar cansado e não vamos prestar a atenção que merece uma tarefa que requer a nossa concentração total.

Aproveite os primeiros momentos do dia para fazer o mais importante ou, na falta deste, o mais pesado. Dessa forma você vai fazer com toda a sua energia, com uma boa dose de criatividade e concentrando-se em seu objetivo, sem distrações e com pouca tensão acumulada.

Recomendados para você