Sete arrependimentos tardios

· setembro 21, 2015

O arrependimento é um dos piores sentimentos de nossas vidas. Ele nos induz a um conflito permanente com nós mesmos e, mesmo assim, muitas vezes não podemos fazer nada, exceto perdoar. O melhor é não senti-lo. A medicina, neste caso, deve ser preventiva. A seguir, iremos mostrar uma lista de sete arrependimentos tardios, situações das quais você pode se arrepender no futuro, se não tomar as devidas precauções a tempo.

Não dizer “eu te amo”

Dá uma coceira na alma quando não dizemos “te amo” para uma pessoa especial que, por uma razão ou outra, não está mais em nossas vidas. Não devemos ser mesquinhos com as expressões de afeto. Por que economizar essas palavras que podem fazer alguém feliz e que, muitas vezes, nos recusamos a dizer? Diga hoje mesmo o quanto ama os que estão ao seu redor.

Prolongar um amor que nos faz mal

Quem já não esteve envolvido em um caso de amor tempestuoso? Aquele tipo que você sabe ser prejudicial, mas ainda assim decide mantê-lo por pura teimosia. É um tipo de amor que quer se manter entre brigas, gritos, inveja, indiferença e outros sentimentos e emoções que nos fazem mal. Finalmente, quando você se dá o devido valor e decide romper com esta relação, percebe toda a dificuldade que ela causou enquanto existiu.

Não dedicar tempo suficiente aos entes queridos

Às vezes a rotina nos envolve de tal maneira que perdemos muitos momentos valiosos. Você está cheio de compromissos e hábitos e, por isso mesmo, acaba gastando mais seu tempo em atividades laborais ou domésticas, e não se permite tirar um tempo para falar com essas pessoas especiais que realmente merecem o seu tempo e que enriquecem profundamente a sua vida.

Esquecer dos avós

Seguindo em nossa lista dos sete arrependimentos tardios, temos os nossos avós, que são as sementes de nossa própria história. Eles são as pessoas que nos permitem reconhecer de onde viemos e, em grande medida, quem somos. Suas vidas são como livros abertos para quem quiser lê-los. Eles têm a sabedoria que nos dá experiência e, apesar de nem sempre estarem certos, podem nos trazer uma nova perspectiva sobre muitos temas da nossa vida cotidiana.

Não brincar com as crianças

Quem já viu o desenvolvimento de uma criança facilmente pôde perceber uma realidade desconcertante: elas crescem a uma velocidade inimaginável. Hoje são apenas bebês, totalmente dependentes de você, mas em um piscar de olhos, eles se tornam adolescentes e não querem mais você envolvido em seus assuntos. Os momentos de brincadeiras com seus filhos passam para sempre, sem você nem perceber.

Não abandonar um trabalho ruim

Há aqueles que preferem tolerar um emprego que odeiam, ao invés de correr o risco de procurar novos horizontes. O tempo passa rápido, e se você não tomar uma decisão sobre o assunto, você pode passar os melhores anos da sua vida em uma atividade que não oferece mais nenhuma proteção para os seus medos.

Viver para agradar os outros

Agir para agradar os outros é uma das maiores perdas de tempo que você pode ter em sua vida. Tudo, absolutamente tudo o que você faz pode ser criticado. Mas o que os outros pensam de você não altera em nada a sua vida, a menos que você permita. No futuro, você poderá se arrepender de não ter tido coragem de ser você mesmo.

Imagem cortesia de Cirofono.