Sete passos para você voltar a se apaixonar - A Mente é Maravilhosa

Sete passos para você voltar a se apaixonar

setembro 17, 2016 em Emoções 2 Compartilhados
Sete passos para você voltar a se apaixonar

Ter alguém apaixonado por você ou se apaixonar de verdade é uma coisa de sorte. Não são só as borboletas no estômago, mas é como se você sentisse que, de repente, tudo é possível, que você tem toda a vitalidade do mundo e é capaz de enfrentar o que quiser. Também é um estado efêmero, que dá abertura a uma ruptura ou a um amor com letras maiúsculas, dos que são cozidos em fogo baixo.

Não decidimos quando nos apaixonar, nem por quem exatamente. Geralmente parece que é a sorte que decide onde, quando e por quem. No entanto, o que pode ser feito é criar condições para que o amor chegue e permaneça.

Deve existir a disposição de amar no coração. Deve haver abertura para o amor. Do contrário, por mais que uma pessoa maravilhosa apareça em sua vida, você não será capaz de vê-la, de valorizá-la ou de deixar que ela o veja e valorize.

Às vezes o coração se fecha por medo de sofrer. Pode ser por culpa de experiências passadas, mais ou menos frustrantes, que puderam transformar o amor em um terreno aparentemente perigoso. Assim, você se fecha e não deixa que flua o que deve fluir. No entanto, voltar a se apaixonar sempre vale a pena e estes são os sete passos para que isso aconteça.

apaixonar-se

1. Limpe seu coração antes de voltar a se apaixonar

Não é uma boa ideia pensar em se apaixonar se você ainda carrega traços de uma relação anterior. Motivações como a vingança, o orgulho ou a evasão de uma dor que não passa são péssimos precedentes para que seu coração possa realmente sentir amor por alguém novo.

Um prego não remove outro prego, quem dera fosse fácil assim. O que você precisa, depois te der vivido um grande amor e de tê-lo perdido, é iniciar um processo de luto e depuração dos seus sentimentos. Durante este processo, seu coração ainda não está pronto para abrir as asas e voltar a se apaixonar.

Você deve saber claramente o que a relação que terminou deixou de bom e de ruim em você. Identifique o motivo do término e o que você pode aprender com essa experiência. Quando tudo isso estiver claro e você sentir que já se encontra em um estado de relativa serenidade, é o momento de dar o seguinte passo.

voltar-a-se-apaixonar

2. Tire um tempo para ficar sozinho, em solidão

Está suficientemente comprovado que uma relação de casal é muito mais profunda e duradoura quando os envolvidos sabem viver em solidão. Por isso, é importante que você tome um tempo para estar consigo mesmo, sem compromissos afetivos.

Lembre-se de que, em alguns casos, o parceiro se torna um pretexto para eludir vazios de nossa própria existência. Você pode até acreditar que “não nasceu para ficar sozinho”, ou que se você conquistar um novo parceiro seus problemas vão acabar. No entanto, isso não é verdade.

Primeiro você deve aprender a estar à vontade com a vida por si mesmo, sem a presença de uma ou outra pessoa que compartilhe tudo com você. Se você não conseguir, é possível que comece a agir como alguém desesperado em busca de afeto. E é mais do que certo que você vai encontrar um parceiro disfuncional, onde, de cara, constrói-se uma dependência nociva.

3. Cuide de você escrupulosamente

Antes de voltar a se apaixonar, é conveniente que você preste atenção. Cuide de você no sentido integral dessa expressão. Isso significa rever sua saúde e seus hábitos de vida para corrigir toda a deficiência que possa existir.

apaixonar-se-novamente

Não se trata apenas de ir ao médico ou de propor a si mesmo um plano de exercícios. Trata-se de se concentrar em si mesmo, em suas necessidades. De conceder valor ao seu bem-estar, com o propósito de se conhecer melhor e aumentar sua autoestima. Não é possível que o amem sem que antes você ame a si mesmo.

4. Encha seu coração de coragem e dê adeus ao medo

Só você sabe qual é o momento de abrir as portas e permitir que o amor chegue novamente em sua vida. O normal é que exista pelo menos um pouco de medo… É que o amor supõe voltar a ser vulnerável ao sofrimento, porque nada garante que também o amem, e muito menos que você não vai sofrer uma desilusão.

No entanto, se você realizou os pontos anteriores, certamente você estará melhor preparado para enfrentar o amor e suas vicissitudes. O que você precisa fazer é tomar coragem e dizer a si mesmo “eu me permito me apaixonar novamente”.

Sem prevenções, sem cálculos, sem se precipitar. Para que o amor floresça, você deve deixar que ele venha espontaneamente. E para que ele chegue, você deve simplesmente abrir seu coração e ter a coragem de se arriscar e amar novamente.

mulher-onibus-pensando-em-se-apaixonar

5. Faça novas atividades

Inclua novas atividades em sua vida. É hora de fazer aquele curso que você tanto quis fazer. Ou de participar de um novo grupo de amigos, um clube, ou algum tipo de comunidade que seja do seu interesse. Ao fazer isso, você estará cumprindo dois propósitos: conhecerá gente nova e sairá da rotina que estava vivendo até agora.

Ao realizar novas atividades o corpo e a mente incorporam uma dinâmica que prepara as circunstâncias para que algo novo chegue. Esse algo pode muito bem ser o amor que, provavelmente, não vai bater à sua porta. Você deve sair para procurá-lo, sem ânsia, nem angústias. Ele vai sorrir para você no momento em que você menos esperar.

6. Viaje muito e saia para se divertir

Viajar é uma ótima maneira de romper com o comum, de sair da rotina e de conhecer outras pessoas. Ao viajar você se dispõe, de maneira positiva, a novos encontros. Você se encontra em um contexto diferente e isso o obriga a “mudar o disco”. Nada melhor do que se encontrar em um estado de renovação para que o amor surja.

viajar-para-voltar-a-se-apaixonar

Você também deve sair para se divertir, fazer atividades que chamem a sua atenção. Cinema, teatro, dança, qualquer diversão cabe aqui. Tudo aquilo que coloque seu coração em ritmo de festa. Sua atitude aberta e permeável será perceptível para outras pessoas que também queiram iniciar uma nova relação.

7. Dê tempo às pessoas

É provável que você conheça pessoas agradáveis e simpáticas, mas ainda assim sinta que não há uma conexão imediata. Isso pode ocorrer porque, efetivamente, não há química suficiente, ou porque, no fundo, você ainda tem algumas resistências devido às experiências passadas… ou medo de sofrer.

Assim, o melhor é que você dê um tempo para cada pessoa que você conhecer e que se mostre interessada em você. Não espere que a chama se acenda imediatamente: às vezes acontece, às vezes não. Mas a verdade é que há muitas relações que são feitas de tempo, não de “chama”. Por isso, se você gosta de uma pessoa, dê a oportunidade de se deixar conhecer. Não fique apenas com a primeira impressão.

apaixonar-se

Recomendados para você