4 sinais de que você se perdeu de si mesmo

Manter um relacionamento saudável com nós mesmos é essencial para o nosso bem-estar. Portanto, mostramos alguns sinais de alerta que podem indicar que você está negligenciando este importante vínculo.
4 sinais de que você se perdeu de si mesmo

Última atualização: 24 abril, 2022

Como é a sua relação com você? Certamente esta é uma pergunta que você raramente se faz. E é que, apesar de nos preocuparmos em cuidar de nossos laços com os outros, muitas vezes negligenciamos aquele que mantemos conosco. Por isso, vamos listar os principais sinais que podem te ajudar a identificar que você se perdeu de si mesmo.

Devemos ter em mente que o autorrespeito, o cuidado e a compaixão para consigo mesmo são essenciais para o nosso bem-estar e a nossa saúde mental. No entanto, todo amor que é negligenciado pode cair em infidelidade, mesmo o próprio. Portanto, é necessário rever essa importante relação e garantir que ela permaneça saudável.

Você nunca se prioriza

Um dos sinais mais claros é o fato de nunca escolher você primeiro na hora de escolher. Por exemplo, você adia suas próprias obrigações e tarefas para ajudar os outros a cumprir as deles e até abre mão do seu tempo de lazer para satisfazer os desejos, necessidades e favores que os outros pedem a você.

Assim, tudo o relacionado a você está em último lugar. Você não hesita em ceder aos gostos e preferências dos outros, esquecendo sua própria opinião. E, em última análise, de alguma forma, parece mais relevante para você ser útil aos outros do que ser leal a si mesmo e às suas necessidades.

Triste mulher sentada no chão

Você quer contentar os outros

É evidente que, como seres sociais, todos queremos agradar as pessoas ao nosso redor. No entanto, quando você se perde de si mesmo, você o faz mesmo que seja necessário passar por cima de você.

Dessa forma, você aceita planos e atividades que não gosta ou não sente vontade de fazer apenas para agradar as pessoas. É realmente difícil para você dizer “não”, porque teme, ao fazê-lo, perder o amor ou a aprovação do outro. Assim, é até possível que você caia em comportamentos contrários às suas próprias convicções e valores se outra pessoa lhe pedir alguma coisa.

Você pede desculpas quando não fez nada errado

Um comportamento muito comum em quem se perdeu de si mesmo é pedir perdão mesmo sabendo que não fez nada de errado. Você sabe que não agiu incorretamente; no entanto, o medo do conflito, a rejeição, o medo do abandono o impedem de defender sua posição.

Dessa forma, você prefere se desculpar e aceitar a responsabilidade por uma discussão que não é culpa sua, apenas para diminuir a ansiedade. Aos seus olhos, a raiva do outro é um aviso de que ele pode deixar ou retirar seu afeto, por isso é preciso acabar com essa raiva mesmo que isso signifique humilhar a si mesmo.

Você reclama constantemente

Por fim, pode parecer que reclamar é uma atitude de alguém cheio de autoestima e capaz de expressar o que quer. No entanto, reclamação não é sinônimo de comunicação assertiva. Expor o que você pensa e o que é necessário de forma calma e respeitosa é apropriado. No entanto, quando nossos relacionamentos são baseados em pedir constantemente aos outros que atendam às nossas necessidades, algo está errado.

Se você mantém vínculos nos quais sente que não são retribuídos de forma recíproca, pergunte-se por que continua neles? Da mesma forma, reflita se suas expectativas em relação aos relacionamentos são verdadeiras ou irreais.

Em ambos os casos, há uma falta subjacente de autoestima e autocuidado; quando você reclama, procura que os outros lhe dêem o que te falta.

Mulher séria pensando

Se você se perdeu de si mesmo, recupere-se

Assim, se você se vê refletido nos sinais anteriores, é provável que tenha se negligenciado mais do que o necessário. É por isso que é hora de você se conscientizar de que o relacionamento consigo mesmo é o mais importante e que você deve começar a cuidar dele com muito carinho e respeito.

Não é fácil abandonar o hábito de priorizar agradar aos outros, principalmente quando nossa autoestima não está fortalecida. No entanto, com perseverança, cada pequena ação nos levará à recuperação. Comece se priorizando, ouvindo a si mesmo e defendendo seus direitos e opiniões. Aja de acordo com seus valores e não tenha medo de ser abandonado, pois não há nada mais doloroso do que se perder de você mesmo.

This might interest you...
7 segredos para não perder seu tempo
A mente é maravilhosa
Leia em A mente é maravilhosa
7 segredos para não perder seu tempo

Acontece com todo mundo. O dia termina e não sabemos como o tempo passou tão rápido. Confira algumas dicas para parar de perder tempo em sua vida.



  • Westwood, P. A. (2017). El rol del autorrespeto en la teoría de la justicia de John Rawls. HYBRIS, Revista de Filosofía8(2), 55-76.
  • Bourbeau, L. (2011). Las cinco heridas que impiden ser uno mismo. OB STARE.