Teste de psicologia das 4 cores

O teste das quatro cores é usado em recursos humanos para conhecer os candidatos a uma vaga. Além disso, também pode ser útil na vida pessoal.
Teste de psicologia das 4 cores

Última atualização: 16 fevereiro, 2022

Conhecer as pessoas com quem interagimos pode ser muito útil. Tanto na vida profissional quanto na pessoal, compreender o mundo interior do outro facilita a comunicação. Por isso, o teste de psicologia das quatro cores nos aproxima da personalidade de quem está ao nosso redor de uma forma simples.

Esse procedimento de classificação de personalidade existe há 20 anos. É baseado nas teorias do psicólogo suíço Carl Jung e constitui uma ótima ferramenta para o autoconhecimento e a compreensão dos outros.

Jovem Jung
Carl Jung

Teste de psicologia das quatro cores

Ao contrário de outras classificações de personalidade mais extensas, este teste usa apenas quatro cores para agrupar os indivíduos de acordo com as suas características. É, portanto, uma classificação simples e gerenciável, muito útil para intuir e compreender as motivações internas de cada pessoa.

Pela sua simplicidade e versatilidade, pode ser utilizado em diferentes áreas. No entanto, o maior boom está no setor de recursos humanos.

Cada vez mais empresas estão usando esse teste para conhecer melhor seus funcionários. Os resultados permitem designar as pessoas ideais para cada vaga, bem como adaptar as estratégias de vendas de acordo com os diferentes tipos de clientes.

Quatro eixos do teste de psicologia das cores

Este teste mede dois eixos de personalidade que foram propostos anteriormente por Carl Jung. São eles: introvertido x extrovertido e pensamento x sentimento. A partir deles, os quatro quadrantes são usados para posicionar onde cada uma das personalidades está localizada.

Introvertido versus extrovertido

  • Introvertidos: gostam de gastar sua energia pensando em conceitos e ideias. Eles não precisam de muitos estímulos externos e, portanto, são “superestimulados” rapidamente. Eles pensam antes de agir, buscam garantias quando precisam se concentrar e optam por compreender o mundo em vez de mudá-lo.
  • Extrovertidos: gostam de gastar sua energia com as pessoas. Eles precisam de estímulos externos para realizar. Eles preferem agir em vez de pensar demais. Gostam de se manter ocupados e ficam entediados quando não estão. São bons em negociações e transmitem uma boa primeira impressão.

Pensamento versus sentimento

  • Pensadores: são as pessoas que começam a pensar pela lógica (pela cabeça). Eles tendem a ver o mundo em preto e branco e, portanto, podem tomar decisões rápidas com base nas informações atuais disponíveis. Eles não tendem a mostrar muito as suas emoções, por isso fazem negócios com rapidez e eficiência. A desvantagem é que os outros podem considerá-lo frio ou sem alma.
  • Sentimental: eles baseiam suas decisões em seus instintos (seu coração) e levam em consideração suas relações pessoais quando se comunicam. As decisões são tomadas com base no que isso significa para as outras pessoas envolvidas, e não apenas em fatos. Eles preferem ter tato antes de dizer a dura verdade. Portanto, são considerados “emocionais” e “não confiáveis”.

As quatro cores da personalidade

De acordo com o teste de psicologia das quatro cores, os diferentes tipos de personalidade podem ser agrupados nas seguintes categorias:

Mar azul

Objetivos, analíticos e metódicos, vivem de acordo com os fatos e a lógica. Eles valorizam inteligência, independência e informações completas e precisas. São prudentes e corretos, pensam bem antes de agir.

Um trabalhador “azul” se sentirá muito mais confortável em tarefas bem pensadas do que em empregos que exigem trabalhar sob pressão. Da mesma forma, se o seu cliente se enquadrar nesta categoria, ele apreciará se você fornecer informações detalhadas e lhe der tempo para analisar as opções.

Em relacionamentos pessoais, alguém “azul” tenderá a falar mais sobre fatos do que generalidades. Você esperará uma conversa lógica do seu interlocutor e será fácil evitar exageros dramáticos.

Terra verde

Eles vivem através da harmonia e dos valores. São pessoas compreensivas, conciliadoras e pacientes. Valorizam relacionamentos profundos e estão interessados em sentimentos. São respeitosos e tolerantes, mas defendem seus ideais com convicção.

Um trabalhador “verde” será adepto a manter relacionamentos duradouros com os clientes, com base no atendimento personalizado. Por sua vez, um cliente “verde” apreciará um ambiente confortável e um interesse sincero nas suas preocupações.

Em sua vida pessoal, os indivíduos verdes são amigáveis e descontraídos, mas não suportam conflitos ou desrespeito. Se você quiser se aproximar deles, tenha paciência, buscando um acordo em vez de imposição.

Amarelo sol

Espontâneos e sociáveis, vivem para as relações pessoais. Eles são ativos, impacientes, criativos e focados em seus planos futuros. Divertidos e entusiasmados, costumam ser a vida da festa.

Um trabalhador “amarelo” será adequado para liderar ou trabalhar em equipes. São persuasivos e comunicativos, encorajam os outros a correr riscos. Um cliente amarelo desejará ser o centro das atenções e apreciará ambientes espontâneos e não rotineiros. Pessoalmente, adoram as relações pessoais e a diversão. Eles se sentem desconfortáveis com pessoas que são excessivamente rígidas ou que não reconhecem o seu valor.

Fogo vermelho

Diretos, dominantes e competitivos, eles vivem para a ação. São determinados, eficientes e focados. Não fazem rodeios e ficam impacientes com o atraso ou a imprecisão. Eles apreciam que as pessoas sejam diretas e honestas.

Um trabalhador “vermelho” será rápido, prático e eficiente. Ele será capaz de resolver várias situações com iniciativa. Por sua vez, um cliente “vermelho” precisa de informações honestas e respostas rápidas às suas demandas.

Em sua vida pessoal, os vermelhos são diretos e apaixonados. Sentem-se mais à vontade com pessoas firmes, porque a ineficiência e a indecisão os incomodam muito.

Mulher falando sobre seu trabalho com um colega

Conheça as cores

Como vimos, saber “a que cor uma pessoa pertence” pode nos ajudar a nos relacionar com ela, tanto pessoalmente quanto no trabalho. Sabemos que não podemos aplicar um teste de personalidade em todas as pessoas ao nosso redor, mas observando as suas características mais salientes, podemos intuir qual é a sua cor dominante.

Saber a cor da personalidade dos outros através do teste de psicologia das quatro cores nos ajudará a escolher as melhores estratégias para nos relacionarmos com eles, sem mal-entendidos ou conflitos. E você, de que cor você pensa que é?

Pode interessar a você...
Teste de Stroop, um teste psicológico baseado em cores
A mente é maravilhosa
Leia em A mente é maravilhosa
Teste de Stroop, um teste psicológico baseado em cores

O teste de Stroop foi publicado pela primeira vez em 1935 e segue em vigor atualmente. É um teste usado para medir o controle da atenção das pessoa...



  • Aluja, A., & Blanch, A. (2002). Relaciones entre la estructura del 16PF-5 y el modelo de cinco grandes factores de personalidad. Boletín de Psicología75, 7-18.

  • Alonso, J. C. (2004). La psicología analítica de Jung y sus aportes a la psicoterapia. Universitas Psychologica3(1), 55-70.