O valor de dizer não – A mente é maravilhosa

O valor de dizer não

junho 25, 2015 em Psicologia 327 Compartilhados
dizer não

Muitos de nós chegamos a nos comprometer com assuntos ou situações que na verdade não desejamos levar a cabo. Já pensamos, está na ponta da língua e quando chega o momento de responder parece impossível dizer NÃO. Siga estes conselhos e aprenda a evitar aquilo que você não deseja fazer.

Por que é tão difícil dizer NÃO?

Infelizmente, na nossa cultura, não aprendemos a pedir ou priorizar aquilo que desejamos. Parte do que nos ensinaram foi a ter uma atitude passiva que nos leva a aceitar quase qualquer coisa que nos peçam ou sugiram, sem importar se estamos ou não de acordo. Acreditamos que se nos negarmos a fazer algo, seremos considerados mal educados ou pessoas ruins, e certamente pode ser assim, pois esse é um tema de ideologia cultural.

Isso nos leva a aceitar muitas situações para nos sentirmos amados e aceitos. O problema é que temos tanto medo de sermos afastados que não nos permitimos dar muitas negativas, ainda que estas sejam justificadas.

Os passos para dizer NÃO

1. Encontre os seus limites. A primeira coisa que você precisa entender são as suas necessidades, desejos e limites. Com isso você saberá o que está disposto a aceitar e poderá identificar quando dizer NÃO.

2. Respeite o seu tempo antes de responder. Não tenha pressa em dar as suas respostas. Pode ser que, em um primeiro momento, você se sinta obrigado a aceitar e que quando pensar melhor sobre a situação você perceba que pode negar sem problema algum. Além disso, ao dar-se tempo você poderá encontrar a forma educada de recusar sem sentir culpa.

3. Pratique dizer “NÃO” sempre que puder. Como temos medo de recusar, podemos costumamos evitar tais situações. Não faça isso. Cada vez que você tiver a oportunidade e de verdade não quiser fazer o que lhe pedirem, simplesmente recuse. Com o tempo e a prática você irá perceber que estas negativas não destruirão o seu mundo, nem as suas relações interpessoais.

4. Encontre alternativas. Uma opção que o ajudará a não aceitar aquilo que não quer é dar uma alternativa que lhe agrade. Por exemplo, se um amigo o convida para uma festa onde você sabe que estará desconfortável, você pode recusar e propor que saiam outro dia para tomar um café. Dessa forma, a amizade não será afetada e você evitará a situação desconfortável.

5. Premie-se. Aprenda a se premiar quando finalmente tiver aprendido a dizer “NÃO” sem se sentir culpado. Cada pequeno progresso é importante e valioso para você, de modo que você deve aprender a dar-lhes o verdadeiro valor que merecem.

6. Mantenha-se firme. Não basta aprender a dizer “NÃO” se depois você aceita fazer aquilo que não queria. É muito importante que você aprenda a se manter firme e que não permita ser manipulado por comentários ou atitudes negativas.

Às vezes podemos nos sentir desconfortáveis em recusar, mas aprender a dizer “NÃO” pode nos libertar. Talvez não pareça, mas muitas vezes nos ocupamos com coisas que realmente não são nossas e que não deveriam nos tirar o sono.

Recomendados para você