10 truques para evitar o vício no celular

Você quer dar uma pausa na tecnologia? Apresentamos 10 truques para evitar o vício no celular que você pode utilizar se acha que ele está controlando a sua vida.
10 truques para evitar o vício no celular

Última atualização: 16 Dezembro, 2021

Atualmente, o celular é um companheiro inseparável: saímos com ele, levamos para o trabalho, ele vem conosco para a cama e para as reuniões com os amigos. Se nós o perdemos, nos desesperamos procurando por ele.

A maioria de nós ficaria surpresa se tivesse um cronômetro mostrando por quanto tempo ele é usado durante o dia. Se você não quiser isso para a sua vida, apresentamos 10 truques para evitar o vício no celular.

Consequências do vício em celulares

Os truques para evitar o vício no celular são muito úteis.

É provável que você queira implementar truques para evitar o vício no celular por vários motivos. Você quer dedicar mais tempo a alguns projetos, não quer se distrair ou não deseja estar sempre acessível.

Um estudo publicado no Journal of Child and Family Studies em 2019 relaciona o uso excessivo de celulares com ansiedade, depressão e estresse. Os pesquisadores concordam que o vício no celular também reduz a qualidade do sono, de forma que episódios de insônia são comuns. Também existem evidências de danos fisiológicos ao pulso devido ao uso contínuo.

Por tudo isso, queremos enfatizar que são muitos os motivos para usar menos o celular. Nenhuma relação de dependência é saudável, por isso é sempre melhor controlar o grau de vício que você tem em relação ao seu dispositivo. Não se trata de eliminá-lo da sua vida, mas sim controlar as horas que você dedica a ele durante o dia.

Os melhores truques para evitar o vício no celular

Se você tiver dúvidas sobre a quantidade de tempo que passa no celular, pode verificar você mesmo na seção de Configurações. A maioria dos aparelhos inclui uma seção de bem-estar digital, na qual você pode ver o número total de desbloqueios, notificações recebidas e o tempo que você dedicou a cada aplicativo.

Depois de acessar essas informações, você provavelmente vai querer colocar em prática alguns truques para evitar o vício no celular. Preste atenção aos que preparamos para você:

1. Desative as notificações push

Esse é o primeiro passo que você deve dar para usar menos o seu celular. As notificações push são a porta de entrada para a usar o dispositivo, independentemente de você estar ou não ocupado com outros assuntos quando receber uma notificação.

Twitter, YouTube, Instagram, Facebook, WhatsApp, Telegram, Netflix…, poderíamos listar dezenas de outros aplicativos que nos notificam sobre novidades e tornam irresistível usar o celular. Felizmente, você pode acabar com esse oceano de informações desativando as notificações.

Se desejar, mantenha ativados as de um ou dois aplicativos que considera importantes. Essa pode não parecer uma mudança tão grande, mas depois de algumas semanas você descobrirá que ela ajuda a liberar a ansiedade e a tensão, e no final das contas você reduzirá o tempo atrás da tela.

2. Retire os aplicativos da sua tela inicial

A tela inicial é o primeiro contato que você tem com o dispositivo. Normalmente os usuários organizam a própria tela de acordo com os aplicativos que usam com mais frequência. Você pega o telefone, desbloqueia e terá esses aplicativos ao alcance de um toque na tela.

O que acontece então se você esvaziar a tela de início? Ainda será possível acessar os aplicativos, pois isso pode ser feito usando o menu, só que agora serão necessários alguns passos extras. Outro dos truques para evitar o vício no celular tem um impacto maior do que parece.

Imagine que você sempre tem um pote de chocolate na mesa principal da sua casa. Com certeza toda vez que você passar por lá não resistirá à tentação de comer um. Agora imagine que você o esconde na parte superior do armário. Ainda é possível alcançá-lo, mas a tentação estará um pouco mais escondida.

3. Remova os aplicativos que desperdiçam o seu tempo

Se você detectou os aplicativos que usa mais, a etapa mais lógica é excluí-los. Não entre em pânico, lembre-se de que você sempre pode baixá-los novamente na App Store ou no Google Play. Você pode usar a maioria deles pelo navegador, então não tenha medo de utilizar esse recurso como um substituto.

YouTube, Twitter, Facebook, Instagram e Spotify, entre outros, estão disponíveis em versão online. A interface é um pouco menos intuitiva, as funções são limitadas e leva um pouco mais de tempo para carregar. Esses obstáculos farão com que a sua disposição de usá-los diminua com o passar dos dias.

Depois de algumas semanas você pode reduzir o uso com a ajuda de intervalos. Experimente usar um dia sim e um dia não, e aumente esse prazo de acordo com o seu conforto. Lembre-se de que nenhum aplicativo é essencial, a menos que ele seja a sua fonte de trabalho.

4. Baixe aplicativos que te ajudem a usar menos o celular

Sim, sabemos que isso é muito paradoxal: baixar aplicativos para parar de usar aplicativos. O fato é que eles realmente funcionam, e fazem isso controlando o tempo que você passa com o celular ativado. Algumas das melhores opções são as seguintes:

  • Forest (Android e iOS).
  • Screen Time (Android e iOS).
  • QualityTime (Android).
  • Flipd (Android e iOS).
  • Your Hour (Android).

Esta é apenas uma seleção de aplicativos de produtividade, embora na loja você encontre dezenas e dezenas de outras opções com um funcionamento semelhante. Eles permitem que você faça muitas coisas, desde bloquear o acesso a um aplicativo por um determinado tempo, desconectar seu celular da rede e mostrar seu tempo total de uso no final do dia.

Alguns também incluem uma dinâmica de recompensa pelo tempo em que você se manteve desconectado. Esse é o caso do Forest, sem dúvida o melhor da lista. A recompensa consiste em cultivar uma planta e depois um jardim, através da redução do tempo que você fica preso à tela.

5. Evite usar o celular 30 minutos antes de dormir

Os truques para evitar o vício no celular incluem evitar usá-lo antes de dormir.

Como você trabalha ou estuda durante a maior parte do dia, é provável que o maior tempo de uso do celular seja à noite. Para eliminar a dependência pela raiz, o ideal é evitar usá-lo 30 minutos antes de ir para a cama.

Para fazer isso, você deve colocar várias etapas em prática. A primeira é evitar carregá-lo no quarto, pois é quase inevitável que você vá buscá-lo quando achar que a bateria já está carregada. A segunda é evitar deixá-lo em uma área de fácil acesso, como a mesa de cabeceira.

6. Aprenda a usar o modo avião

O modo avião é fantástico. Essa é uma função que permite se desconectar de tudo, mas sem deixar o equipamento inoperante. Você pode acessar quase todas as ferramentas, desde que elas não exijam conexão.

Por que ele é tão útil? Simples, porque você pode ter o seu celular perto, no bolso ou perto da mesa de trabalho, e não sentir a ansiedade de saber que ele não está ali (como no conselho anterior). O modo avião garantirá que nenhuma notificação te distraia.

7. Compre um relógio de pulso

Certamente você não esperava essa dica na nossa lista de truques para evitar o vício no celular. No entanto, esse é um conselho muito prático e que te ajudará a eliminar o impulso automático de desbloquear a tela. Pense no seguinte: quantas vezes você desbloqueou a tela para ver a hora e acabou se distraindo?

Muitas vezes, com certeza. Acontece com todos nós. Somo pegos quando o fazemos e uma pessoa próxima nos pergunta as horas. Entramos em pânico ao perceber que não vimos realmente a hora, apesar de termos pego o celular com essa intenção.

Isso se deve, a princípio, ao fato de que a sua intenção não era exatamente saber a hora, mas simplesmente desbloquear a tela para ver se havia alguma notificação. Às vezes fazemos isso apenas para apertar o botão, seguindo um impulso automático. Se você comprar um relógio de pulso, não terá mais desculpa.

8. Evite levá-lo com você

Isso é realmente possível? Bem, claro que é, até algumas décadas atrás todo mundo vivia assim. Nossa dependência em relação ao celular nos faz usá-lo até no banheiro ou quando andamos na rua. Este último até ganhou seu próprio apelido: zumbis digitais

Experimente sair de casa sem o dispositivo, deixando-o em um cômodo em que você não está. Você vai perceber que nada de ruim acontece. Por exemplo, você pode sair sem ele quando for cortar o cabelo, comprar um lanche na esquina, passear com o cachorro ou praticar esportes.

Talvez o seguinte passe pela sua cabeça: e se algo acontecer enquanto o celular estiver em casa? Bem, a resposta é a seguinte: quantas coisas extraordinárias aconteceram quando você foi cortar o cabelo? Inclua esse hábito de forma gradual e apenas nas atividades em que você se sinta mais confortável sem ele.

9. Substitua algumas das coisas que você pode fazer com ele

Já antecipamos uma delas: compre um relógio para você. O celular substituiu centenas de ferramentas; em parte, é por isso que a nossa dependência é tão grande. Alguns dos objetos que você pode usar para evitar o desbloqueio da tela são um calendário ou uma calculadora.

Não, não estamos brincando. Às vezes você usa a desculpa de fazer um cálculo no celular e acaba ficando 20 minutos checando as últimas notícias no Twitter. Além disso, o significado dessa dinâmica é que você entende que existem coisas que você pode fazer sem o celular. Esse não é um dispositivo sem o qual você não pode viver, e o uso patológico sempre pode ser controlado se você se esforçar para isso.

10. Tudo bem se você desligá-lo de vez em quando

Além de todos esses truques para evitar o vício no celular, você também pode decidir simplesmente desligá-lo. Esta é uma decisão temporária que parece definitiva, já que você corta por completo o laço que te motiva a verificar a tela.

Faça isso durante a jornada de trabalho, enquanto dorme, toma banho, sai para praticar esportes ou quando estiver em casa, mas quiser se afastar da tecnologia. Assim como basta apertar um botão para usar 4 horas do seu tempo no TikTok, também basta não apertar para se dedicar a outras atividades.

Concluímos esta seleção de dicas para evitar o vício no celular lembrando que a intenção nunca é estigmatizar a tecnologia. Na maioria das vezes a nossa vida é melhor graças a ela, mas temos que usá-la com equilíbrio para evitar que atrapalhe a nossa rotina. Afinal, qualquer um de nós precisa de espaço de vez em quando para que o nosso cérebro não sofra.

Pode interessar a você...
Deixar o celular de lado por algumas horas para que o cérebro se “recarregue”
A mente é maravilhosa
Leia em A mente é maravilhosa
Deixar o celular de lado por algumas horas para que o cérebro se “recarregue”

Todos nós somos capazes de deixar o celular de lado. Mas durante quanto tempo? Uma hora? Meia hora? Dois minutos? Esse é um teste que deveríamos fa...



  • Liu, Q. Q., Zhou, Z. K., Yang, X. J., Kong, F. C., Niu, G. F., & Fan, C. Y. (2017). Mobile phone addiction and sleep quality among Chinese adolescents: A moderated mediation model. Computers in Human Behavior. 2017; 72: 108-114.
  • Parasuraman S, Sam AT, Yee SWK, Chuon BLC, Ren LY. Smartphone usage and increased risk of mobile phone addiction: A concurrent study. Int J Pharm Investig. 2017 Jul-Sep;7(3):125-131.
  • Yang, X., Zhou, Z., Liu, Q., & Fan, C. Mobile phone addiction and adolescents’ anxiety and depression: The moderating role of mindfulness. Journal of child and family studies. 2019; 28(3): 822-830.