5 tipos de meditação e seus benefícios

· outubro 3, 2018

Existem diversos modos de meditar, inclusive alguns diriam que existem tantas formas de meditar quanto existem pessoas meditando. No entanto, podemos fazer um esforço para identificar os diferentes tipos de meditação, ainda que não haja uma quantidade exata e que diferentes fontes não listem as mesmas opções.

A meditação é uma oração, uma reza ou reflexão intimista que normalmente é praticada em silêncio baseada em algum tema espiritual ou transcendente.

Hoje em dia, a definição deveria ser ainda mais ampla, já que inclui também terrenos não religiosos e espirituais. Seja como for, trata-se de um momento pessoal e íntimo caracterizado pela reflexão.

Tipos de meditação

As diversas formas de meditar se relacionam diretamente com o propósito da meditação. Em função do objetivo, a meditação mais indicada também irá variar. É difícil identificar um número exato de tipos de meditação, ainda que possamos definir alguns principais.

Os diversos tipos de meditação se associam muitas vezes a correntes religiosas como o budismo. Essa religião tem uma multiplicidade de formas de manifestação, o que se reflete claramente em diferentes tipos de meditação.

Mulher meditando na praia

Meditação budista

O próprio Buda recomendava se aproximar da natureza para a meditação: sentar-se no solo sobre uma almofada ou em um espaço tranquilo da natureza proporciona o ambiente perfeito para começar a meditar. Nesse tipo de meditação, o primeiro passo é possibilitar um estado de máxima atenção e tranquilidade.

Ainda que existam vários tipos de meditação budista, todas coincidem quanto à técnica contemplativa, que tem como objetivo alcançar a verdadeira compreensão ou o nirvana.

Meditação zen ou zazen

Esse tipo de meditação parte de um princípio minimalista que possibilita a tranquilidade. Nas salas ou locais onde esse tipo de meditação é ensinada e praticada não há objetos, as paredes são neutras e o silêncio reina acima de tudo.

Para a meditação zen a postura e a respiração são muito importantes. A coluna deve ficar reta enquanto estivermos sentados em uma cadeira, uma almofada ou em um banco. Já as pernas devem ficar cruzadas, de preferência. As mãos devem estar uma em cima da outra.

Por último, praticamos uma respiração relaxada e natural. Ainda que possa parecer muito simples, a meditação zen é complexa de dominar, pois implica um controle total sobre o corpo e sobre a mente.

Meditação transcendental

A meditação transcendental não está relacionada com crenças religiosas, e também não exige uma postura específica, nem um estado mental, nem um mantra. Trata-se, simplesmente, de manter a calma durante um período de tempo que dura, geralmente, uns 20 minutos. As pessoas que praticam a meditação transcendental costumam fazê-lo duas vezes por dia.

Consciência plena

Meditação vipassana

Essa técnica de meditação é uma das mais antigas da índia. É considerada um processo de autopurificação, e por isso exige uma concentração que primeiro se direciona para a respiração, para a seguir focar no corpo com o objetivo de entender as verdades universais da impermanência, o sofrimento e a ausência do ego.

Meditação taoísta

Na meditação taoísta o objetivo é empregar a energia chi, senti-la e trabalhar com ela. Frequentemente, a prática dessa meditação passa por prestar atenção e sentir essa energia em todo o nosso corpo.

Outros tipos de meditação

Meditação guiada

É uma das formas modernas de meditação e podemos encontrá-la em centros especializados, mas também em redes sociais, aplicativos e plataformas como Youtube ou Spotify. A premissa principal da meditação guiada é, precisamente, a presença de um guia espiritual. Essa pessoa nos ajuda a superar as dificuldades da meditação, sobretudo quando estamos iniciando essa caminhada.

Meditação mindfulness

Esse tipo de meditação moderna coloca toda a ênfase na consciência. Em um mundo no qual realizamos muitas atividades de forma inconsciente ou sem muita atenção, é preciso dar valor a práticas que requerem toda a nossa atenção e concentração.

Meditar em meio à natureza

Meditação na ioga

Boa parte das práticas de ioga incluem uma meditação. Geralmente, elas começam ou terminam com essa prática, que é um ótimo complemento para qualquer aula de ioga. Isso porque ela ajuda a encontrar um estado de tranquilidade muito benéfico para a prática das asanas.

Existem muitos tipos de meditações, mais ainda se consideramos as formas tradicionais e suas interpretações modernas. É importante escolher bem qual é a que mais se encaixa às suas necessidades, já que em função da nossa atividade física e mental precisaremos de uma ou de outra.