A importância de educar as emoções

A importância de educar as emoções

Última atualização: 25 abril, 2022

Talvez não tenhamos consciência de tudo o que nossas emoções iluminam e escurecem ao longo de nossas vidas. Ninguém nos disse como lidar com elas, como mudá-las ou aprendê-las.

Parece que as esquecemos pelo simples fato de não serem vistas. Mas,  elas não são fundamentais no nosso dia a dia?

Estar ciente de nossas emoções e assumir a responsabilidade por elas é essencial para nosso bem-estar mental.

“Fomos ensinados desde a infância como um corpo é formado, seus órgãos, seus ossos, suas funções, etc. mas nunca soubemos do que a alma era feita”

-Mario Benedetti-

Menino de bicicleta em declive

Por que as emoções são tão importantes?

As emoções determinam nossa relação com o mundo. Nossa saúde mental e bem-estar pessoal influenciam um ao outro, dependendo em grande parte de como nos relacionamos com o mundo, bem como das emoções que são geradas.

Ao nascer, não temos desenvolvido o pensamento, a linguagem, não podemos nem mesmo planejar o que fazemos, porém, nossas emoções nos permitem comunicar e identificar o que é bom e ruim para nós.

Através do choro, do sorriso ou de comportamentos rudimentares nos relacionamos com o mundo e com o resto dos seres humanos. Assim, podemos afirmar que nossas emoções moldam nossa paisagem física, mental, emocional e social.

Além disso, as emoções também funcionam como indicadores do nosso interior. Portanto, um conselho quando sentimos uma emoção é nos perguntarmos: para que serve essa emoção?

Por que é importante educar as emoções?

As emoções nos dão informações sobre nossa relação com o meio ambiente. Sentimos alegria ou satisfação quando as coisas estão indo bem para nós, e tristeza ou desespero quando acontece o contrário, como quando sofremos perdas ou ameaças.

Toda vez que vivenciamos uma emoção, podemos criar pensamentos de acordo com ela, intervindo também nosso sistema nervoso como preparador do corpo para a melhor resposta.

Nossas emoções podem ser nossa maior força ou nossa pior fraqueza. Tudo depende de como lidamos com elas.

As emoções são como um sistema de alarme que é ativado quando detectamos uma mudança na situação ao nosso redor; são recursos adaptativos que os seres humanos apresentam, e que priorizam a informação mais relevante para cada um, ativando assim diferentes processos que nos permitirão dar uma resposta.

Mãe esperando que seu filho lhe dê um abraço

Na infância, vivenciar emoções positivas frequentemente favorece o possível desenvolvimento de uma personalidade otimista, confiante e extrovertida, enquanto vivenciar emoções negativas faz o contrário.

Assim , uma educação emocional adequada permitirá a aquisição de competências para gerir estados emocionais, reduzir emoções negativas e aumentar em grande medida as emoções positivas.

Nesse sentido, podemos citar, por exemplo, saber resolver conflitos de forma assertiva, aceitar a frustração de curto prazo em troca de uma recompensa de longo prazo e gerenciar nossos humores para nos motivarmos.

Benefícios da educação emocional

Uma boa educação emocional implica todo um processo de aprendizagem em que se constrói a visão do mundo, de nós mesmos e de como atuamos.

Além disso, cada experiência que vivemos tem um tom emocional, agradável ou desagradável. Com o desenvolvimento adequado das emoções podemos:

-Recuperar mais cedo no momento de experimentar emoções negativas.

Adoptar uma atitude positiva perante a vida.

-Ser mais otimista, mas não excessivamente.

Saber expressar nossos sentimentos.

-Ter uma autoestima realista.

-Ter uma capacidade de cooperação e boa resolução de conflitos.

This might interest you...
Bioneuroemoção: o que é e para que serve?
A mente é maravilhosa
Leia em A mente é maravilhosa
Bioneuroemoção: o que é e para que serve?

Do ponto de vista da bioneuroemoção, fatores inconscientes condicionam nossas vidas. Este método propõe técnicas para adquirir maior coerência emoc...