Gratidão, virtude dos corações cheios de amor

Gratidão, virtude dos corações cheios de amor

Última atualização: 20 abril, 2022

Agradecer é um ato de corações nobres, de quem sabe apreciar a simplicidade e a complexidade da vida como partes de um todo. Daqueles que valorizam o tempo e as ações de cada pessoa, mas também de si mesmos.

A gratidão é um dos bens mais preciosos do ser humano. Um ato de bondade, generosidade e reconhecimento. Uma maneira de responder à vida a partir do amor que tem grandes poderes regenerativos.

“A gratidão é a flor mais bonita que brota da alma.”

-Henry Ward Beecher-

O dom da gratidão

A gratidão envolve reservar um tempo para apreciar conscientemente a complexidade da vida. Uma excelente forma de deixar de se concentrar em situações negativas e focar em tudo o que é bom, que apreciamos e valorizamos.

Folha em forma de coração o amor da sua vida

É o dom de quem, apesar de tudo, sabe apreciar o que recebe. Não importa se eles estão tendo um dia ruim ou se as circunstâncias foram complexas, aqueles que praticam a gratidão são capazes de ver a luz mesmo nas tempestades mais escuras. Eles têm uma boa percepção consciente e se afastam de todos os tipos de vitimização.

Além disso, essas pessoas sabem agradecer pelo que é fundamental e transcendente. Assim, diferenciam entre o que é acessório e o que é necessário. Eles percebem que o importante não são as coisas que possuímos, mas o tempo que gastamos e as ações que realizamos. E deles, eles sabem distinguir quais valem a pena.

Gratidão e amor

A gratidão é um aspecto essencial do amor. Lao-Tzu a definiu como “a memória do coração”. Uma virtude crucial para ser feliz que nos remove de todos os tipos de limitações e nos encoraja a crescer por dentro.

Agora, é verdade que existem duas maneiras de dar graças. Uma é automática, um agradecimento formal que vem da norma social e que distribuímos à direita e à esquerda -como quando agradecemos o convite para um jantar ou exortamos nosso filho a agradecer por receber um presente-. O típico “obrigado” de cortesia.

A outra corresponde à gratidão que nasce da consciência e do coração. Aquele “obrigado” sincero e autêntico que valoriza tudo o que o ato do outro implica e o expressa. Uma dinâmica de encontro, em essência, entre duas pessoas, em que o mais importante é o reconhecimento e valorização do que aconteceu.

A gratidão torna possível reconhecer o valor das coisas, dos outros e de nós mesmos, porque agradecer é, em última análise, amar. Além disso, essa virtude nos permite estabelecer vínculos saudáveis e profundos.

De acordo com uma pesquisa realizada na Universidade da Geórgia, a gratidão é um ingrediente fundamental para melhorar a vida do casal. Ted Futris, coautor do estudo, afirma que sentir-se apreciado e valorizado pelo parceiro influencia diretamente na percepção pessoal da relação, no interesse por ela e na crença de que ela vai durar.

Como podemos ver, o poder de agradecer é incalculável. Ao fazê-lo valorizamos os outros, as circunstâncias e tudo o que temos e ao recebê-lo, sentimo-nos apreciados e reconhecidos.

“Nada é mais honroso do que um coração agradecido.”

Sêneca

Casal unido em um abraço sentindo amor verdadeiro

Agradecer: a chave para uma vida feliz e saudável

A gratidão muda a forma como vemos a vida e a consideração que temos de nós mesmos. Graças a esta virtude, transformam-se situações difíceis que outras vezes considerávamos insuportáveis. Aos poucos, elas vão ficando mais claras e podemos ver as oportunidades para abrir caminho para a mudança. Desta forma, nos sentimos melhor sobre nós mesmos e com nossas relações com o mundo.

A gratidão enche nossos corações de alegria e nos permite tomar decisões melhores, livres de apegos. Tudo depende de onde focamos nossa atenção. Se adotarmos uma visão de pessimismo e escassez, todo o nosso mundo será feito de carência. Agora, se escolhermos observar a abundância e todo o bem que nos cerca, nosso mundo será muito diferente. Generosidade, alegria e felicidade vão reinar nele.

É verdade que não podemos negar os sofrimentos e dificuldades da vida, mas também não podemos negar a abundância que está ao nosso redor. Trata-se de aprender a ter consciência disso e parar de focar nessa “metade vazia”. Por exemplo, podemos começar agradecendo todas as noites por 10 a 20 coisas que nos aconteceram ao longo do dia. Não precisam ser esplêndidas, é suficiente com aquelas que nos fazem sentir vivos.

Dar graças é um presente para os outros e para nós mesmos, não devemos esquecer isso. Porque quando a gratidão se torna um modo de vida, a felicidade se torna a regra… Obrigado!

“A gratidão não é apenas a maior de todas as virtudes, ela é a mãe de todas as outras.”

-Marcus Tullius Cicero-

This might interest you...
Pessoas que não agradecem: a origem da ingratidão
A mente é maravilhosa
Leia em A mente é maravilhosa
Pessoas que não agradecem: a origem da ingratidão

A ingratidão possui uma série de origens psicológicas específicas. Devemos tentar medir o que fazemos pelas pessoas que não agradecem.