A nosofobia ou medo de adoecer

· março 21, 2019
Você tem um medo irracional de ficar doente? Você não vai ao médico por medo do que ele poderá diagnosticar? Se sim, você pode estar sofrendo de nosofobia: o medo de adoecer.

A nosofobia ou o medo de adoecer, assim como o medo da morte e da loucura, são medos ancestrais e atávicos. Quem não tem medo de sofrer de uma doença grave? Por acaso, não temos medo de enlouquecer? Não temos medo da morte?

Neste post falaremos sobre a nosofobia, que implica sofrer um medo excessivo e irracional da doença. Contudo, a pessoa não pensa que está doente no presente. Esta é uma diferença crucial entre a nosofobia e a hipocondria.

Os pacientes com hipocondria não têm medo de contrair uma doença no futuro, como os nosofóbicos. Os hipocondríacos têm medo da doença no presente e de não serem diagnosticados corretamente.

O que entendemos por fobia?

As fobias são definidas como um medo intenso e irracional em relação a uma pessoa, objeto ou situação que envolve pouco ou nenhum perigo. A palavra vem do termo grego fobos, que significa “pânico”. Na mitologia grega, Fobos era também o filho de Ares, deus da guerra, e Afrodite, deusa do amor, e personificava o medo. Alexandre o Grande orava a Fobos antes de cada batalha para afastar o medo.

De acordo com o DSM-5 (Manual diagnóstico e estatístico de transtornos mentais), as fobias específicas, como a nosofobia, têm as seguintes características:

  • Medo ou ansiedade intensa por um objeto ou situação específica (por exemplo, voar, alturas, animais, tomar uma injeção, ver sangue…)
  • O objeto ou situação fóbica quase sempre causa medo ou ansiedade imediata.
  • A situação fóbica é ativamente evitada e provoca medo ou intensa ansiedade.
  • O medo ou a ansiedade é desproporcional se analisarmos o perigo real representado pelo objeto ou situação específica e o contexto sociocultural.
  • O medo, ansiedade ou evitação são persistentes e duram normalmente seis meses ou mais.
  • A ansiedade, o medo ou a evitação causam desconforto clinicamente significativo e danos na área social, ocupacional ou outras áreas importantes de funcionamento.

É comum que as pessoas tenham múltiplas fobias específicas. De fato, aproximadamente 75% das pessoas com fobia específica temem mais de uma situação ou objeto. Dizem que as pessoas com uma vida fóbica têm uma sombra característica: o sentimento de angústia.

Homem sofrendo de nosofobia

Nosofobia: o medo irracional de adoecer

Como dissemos anteriormente, a nosofobia pode ser definida como o medo irracional de sofrer de uma doença específica ou qualquer outra condição em geral. As pessoas com nosofobia desenvolvem um medo exagerado da doença e ficam frequentemente impressionadas por um caso ou patologia em particular.

Os sintomas da nosofobia são diversificados, mas bastante semelhantes entre aqueles que sofrem dessa fobia. Esses sintomas são os seguintes:

  • Nervosismo exagerado diante de qualquer infecção menor.
  • Cuidados extremos para evitar o contato com germes.
  • Visitas frequentes e repetidas a diferentes médicos, embora em alguns casos também os evitem.
  • Medo intenso de que o médico confirme a doença que ele imagina ter.

A preocupação com a saúde pode ser uma questão dominante com manifestações no nível cognitivo (ruminações frequentes sobre o estado de saúde). Existem também sintomas frequentes do tipo emocional (crise de ansiedade ou humor disfórico em relação ao medo) e comportamentais (consultas médicas não justificadas pelo estado de saúde objetivo).

Ansiedade causada pelo medo de adoecer

Frequentemente, a nosofobia é classificada como um distúrbio de sintomas somáticos. No entanto, em uma minoria de casos, é mais apropriado usar o diagnóstico de transtorno de ansiedade causada pelo medo de adoecer.

A preocupação com a ideia de que se está doente é acompanhada por uma considerável ansiedade sobre a saúde e a doença. Pessoas com ansiedade por adoecer ficam facilmente alarmadas com as doenças. Isso acontece quando ouvem dizer que alguém ficou doente ou quando leem notícias sobre histórias relacionadas à saúde.

Mulher com medo de adoecer

Como já dissemos, a nosofobia ou o medo de adoecer é um distúrbio próximo à hipocondria. No paciente nosofóbico, há um medo irracional, intenso e incontrolável de sofrer uma doença grave em um futuro indeterminado. Ele sofre antecipadamente por medo de adoecer.

Na nosofobia, o surgimento de um sintoma físico causa um adiamento indefinido da visita ao médico e a realização de exames. O nosofóbico tem um medo tão intenso de ter algum problema que evita qualquer circunstância que possa confirmá-lo. O nosofóbico prefere fechar os olhos e viver sem saber.

Como vimos, a nosofobia e a hipocondria não são exatamente a mesma coisa. No entanto, eles são conceitos relacionados. Por isso, se você estiver sentindo um medo intenso relacionado à doença, não seria uma má ideia consultar um psicólogo. Não importa o nome que damos ao distúrbio, o importante é superá-lo.