Quais são as áreas de especialização do psicólogo?

· março 5, 2019
Você está interessado em psicologia, mas não sabe quais são as especializações do psicólogo? Se sim, este artigo é para você. Descubra alguns dos principais campos de atuação desta profissão.

A psicologia é uma ciência que pode ser considerada recente e, por isso, as áreas de especialização do psicólogo são desconhecidas para muitas pessoas, mesmo quando se trata de estudantes de psicologia.

Quando alguém nos diz que está estudando psicologia, a primeira coisa que nos vem à mente é a imagem do psicólogo clínico fazendo sessões de psicoterapia. No entanto, esta é apenas uma das muitas áreas de especialização.

O curso de psicologia tem formação generalista; nele, são trabalhados conteúdos gerais quase de todas as áreas profissionais de um psicólogo, mas não se abordam em profundidade os conteúdos e as habilidades necessárias para o exercício profissional.

Por todas essas razões, preparamos este artigo para que você tenha uma ideia clara das principais áreas de especialização do psicólogo. Se você pretende estudar psicologia, já está estudando ou se sente perdido porque falta pouco para se formar, este artigo é para você.

Psicologia, o que é bom saber antes de começar a estudar?

Em primeiro lugar, é importante enfatizar que a psicologia é uma carreira muito completa, na qual se estuda tanto anatomia quanto estatística. Assim, por exemplo, grande parte das horas de formação são destinadas à biologia comportamental, neurociência, sistemas fisiológicos, sistema endócrino, desenvolvimento, anatomia, etc.

Então, antes de pensar nas perspectivas de carreira do psicólogo, você deve avaliar o fato de que é uma carreira com um extenso conteúdo médico-biológico. Os primeiros anos de formação darão uma importante base de conhecimentos sobre o funcionamento saudável do corpo humano, e, em seguida, ajudarão a entender como é o funcionamento desse mesmo organismo em casos de psicopatologia. No que se refere à psicopatologia, deve-se levar em conta que o treinamento é 99,9% de orientação cognitivo-comportamental.

Quais são as áreas de especialização do psicólogo?

Por que é importante que você leve tudo isso em consideração? Porque, como resultado deste tipo de formação generalista e de caráter científico, o psicólogo tem muitas áreas de especialização até mesmo em contextos médico-farmacêuticos, como por exemplo se especializar na realização de estudos clínicos para testar a eficácia de novos psicofármacos.

A formação obtida também permite atuar como psicólogo em consulta, psicólogo em recursos humanos, em educação, psicólogo social e em ensino e pesquisa. Veremos cada uma dessas áreas de especialização a seguir.

As áreas de especialização mais comuns dos psicólogos

1. Psicologia clínica e psicoterapia: a que a maior parte dos futuros psicólogos quer fazer

A primeira área de especialização que vem à mente é a imagem de um psicólogo e um sofá, não é? No entanto, esta imagem é apenas um estereótipo e muito tem mudado no campo da psicologia aplicada a distúrbios psicológicos e problemas emocionais. A realidade é que a psicologia clínica e a psicoterapia compõem uma das áreas de especialização mais frequentes para os psicólogos; no entanto, esta está longe de ser a única.

Quando nos referimos à psicologia clínica e psicoterapia, estamos falando sobre o trabalho do psicólogo em consulta. É a área de especialização que (mais ou menos) todos conhecemos e aceitamos como tarefa ou papel profissional do psicólogo.

Psicologia clínica: área de especialização mais procurada

2. Psicólogo em recursos humanos: a área de especialização menos procurada, mas com maior demanda

Uma das áreas de especialização do psicólogo é trabalhar em empresas e organizações. Para este tipo de trabalho também é melhor ter uma especialização (mestrado ou pós-graduação). Depois de concluir a graduação em psicologia, você está qualificado para praticar tarefas de recursos humanos como, por exemplo, participar do recrutamento de novos funcionários e gerenciamento de conflitos trabalhistas em uma empresa.

Se você gosta das tarefas administrativas e do ambiente de negócios, procurar uma faculdade de psicologia que ofereça um curso que se concentre em psicologia do trabalho e das organizações é o primeiro passo para que você possa se qualificar para uma posição, por exemplo, de recrutador.

Além disso, ao longo dos últimos 10 anos tem-se observado um grande aumento na demanda por profissionais qualificados para a prevenção dos riscos de trabalho, e esta é também uma das áreas de especialização do psicólogo.

“No setor privado, a realidade é que a grande maioria dos psicólogos são profissionais autônomos que trabalham em diversos centros simultaneamente e que combinam o trabalho clínico com algum outro tipo de atividade.”

3. O psicólogo na área educacional

A psicologia é responsável pela prevenção, diagnóstico e tratamento de patologias, dificuldades de aprendizagem ou necessidades educacionais dos alunos (individuais e de grupo). Além disso, o psicólogo educacional é responsável pela orientação, aconselhamento vocacional e profissional.

Para trabalhar como psicólogo educacional, você deve estar qualificado quando termina seu curso de psicologia. A melhor coisa para seguir neste caminho é seguir uma especialização em psicologia da educação e necessidades especiais.

Também existe o papel do orientador educacional, que vem ganhando relevância nos últimos anos. Trata-se de um trabalho realizado por psicólogos e psicopedagogos que são responsáveis ​​principalmente por informar a comunidade educativa sobre as necessidades especiais dos alunos e preparar relatórios de psicologia educacional de cada caso, garantir a continuidade educacional, tentar reduzir o abandono escolar e orientar os alunos na escolha de uma carreira ou profissão.

Psicólogo na área de especialização educacional

4. A psicologia na intervenção social: trabalhar com diferentes grupos para ajudá-los em sua correta inserção social

O trabalho como psicólogo na comunidade ou área social tem uma série de funções que, embora variem de acordo com seu local de residência ou de trabalho, coincidem em que o objetivo do psicólogo social é ajudar as pessoas de grupos especiais (saúde mental, abuso, risco de exclusão social, desempregados de longa duração) para que encontrem um emprego e tenham uma projeção de trabalho que lhes dê independência e autonomia.

Outra área de ação do psicólogo social é a participação no planejamento ou implementação de programas de intervenção comunitária. Por exemplo, nos referimos a intervenções sociais que buscam criar um fluxo de apoio social mais solidário, focam a promoção de movimentos associativos ou procuram promover a atenção às necessidades de cada comunidade.

Para este tipo de trabalho também se é qualificado com o diploma em psicologia, embora seja sempre melhor ter uma pós-graduação ou especialização.

5. Ensino e pesquisa

O ensino e a pesquisa, embora menos conhecidos, são outras áreas de especialização do psicólogo. Trata-se de exercer como professor e/ou como pesquisador. Colocamos e/ou porque essas duas funções geralmente andam de mãos dadas, especialmente se você considerar trabalhar como professor no ambiente universitário.

Uma das maneiras de trabalhar como professor universitário é fazer a graduação, mestrado e doutorado. Fazer um doutorado envolve concluir uma pesquisa, preparar e defender uma tese de doutorado.

Por outro lado, o psicólogo pode trabalhar como técnico de pesquisa em muitos projetos de diversas áreas. Para alguns estudos são necessárias certificações especiais (por exemplo, ensaios clínicos), enquanto para outras não (análises psicológicas, sociais ou epidemiológicas). Nesse caso, o nome do cargo de trabalho é técnico em pesquisa e pode lhe dar a oportunidade de optar por uma maior mobilidade geográfica, em comparação com outras áreas de especialização.

Áreas de especialização do psicólogo

Finalmente, é muito importante enfatizar que o trabalho como psicólogo em consulta de psicoterapia implica ser autônomo, e isso tem alguns pontos a favor e outros contra.

Há uma grande lacuna na graduação de psicologia em relação à orientação profissional dos futuros psicólogos e é por isso que as faculdades de psicologia organizam anualmente jornadas de orientação profissional para o início da atividade profissional. Você pode recorrer a uma dessas sessões para se informar sobre as áreas de especialização profissionais possíveis em seu local de residência.

Em qualquer caso, considerar fazer um mestrado ou pós-graduação em sua área de interesse será um requisito essencial para o seu currículo ser competitivo em um processo de seleção.

  • Drum, D. J., & Blom, B. E. (2001). The dynamics of specialization in professional psychology. Professional Psychology: Research and Practice, 32(5), 513.
  • Kaslow, N. J., Graves, C. C., & Smith, C. O. (2012). Specialization in psychology and health care reform. Journal of clinical psychology in medical settings19(1), 12-21.