Amor, precisamos conversar - A Mente é Maravilhosa

Amor, precisamos conversar

janeiro 14, 2017 em Emoções 705 Compartilhados
Amor, precisamos conversar

Parece que o mundo vai se acabar quando nosso parceiro fala: “amor, precisamos conversar”. Por um momento ficamos com um vazio no coração e começamos a pensar no pior. O que será que fizemos que nos meteu nesse problema? Será que esqueci do seu aniversário ou do nosso aniversário de namoro? Muitas vezes é algo mais simples: ele está simplesmente tentando se comunicar com você.

O que um parceiro quer falar deveria ser parte do seu dia a dia. Desde o começo, em uma relação, a comunicação é essencial para conhecer a outra pessoa em todos seus aspectos. Ninguém lê a mente de ninguém, e portanto, se você não se comunica, seu parceiro não pode saber o que você pensa ou sente.

Às vezes temos medo de falar de certos assuntos, sobretudo se estamos no início de uma relação. Mas temos que deixar claro que, para que relação chegue a ser realmente íntima e duradoura, é preciso que você se mostre tal e como é, em todos os sentidos; por isso falar sobre todos assuntos com confiança é essencial.

Se é difícil para você tratar de certos assuntos, por vergonha ou medo do que a outra pessoa irá pensar, busque uma maneira de se expressar com a qual se sinta cômodo, mas não deixe isso de lado. Falar sobre qualquer assunto é muito importante, e neste artigo vamos falar sobre alguns deles e ensinar algumas técnicas para melhorar a comunicação com seu parceiro/a.

Precisamos conversar sobre sexo

Precisamos conversar sobre sexo. Em um casal, cada um tem sua bagagem prévia de relações anteriores, ou não, mas não há mal nenhum em saber disso. Não é necessário que você conte todos os detalhes sexuais. Mas com certeza é bom que o outro saiba o que você gosta e que pensa que gostaria nesse contexto.

É crucial que você conte seus medos. Que fale de sexo seguro. Falar sobre sexo entendendo que é um conceito muito amplo que não se refere apenas ao ato sexual. A confiança é fundamental para que exista, ao mesmo tempo, liberdade,.

No que se refere ao sexo, nenhuma conversa entre o casal será demais. O sexo é uma parte da sua vida em comum e pode mudar de tempos em tempos. Falar de sexo mesmo quando já estamos há muito tempo como nosso parceiro pode ser bastante útil. Com a idade ou a gravidez, o corpo muda, surgem preocupações, e por isso, também é bom que a vida sexual evolua.

Falar sobre as mudanças no corpo, as preocupações, os desejos, as fantasias e os medos em relação ao sexo sempre melhora a confiança no parceiro. Lembre-se de que enquanto for consensual, no sexo não há nada de errado, mas para aproveitar isso, primeiro é preciso conversar e conhecer os gostos de cada um.

adolescentes-beijando

Precisamos conversar sobre emoções

Muitas vezes, se seu parceiro não falar explicitamente, você não sabe se poderá machucar a pessoa com algum comentário ou algum comportamento. E é claro que você não saberá que ele teve um dia difícil no trabalho se não ele contar.. É preciso se conhecer e reconhecer as próprias emoções para poder comunicá-las ao outro. O uso da inteligência emocional, também quando se trata de casais, é básico para poder se comunicar através das emoções.

Entender que o outro não é semelhante a você e respeitá-lo. Respeitar silêncios e momentos a sós. Às vezes, a comunicação não pode ser imediata porque a emoção te embarga e você pode precisar de um tempo para assimilar os fatos. Tudo isso só pode ser compreendido com comunicação e empatia. E tudo isso só vem com o tempo e a confiança no parceiro.

Precisamos conversar sobre nós

casal-conversando

Em suma, precisamos conversar sobre nós, sobre nossos sonhos e metas em comum e, também, sobre nossas diferenças. Mas, como falar sobre isso tudo? Como começar a tratar destes assuntos em uma relação? A seguir damos algumas pautas para melhorar a comunicação na sua relação.

  • Conversar e argumentar a partir de uma posição diferente da do seu parceiro com respeito e carinho: isso inclui escutar o outro de maneira calma, mesmo que pense que não tem razão.
  • Nada de gritos: não é porque você está falando mais alto que vai ter a razão. Se você não concorda, escute, e então argumente com tudo aquilo que está pensando, sem perder a compostura.
  • Comunicação sem rótulos que possam desacreditar o outro: nada do que for dito, se não são insultos, deve ser censurado. Para conversar com confiança sobre certos assuntos é preciso deixar as crítica de lado e admitir que pode estar errado sem cair na tentação de insultar a outra pessoa.
  • Não jogue na cara outras coisas que incomodam você e não quis falar no momento: quando alguma coisa te incomodar é melhor dizer logo, por menor que seja o problema. Guardar os pequenos aborrecimentos para ter munição nas grandes discussões é como ir acumulando dinamite para quando a bomba explodir. Fazendo isso você não prejudica o outro, mas sim o vínculo que vocês têm e no qual você está inserido.
  • Respeite os silêncios: se seu parceiro lhe diz que não é o momento para conversar sobre algum assunto, respeite. Às vezes temos que digerir emoções para não machucar sem querer quando as expressamos.
  • Se importa para você, então é importante: compartilhe com seu parceiro tudo aquilo que te inquieta e que afete ambas partes, para assim pode ter uma relação forte e duradoura.

A comunicação é um dos pilares fundamentais para alcançar o sucesso em uma relação. Apenas se falando e se entendendo os casais conseguem perdurar em uma relação. Assim, vamos de parar de ter medo diante dos “temos que conversar” e vamos conversar sem medo.

Recomendados para você