Aprenda a aceitar um "Não" - A Mente é Maravilhosa

Aprenda a aceitar um “Não”

18, junho 2016 em Emoções 1974 Compartilhados
Aprenda a aceitar um "Não"

Existem milhares de textos que falam sobre o tema “aprender a dizer não”. A questão é importante, mas ao mesmo tempo que você tem que aprender a recusar quando for o caso, também precisa aprender como aceitar o “não” do outro. É claro que existem alguns que são extremamente difíceis de assimilar, mas a verdade é que o “não” está presente na vida de todos e é uma excelente oportunidade para melhorar.

Para aprender a reconhecer a importância de saber como aceitar um “não” como resposta, seria importante pensar sobre o que aconteceria se todos nos dissessem “sim”. Imagine uma criança que todos mimam e cujas exigências são sempre satisfeitas. Certamente ela será temperamental, insegura, teimosa e não dará valor ao que tem. O mesmo acontece com um adulto ou com qualquer pessoa.

É muito provável que a maioria das pessoas se lembre com especial entusiasmo de alguns episódios em que a primeira resposta foi um “não” e, em seguida, conseguiram transformá-la em um “sim”. Tudo o que envolve esforço, superação e luta é profundamente desafiador para a vida. Os limites razoáveis não restringem nossa liberdade, mas garantem a nossa saúde mental e nosso desenvolvimento. Em muitos casos, devemos agradecer o “não”.

Os limites nos permitem sentir vontade de conseguir algo; a dificuldade ativa os nossos recursos intelectuais e emocionais. Ao mesmo tempo, nos permite crescer, amadurecer e descobrir tudo o que podemos ser e fazer. Também nos ajuda a desenvolver a confiança em nós mesmos e identificar o nosso lugar no mundo.

Os benefícios de um “Não”

Ninguém quer receber uma negativa como resposta, especialmente se o que é negado é muito importante para a nossa vida. Quando alguém deixa de nos amar, ou não quer manter um relacionamento conosco, quando não conseguimos aquele emprego dos sonhos ou não podemos viajar para aquele lugar que queremos tanto conhecer, pode ser devastador. Talvez não possamos fazer aquele curso ou receber uma bolsa de estudo; todas essas negativas machucam de verdade.

ilustração-mulher

Ao mesmo tempo, por mais dolorosa que uma negativa seja, ela também traz grandes benefícios:

  • Facilita a identificação e aceitação de outros pontos de vista. É preciso entender que uma negativa nem sempre é um sinal de rejeição da sua pessoa. Simplesmente o outro vê as coisas de um outro ponto de vista.
  • Requer a reavaliação dos objetivos. É uma excelente oportunidade para avaliar a importância do que você se propõe a fazer. Talvez você acabe reorganizando suas prioridades e mudando seus objetivos.
  • Ajuda a evidenciar os caprichos e obsessões. Quando a negativa é repetitiva, talvez seja um aviso para que você perceba que não está pronto para alguma coisa. Talvez você esteja agindo apenas por teimosia.
  • Estimula a imaginação e a capacidade de realização. Se corresponde a algo que você realmente deseja, pode ajudá-lo a encontrar novas soluções.

Como superar um “Não”

Muitas das nossas melhores histórias e o melhor de nós mesmos começam com essa palavra; e começam também os piores momentos. Como sempre, o importante é a forma como cada um encara a realidade. A verdade é que essa palavra é uma dessas realidades que revelam quem realmente somos.

homem-rodeado-de-tigres

Inicialmente, um “não” nos tira da nossa zona de conforto. Ele funciona como um ponto de mudança de caminho, cuja mensagem é simples: “é proibido seguir em frente”. Dependendo do tipo de pessoa que você é e da importância que tem na sua vida alcançar os seus objetivos, podem surgir comportamentos inesperados. Se for imatura, vai esbravejar e espernear; se confia em si mesma, encara o desafio.

O primeiro passo para superar uma negativa é aceitá-la. E aceitar significa compreender que o empregador, o seu parceiro, o banco ou quem quer que seja, tem todo direito de negar. Ninguém ganha nada simplesmente porque deseja muito ou por ser quem é.

ilustração-mulher

O segundo passo para superar uma negativa é consultar nossos desejos mais íntimos. O que eu desejo é tão importante que devo insistir? Quais são as mensagens que essa negativa traz? Será que estamos no caminho certo ou ainda não estamos prontos para encarar esse desafio? Será falta de reconhecimento dos outros, ou uma leitura errada da nossa parte? As respostas destas perguntas vão ajudá-lo a encontrar o melhor caminho.