Biografia de Louis Armstrong, o gênio do jazz

29 Julho, 2020
Hoje, toda a música popular é influenciada pelas contribuições de Louis Armstrong, um músico afro-americano com um talento impressionante, que alcançou a fama apesar de ter nascido em condições de quase miséria.
 

O que você sabe sobre a biografia de Louis Armstrong? Hoje, queremos expor alguns detalhes sobre a vida desse músico tão talentoso lembrado até hoje pela sua genialidade.

Uma das anedotas que Louis Armstrong mais lembrava ocorreu na década de 1930, quando ele iniciou uma turnê com seus músicos. Eles estavam percorrendo várias cidades do sul dos Estados Unidos, levando o jazz a diferentes cantos. Eles haviam contratado um ônibus para transportar o grupo inteiro.

O motorista olhou para eles com desconfiança e também com desprezo. Depois de examiná-los em detalhes, o homem decidiu que não estava disposto a dirigir para um grupo de homens negros e de aparência pobre. Eles tiveram que sair. Louis Armstrong lembrou que havia um contrato assinado e pago, mas isso não conseguiu convencer o motorista.

Apenas alguns minutos se passaram e a polícia já estava lá. Sem uma palavra, eles prenderam Louis Armstrong e seus músicos por conduta desordeira. Isso aconteceu apesar do fato de eles não terem agido de forma agressiva. Todos acabaram em uma cela.

À meia-noite, o aderecista do grupo pegou um cigarro de maconha e disse a Louis: “Capitão, acho que tenho algo que pode nos causar problemas” e mostrou o cigarro. Armstrong respondeu: “Olha, filho, acho que a única solução é destruir as evidências“. Os dois riram e fumaram juntos. Louis Armstrong se lembrava daquele episódio repetidamente, e falou sobre ele em diferentes entrevistas.

A biografia de Louis Armstrong, um homem talentoso

 

Louis Armstrong viveu em um dos piores lugares para negros e pobres: Louisiana, um dos estados mais racistas dos Estados Unidos. Sabe-se que ele nasceu em 1900, mas a data exata é desconhecida.

Ele viveu toda a infância e boa parte da adolescência em um bairro chamado Red Light District, o lugar mais perigoso de Nova Orleans. Este lugar era a sede de negócios de prostituição e o lar dos ladrões, assassinos e delinquentes. Lá, brotavam cabarés decadentes nos quais, apesar de tudo, uma música excelente circulava.

O local também era caracterizado por suas igrejas protestantes, nas quais um grande número de fiéis se reunia para expressar suas orações em forma de música. Louis Armstrong se tornou parte do coro de uma dessas igrejas. Esse pode ser considerado o seu início na música. 

Louis Armstrong, um homem talentoso

Uma infância com tudo contra ele

A biografia de Louis Armstrong mostra que seus pais se separaram logo após o seu nascimento. Ele acabou indo morar com a avó, uma mulher muito dedicada. Depois, foi morar com sua mãe, Mary Ann, que não era exatamente um monumento à virtude.

Louis viu um grande número de “padrastos” entrar e sair de casa. No entanto, a mãe sabia como orientar o menino para que ele não se envolvesse com os negócios ilegais que fervilhavam por lá.

 

Em uma ocasião, houve uma celebração e Louis Armstrong, que era apenas um adolescente, pegou a arma de um dos seus padrastos e disparou vários tiros no ar. Esse era um costume aceito naquele bairro.

No entanto, havia um policial à paisana que o viu e o levou para um reformatório. Foi lá que o menino recebeu as primeiras aulas de música e aprendeu a tocar a corneta e depois o trompete.

A infância de Louis Armstrong

Da miséria ao sucesso

Depois de deixar o reformatório, Louis começou a trabalhar na construção civil durante o dia e como músico durante a noite nos bordéis. Seu talento chamou a atenção do famoso músico King Oliver, que logo depois o ajudou a entrar na famosa banda Kid Ory. Mais tarde, ele se tornou parte de outra banda que tocava música dentro de um barco.

Mais tarde, ele foi para Nova York e, em 1925, gravou seu primeiro álbum com sua banda, Hot FiveSua fama se espalhou e, em 1933, ele viajou pela Europa, tornando-se um enorme sucesso. Desde então, 40 anos de sucesso ininterrupto se passaram. Sua turnê pela África em 1960 é considerada uma das mais espetaculares de toda a história daquele continente.

 

Louis Armstrong se casou quatro vezes. A primeira e a terceira vez foram com duas meninas da noite, que não foram boas companheiras para ele. Na segunda vez, ele se casou com uma pianista formada na universidade que contribuiu muito para a sua vida. No entanto, eles não se entendiam muito bem.

Na quarta vez, ele finalmente encontrou a felicidade conjugal, que manteve até a morte. A música de Louis Armstrong influenciou todos os gêneros populares posteriores a ele, e segue viva até os dias de hoje.

 
  • HEATON, J. (1967). Louis Armstrong: la vida de un gran trompetista.