Como usar a bondade para lidar com pessoas difíceis

Usar a bondade para lidar com pessoas difíceis pode oferecer um grande benefício para nós. Graças a ela, conseguiremos aquela calma interior e aquela clareza mental com as quais poderemos lidar melhor com as frustrações e a negatividade do outro.
Como usar a bondade para lidar com pessoas difíceis

Última atualização: 18 Janeiro, 2021

Todos nós podemos usar a bondade para lidar com pessoas difíceis. Porque muito além do que podemos pensar, a bondade é um escudo e também um canal. Com ela, vemos as coisas com maior calma e clareza, equilibramos as emoções e evitamos que as frustrações e o mau humor do outro acabem nos prejudicando. Além disso, também somos capazes de lidar com situações complexas de forma mais eficaz.

Não estaremos errados se dissermos que algumas pessoas têm uma ideia errônea sobre a bondade. Geralmente, esta ideia está associada àquela imagem em que uma pessoa renuncia ou coloca de lado parte de si mesma em prol do bem-estar do outro. Algumas pessoas pensam que a pessoa bondosa é aquela que não consegue defender seus direitos, sua dignidade, e acaba dando tudo em troca de nada.

Acreditar cegamente nessas ideias é um grande erro. Porque a bondade é mais do que apenas ser generoso, atencioso ou gentil. Na verdade, é uma das melhores habilidades interpessoais, além de possuir um grande valor psicológico que confere bem-estar a quem a pratica. Um interessante exemplo disso é apresentado por Dacher Keltner, professor de psicologia e diretor do Greater Good Science Center da Universidade da Califórnia, em Berkeley.

Em seu livro Born to be Good, Dacher fala sobre muitas das teorias que Charles Darwin defendeu e que, ao longo do tempo, foram modificadas ou interpretadas de outra forma. Por exemplo, ele nunca disse que a evolução humana dependia exclusivamente da competição ou do espécime mais forte. Na realidade, Darwin estava mais interessado em sobreviver a partir da estrutura da cooperação social.

Assim, em livros como A Expressão das Emoções no Homem e nos Animais, Darwin elogia a importância da bondade para lidar com as dificuldades diárias do ser humano.

Usar a bondade para lidar com pessoas difíceis

Como usar a bondade para lidar com pessoas difíceis

Quando se trata de usar a bondade para lidar com pessoas difíceis, devemos primeiro entender algumas coisas simples. Um estudo realizado por Kanako Otsuko e Barbara L. Fredrickson, da Universidade de Tóquio, no Japão, nos recorda que essa dimensão parte dos seguintes princípios:

  • Bondade é saber ver as necessidades do outro com objetividade;
  • Isso implica, por sua vez, ser proativo. Não basta querer “ser bom”, a bondade é praticada de forma ativa;
  • Da mesma forma, a bondade é fazer uso da verdade. Ser sincero é um valor indispensável;
  • As pessoas que praticam essa dimensão fazem uso do pensamento flexível. Elas aplicam uma mentalidade de crescimento;
  • Por último, mas não menos importante: bondade também é ser bom consigo mesmo, saber respeitar a si mesmo para respeitar os outros.

Vamos ver a seguir quais dimensões podem nos ajudar ao usar a bondade para lidar com pessoas difíceis.

A bondade nos permite evitar ser permeáveis ​​à negatividade do outro

Bondade é paz interior. É fazer uso daquele equilíbrio onde não nos deixamos sobrecarregar pelo que os outros dizem. Desta forma, ao lidar com pessoas difíceis, este estado pessoal nos permitirá estabelecer limites e barreiras de contenção adequadas.

Essa serenidade de caráter também nos permitirá ser mais fortes e não nos afetarmos por certas palavras e comportamentos. Além disso, seremos menos vulneráveis ​​a estados de estresse.

“Boas ações não carecem de recompensas.”
-Miguel de Cervantes-

Compreender para agir melhor

A bondade é empatia. Só quando formos capazes de nos colocar na realidade do outro (sem que isso nos afete) entenderemos e poderemos reagir melhor. Não podemos nos esquecer de que realidades muito complexas muitas vezes se escondem por trás de pessoas difíceis.

Assim, é muito comum que esses perfis carreguem consigo o peso da baixa autoestima, de um passado complexo, de rancores não enfrentados ​​e também de medos infinitos. Ser capazes de compreender essas pessoas é sempre um passo importante.

Homem e mulher conversando

Você se comunicará melhor

Quando se trata de usar a bondade para lidar com pessoas difíceis, a comunicação é tudo. Se o fizermos com calma, respeito e desejo expresso de gerar um bem ou uma melhoria, bons resultados poderão ser vistos.

Como mencionamos anteriormente, a pessoa bondosa sempre usa a sinceridade. Assim, acredite ou não, a verdade é sempre uma boa estratégia para lidar com pessoas difíceis. Ser assertivos, mas respeitosos e calorosos, firmes e gentis, mas rigorosos em nossos argumentos, nos permitirá lidar com elas de forma eficaz.

Você saberá quando sair e quando ficar

A bondade é teimosa. Você sabe quando algo vale a pena, entende quando e em quais pessoas vale a pena investir tempo e esforço. Existem perfis difíceis que agem assim porque lidam com algum trauma ou situações pessoais que não sabem enfrentar.

Ajudá-los, ser respeitosos e compreender suas perspectivas é algo que vale a pena colocar em prática. Além do mais, fazemos isso porque isso nos faz sentir bem, porque o bem sempre gera benefícios e aumenta o bem-estar.

Agora, quando se trata de usar a bondade para lidar com pessoas difíceis, também devemos saber quando é melhor desistir das nossas tentativas. Querendo ou não, existem situações capazes de quebrar a nossa calma interna. Experiências que, a longo prazo, não trarão nenhum benefício, muito pelo contrário.

Mulher caminhando descalça

Portanto, saber quando é melhor impor distância também é sabedoria. Além disso, ninguém é menos bom se, num determinado momento, decide olhar para si mesmo e não para o outro, não se essa outra pessoa não tiver vontade de mudar ou de respeitar.

Concluindo, nunca devemos negligenciar o verdadeiro valor e anatomia desta dimensão. A bondade é o prisma a partir do qual podemos olhar para o mundo e agir de acordo. Sempre com sabedoria, sempre com assertividade.

Pode interessar a você...
A bondade protege o cérebro
A mente é maravilhosaLeia em A mente é maravilhosa
A bondade protege o cérebro

Você sabia que a bondade protege o cérebro? É sobre isso que falamos neste artigo. Venha descobrir mais sobre o tema com a gente!



  • Dacher, Keltner (2009)  Nacido para ser bueno: La ciencia de una vida significativa. W. W. Norton & Company

  • Otake, K., Shimai, S., Tanaka-Matsumi, J., Otsui, K., & Fredrickson, B. L. (2006). Happy people become happier through kindness: A counting kindnesses intervention. Journal of Happiness Studies7(3), 361–375. https://doi.org/10.1007/s10902-005-3650-z