3 conselhos para ser mais decidido

06 Novembro, 2020
Todos nós passamos o dia tomando decisões. Sejam elas simples ou complexas, importantes ou banais, esse processo pode ser opressor.

Em alguns casos, muitas pessoas deixam de tomar decisões porque são tomadas pela dúvida, com a qual surge uma espécie de paralisia que as impede de optar por uma ou outra alternativa. As chaves para ser mais decidido têm a ver com táticas para neutralizar essa tendência de duvidar demais.

Pesar as diferentes opções é completamente saudável, especialmente quando você precisa resolver um problema com implicações importantes. No entanto, chega um ponto em que você ultrapassa o limite e não faz mais uma avaliação saudável das coisas, mas uma ruminação de pensamentos que o mergulha em um círculo vicioso.

Em algumas pessoas, a dúvida constante é mais perceptível. Muitas vezes, esse exercício de pensar indefinidamente antes de agir faz com que seja a vida que decida por elas. E as consequências disso não são agradáveis.

Como sair desse círculo vicioso? Quais são os segredos para ser mais decidido?

“Às vezes você toma a decisão certa, às vezes você faz com que a decisão seja a certa”.
-Phil McGraw-

Mulher indecisa

1. Evite basear suas decisões no resultado final

A primeira dica para ser mais decidido está relacionada a uma mudança de foco. É muito comum, ao avaliar as opções disponíveis, se concentrar mais nos resultados finais possíveis das ações do que no próprio processo de escolha. Ao fazer isso, você deixa de levantar a hipótese do que aconteceria ou não ao optar por uma ou outra alternativa.

Assim, o problema é mal formulado, porque o julgamento da pessoa está basicamente errado. Em outras palavras, ela não pode antecipar a sua própria realidade, não importa o quanto queira. É importante entender que as consequências das suas ações estão sujeitas a muito mais fatores do que a sua vontade.

Portanto, para ser mais decisivo, a primeira coisa que você deve fazer é aceitar que não há escolha/situação, por mais dominada que você a tenha, que esteja totalmente dentro do seu controle. Cada escolha é uma aposta, não uma certeza. Dito isso, o mais importante é se concentrar nas evidências que você tem agora e aceitar a incerteza.

2. Limite suas opções, uma das chaves para ser mais decidido

Outra boa estratégia para ajudá-lo a ser mais determinado é limitar suas opções. É conveniente estabelecer alguns parâmetros ao tomar uma decisão. Se você não definir nenhum limite, pode ocorrer um brainstorming contínuo de ideias e emoções, o que pode paralisá-lo.

Limitar as opções significa, em primeiro lugar, definir um prazo para elas. Se você deixar a conclusão do processo em aberto, pode acabar adiando-o para sempre, até que a realidade decida por você. Veja este exemplo simples. Você não sabe se deve comprar uma jaqueta azul ou verde. Um dia, você vai até à loja e vê que a verde não está mais disponível e sua única opção é a azul. É por isso que definir limites de tempo é essencial.

Em segundo lugar, você deve levar em conta que o processo de tomada de decisão é, principalmente, um processo de descarte de opções. Portanto, não se trata de adicionar mais e mais opções, mas de descartá-las. Se você achar que uma das alternativas é fraca, não pense mais nela, simplesmente a exclua.

Homem tentando tomar uma decisão

3. Desapegue-se da situação

Nesses casos, um dos fatores mais paralisantes é a alta carga emocional que costuma acompanhar o processo de tomada de decisão. Muitas vezes, sem perceber, permitimos que o medo ou a emoção assumam o controle. Portanto, se você acha que não pode permanecer objetivo para tomar uma decisão, pode não ser o melhor momento para fazê-lo.

Obviamente, as decisões não envolvem apenas aspectos cognitivos, mas também emocionais. Ser mais decidido não se trata de esperar até que você não experimente nenhum sentimento. Em vez disso, você deve aprender a administrar os estados emocionais muito intensos ao resolver um problema. Do contrário, você poderá ver a situação de uma forma borrada e distorcida.

Portanto, o mais adequado é entrar em um estado de relaxamento antes de enfrentar a situação na qual é preciso tomar uma decisão. Uma boa técnica é fingir que outra pessoa está pedindo conselhos sobre como agir nessa situação. Escreva em uma carta dirigida a si mesmo e a responda.

Por fim, é importante deixar de lado a ideia de que existe uma decisão perfeita. Inclusive, o que muitas vezes perpetua a dúvida é a busca por uma alternativa em que somente se ganha. Toda decisão implica uma renúncia, em maior ou menor grau. Assim, para otimizar o seu processo de tomada de decisão, você deve aceitar que a incerteza sempre fará parte dele.

Braidot, N. (2012). Sácale partido a tu cerebro: todo lo que necesitas saber para mejorar tu memoria, tomar decisiones y aprovechar todo tu potencial. Ediciones Granica.