Dez dicas para aumentar a sua criatividade – A mente é maravilhosa

Dez dicas para aumentar a sua criatividade

abril 22, 2015 em Curiosidades 0 Compartilhados
criatividade

A criatividade é essa fantástica capacidade que nos permite produzir ideias novas e originais em nossa vida, além de obter respostas diferentes no nosso dia a dia, mediante as quais o nosso cérebro pode resolver melhor os problemas que aparecem diariamente.

É, sem dúvida, uma capacidade muito atraente que não é benéfica apenas no âmbito profissional. É muito mais do que isso. Ser criativo é uma característica fantástica que nos torna mais receptivos nas relações, porque de alguma forma está também associada a uma mente mais aberta e receptiva. Pensemos, por exemplo, nessas pessoas que tem uma visão fechada sobre as coisas, que são incapazes de admitir outros pontos de vista: costumam ser personalidades enfocadas em sua própria visão de mundo, onde a criatividade está muito limitada.

A criatividade pode ser exercitada todo dia. É verdade que frequentemente ela seja associada a um determinado tipo de personalidade, mas devemos ter claro que, como capacidade, ela pode ser treinada e melhorada. Isso requer principalmente vontade própria, esforço e uma dedicação sincera de nossa parte; acredite se quiser, ser criativo é também uma forma de nos aproximarmos de uma felicidade simples onde o mundo adquire subitamente vários pontos de vista, uma infinidade de caminhos para levar em consideração e um universo de possibilidades ao alcance da mão, onde podemos ser mais bem sucedidos.  Que tal tentar, então?

Dicas para melhorar a criatividade

  1. Seja flexível

Comece por questionar toda a sua realidade, reveja o valor de tudo que você aprendeu até agora, pensando que talvez o que lhe ensinaram não é o único caminho e nem uma verdade absoluta. Relativize os seus pontos de vista, seja mais flexível com toda a sua realidade…

  1. Faça perguntas

Se você não se questionar não irá se aprofundar no conhecimentos das coisas. Comece questionando-se sobre coisas simples para, pouco a pouco, tocar em aspectos mais complexos: Por que sempre vou por este caminho ao trabalho? Será que eu chegaria antes se fosse pela outra rua? O que posso fazer para que as minhas comidas sejam mais saudáveis e originais? E se eu começar a cultivar alguma hortaliça em casa? O que posso fazer para que meus filhos se lembrem dos avós? Talvez pudesse escrever um livro sobre as suas memórias?

  1. Pense como criança

Picasso já dizia, “todas as crianças são artistas, mas o problema básico está em continuarmos sendo quando chegamos à idade adulta”. Acontece que as crianças tem essa faísca pela inovação, por questionar as coisas, e brincam com os conceitos de forma criativa.

  1. Admita novos pontos de vista

A sua verdade não é única, nem absoluta. Não se feche a novas vozes e novas ideias; todos podemos aprender com os outros e obter novos conceitos, novos mundos cheios de possibilidades. Não se trata apenas de escutar as outras pessoas, aqui também entra a importância da leitura: de ler livros, revistas, de consultar a internet… O mundo é cheio de informação com a qual podemos aprender todos os dias e, assim, expandir a nossa criatividade.

  1. Dê pausas ao seu cérebro

Sempre acontece e é normal. As vezes nos sentimos bloqueados, não aguentamos mais e damos de cara com uma parede, frente a qual não podemos avançar… não acontece nada, é normal. A mente precisa descansar, é uma necessidade básica do nosso cérebro. Coloque a sua mente em branco, desligue-se, ouça música, passeie, durma…

  1. A importância da distância psicológica

Pode ser que você se surpreenda, mas muitas pesquisas tem mostrado que vendo as coisas a uma relativa distância, são obtidas melhores soluções e respostas mais criativas. Veja este exemplo: se você fosse escrever um conto sobre a água e para se inspirar se colocasse frente a um copo d´água, a sua imaginação iria se centrar exclusivamente nesse copo: serve para beber, é incolor, sem sabor… Nosso cérebro trabalha melhor à distância, é mais criativo se não tem diante de si o objeto físico, se torna mais abstrato, sensitivo… recorre melhor à imaginação.

  1. Senso de humor e criatividade.

A criatividade está associada também aos estados de humor, as pessoas mais abertas que sabem rir, que têm um bom senso de humor, e que sabem e podem se expressar com liberdade, costumam ser mais criativas. Portanto, por que não começar a relaxar um pouco? Por que não relativizar as coisas, tratá-las com um sorriso e obter a energia que nos traz o positivismo?

  1. A criatividade do sono

Talvez isto já tenha acontecido com você. Você está a ponto de dormir e de repente… aparece a ideia!! Você diz que certamente irá se lembrar no dia seguinte, mas quando você acorda de manhã, já se esqueceu. Por que isso acontece? A nossa mente relaxa nas últimas horas do dia, bem no momento em que estamos pegando no sono. Nosso inconsciente, que é como uma criança travessa, é mais criativo nesses instantes. Sendo assim, procure sempre relaxar e não se esqueça de ter um lápis e papel para deixar no seu criado-mudo, caso surja uma grande ideia no meio da noite.

  1. Busque a sua inspiração

O mundo está cheio de informação e de milhares de possibilidades. Se você tem uma mente curiosa que sabe se questionar e que não se limita a aceitar o pré-estabelecido, com certeza você deve ser uma dessas pessoas que gosta de procurar informação continuamente… Você gosta de arte, literatura, ciência? Tente ler um pouco todos os dias, tenha um diário, questione-se, crie teorias, repense o mundo.

  1. Mapas cognitivos

Os mapas mentais foram criados pelo psicólogo Tony Buzan nos anos 90. Trata-se de uma técnica para estruturar ideias e acessar espaços mentais de uma forma mais criativa. São representações gráficas de como nosso cérebro recolhe informação, a processa e armazena. Como fazê-lo?

É simples: existe uma ideia central, e a partir dela vamos unindo galhos ou conectores com novas possibilidades, com novos caminhos associados a imagens ou palavras. A finalidade é ter o desenho de um mapa com todas as nossas ideias, a partir de uma dimensão central. É muito útil para tomar decisões.

Recomendados para você