Como é difícil dizer "olá" quando quero dizer "eu te amo"

Como é difícil dizer “olá” quando na realidade quero dizer “eu te amo”

Maio 21, 2016 em Emoções 957 Compartilhados
Dizer eu te amo

De acordo com um estudo realizado por Robert Grimes no Reino Unido, se a teoria de que o homem nunca pousou na lua fosse verdadeira, ela já teria vindo à tona, simplesmente pela quantidade de pessoas envolvidas. Mas quando se trata de nosso coração e de dizer “eu te amo”, as coisas mudam. Não existem tantas pessoas envolvidas e há um sentimento profundo e íntimo por alguém que, talvez por medo, não mostramos.

Talvez o relacionamento já tenha acabado mas ainda amamos essa pessoa, talvez encontramos novamente uma pessoa depois de um longo tempo e percebemos que ainda sentimos algo, ou um amigo ou uma amiga provoca um sentimento mais profundo em nós.

Estas são situações em que dizemos “olá” quando realmente queremos gritar “eu te amo”, abraçar, beijar, sorrir, passar um tempo com essa pessoa, simplesmente olhar para ela e desfrutar a sua presença, mas não ousamos por muitas razões.

A incapacidade de mostrar os sentimentos

Muitas vezes não conseguimos dizer “eu te amo” por medo ou porque nos sentimos travados. Talvez sejam lembranças dos nossos relacionamentos passados que ainda nos afetam e constroem um escudo ao nosso redor. Existem casos extremos em que as pessoas são afetadas por um transtorno chamado de “alexitimia”.

mulher-triste

A alexitimia é um transtorno neurológico que impede as pessoas afetadas de identificar e expressar verbalmente as suas emoções. A alexitimia primária ocorre quando existe algum problema físico nas estruturas neurológicas responsáveis pelas emoções; e a secundária pode ser a consequência de algum trauma emocional grave ou uma desordem na aprendizagem emocional.

As pessoas afetadas pela alexitimia são incapazes de dizer “eu te amo” ou “desculpe-me” e sentem um profundo desprezo por si mesmas, porque estão conscientes da sua incapacidade de expressar os seus sentimentos em relação às outras pessoas e se sentem inúteis.

A importância de mostrar os nossos sentimentos

A nossa sociedade menospreza as manifestações de sentimentos e emoções, mas devemos levar em conta que não os expressar pode trazer consequências negativas para as pessoas. Por esse motivo, é muito importante expressar o que sentimos em todos os setores da nossa vida.

Muitas pessoas são educadas desde pequenas a não mostrar as suas emoções, a não chorar em público, porque é um sinal de fragilidade, e a se mostrarem submissas nos conflitos para evitar problemas… É o mesmo que dizer: foram ensinadas a fechar-se em si mesmas.

mulher-presa-em-gaiola

No entanto, não devemos esquecer que os sentimentos retidos e não manifestados podem ter vários efeitos negativos sobre o nosso corpo e nosso cérebro como o estresse, a ansiedade, as dores de cabeça, as úlceras, asma… Um sentimento que não é expressado é como uma bomba prestes a explodir de alguma forma e se nós não o expressarmos, ele afetará nossas vidas negativamente.

Cinco maneiras de dizer “eu te amo”

“Eu te amo”, “I love you”, “Je t’aime”, “Ich liebe dich” ou “T’estim”. O amor é um sentimento universal, todos nós sentimos a necessidade de dizer essas palavras, mas existe um idioma onde não existe nenhuma forma semântica de dizer isso. Em vietnamita não é possível dizer “eu te amo”. Isso não quer dizer que os vietnamitas não tenham sentimentos, mas eles não encontram palavras no seu idioma que traduzam esse sentimento.

No entanto, existem muitas maneiras de dizer “eu te amo”, porque não se trata apenas de palavras, mas de demonstrar que você ama alguém, e que com cada ato torne-se aparente o seu amor pelo outro. Por isso, mostraremos aqui cinco maneiras de dizer “eu te amo” sem proferir uma única palavra:

1- Conquiste a cada dia

Por mais que o tempo passe, sempre deve haver uma faísca entre duas pessoas, algo que demonstra para o outro que você realmente o ama. Fazer um café e levar na cama, deixar um “bilhete carinhoso” para que ela leia quando acordar … Não é preciso fazer grandes gestos ou dar presentes caros, mas expressar o que sentimos.

Eu o amo sem saber como, nem quando, nem onde, o amo diretamente sem problemas nem orgulho: é assim que eu o amo, porque não sei amar de outra forma”
-Pablo Neruda-

cafe-da-manha-na-cama

2- Aja sempre com bom humor

Não se irrite sem necessidade, sorria e respire fundo. Seja bem-humorado e transmita esse bom humor para o seu parceiro. Puxe o seu cabelo, brinque e ria muito. Não é uma questão de brincar e contar piadas o tempo todo, mas ver as coisas do dia a dia com bom humor.

3- Abrace e beije

Há quanto tempo você não beija e abraça alguém? Todos nós precisamos de abraços, mas podemos dá-los também. Abrace, beije, diga que o ama com seus lábios e braços.

casal-apaixonado

4- Respeite o espaço do outro

Podemos dizer “eu te amo” para alguém permitindo que ele tenha o seu espaço, momentos para fazer o que deseja. Amar alguém significa ter coisas em comum, mas também ter espaços individuais que devem ser respeitados com honestidade e sinceridade.

5- Mostre interesse

Um “bom dia”, “um beijo” ou “como você está hoje”? Tudo isso é essencial para mostrar o seu interesse e demonstrar que você se importa de verdade com a pessoa. Não é preciso enviar milhares de mensagens por dia, simplesmente demonstre que você está sempre por perto para apoiá-la.

Recomendados para você