Dor de estômago: a angústia pode nos causar indigestão

janeiro 9, 2019

A angústia e o estresse podem causar um grande desequilíbrio fisiológico que se manifesta de várias formas, levando ao surgimento, por exemplo, da dor de estômago.

Controlar o nível de preocupação com o qual vivemos diariamente é uma excelente maneira de aumentar o bem-estar geral de todo o organismo e reduzir substancialmente o desconforto estomacal.

Tudo que acontece a nível psicológico inevitavelmente afeta o nível físico; portanto, manter um equilíbrio mental é fundamental para afastar o desconforto em qualquer uma de suas formas. Embora problemas diários sejam inevitáveis, o ideal é alcançar a paz e não permitir que sua integridade se altere.

A Organização Mundial da Saúde (OMS), em seu comunicado de imprensa em conjunto com o Banco Mundial, O Investimento no tratamento da depressão e ansiedade tem um desempenho de 400%, relata que os transtornos mentais comuns estão aumentando em todo o mundo.

Esta declaração se traduz no fato de que entre 1990-2013 o número de pessoas com ansiedade ou depressão aumentou em 50% em uma escala global, chegando a uma estimativa de cerca de 615 milhões de pessoas afetadas.

“A OMS estima que durante as emergências 1 em cada 5 pessoas é afetada por depressão e ansiedade”.
-Organização Mundial da Saúde-

Mulher angustiada

A saúde mental deve ser uma prioridade

Arthur Kleinman é um professor de Antropologia Médica e Psiquiatria na prestigiosa Universidade de Harvard, além de ser um especialista mundial em saúde mental. Kleinman conduziu diversos estudos relacionados ao sofrimento social, mais especificamente sobre a saúde mental.

A saúde mental é um problema para a saúde pública e também um investimento considerável para o estado.

A OMS relata que “os custos estimados da ampliação do tratamento, principalmente do aconselhamento psicossocial e dos medicamentos antidepressivos, chegam a US$ 147 bilhões“. No entanto, esclarece que os benefícios superam muito os custos.

“Temos que oferecer tratamento para aqueles que mais precisam, e fazê-lo nas comunidades em que vivem. Enquanto não o fizermos, as doenças mentais continuarão a eclipsar o potencial das pessoas e das economias”.
-Arthur Kleinman-

Nesse sentido, a OMS assegura que é essencial expandir os serviços de saúde mental em escala global para garantir saúde e bem-estar para toda a população em diferentes níveis.

Da mesma forma, esclarece que as metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, aprovadas pela Assembleia Geral das Nações Unidas, propõem, até 2030, reduzir um terço da mortalidade prematura por doenças não transmissíveis através de prevenção e tratamento, além da promoção da saúde mental integral.

Aliviar a dor de estômago

Aqueles que sofrem de dor de estômago sabem que ela pode causar um desconforto durante todo o dia. Por isso, é aconselhável reduzir os níveis de ansiedade que podem estar causando os sintomas.

Sendo assim, na presença de qualquer sintoma persistente, o ideal é consultar um médico especialista. Ele não só irá detectar a patologia, mas também a tratará corretamente.

Em geral, a angústia provoca indigestão e uma dor de estômago aguda que muitas vezes não conseguimos detectar a tempo. No turbilhão diário, cheio de preocupações que afetam diretamente o corpo, a dor de estômago é um sintoma evidente.

“A saúde mental deve ser uma prioridade mundial no campo do desenvolvimento e das atividades humanitárias, e uma prioridade em todos os países”.
-Arthur Kleinman-

Mulher sentindo dor de estômago

Quando a dor de estômago se torna crônica, tudo começa a funcionar mal. Não dormimos direito, nosso sistema digestivo é afetado em suas funcionalidades e, além disso, nosso humor fica instável e negativo.

Quando o desconforto se instala em qualquer uma de suas formas, o ideal é consultar imediatamente o especialista. Afinal, a dor de estômago ou qualquer outra doença é um alerta para detectar qualquer anomalia no organismo a tempo.

O desequilíbrio físico será refletido afetando todos os sistemas, trazendo um desconforto que impede o bem-estar de todo o organismo.

Desta forma, a dor de estômago pode ser um sinal de que algo em nossa vida deve mudar. Isso se não quisermos perder o bem-estar que tanto desejamos em todas as etapas da nossa existência.