O efeito de Von Restorff

· agosto 6, 2018

A capacidade de nos lembrarmos mais dos elementos que se destacam dos demais é conhecido como efeito de Von Restorff, ou efeito isolante, e foi descoberto em 1933 por Hedwig Von Restorff. Este pesquisador, através de seus estudos, determinou que é mais provável se lembrar dos elementos que se destacam por causa de sua cor ou de sua forma sobre os demais.

Na época, pensava-se que esse fenômeno se devia a uma peculiaridade na capacidade de atenção. No entanto, os resultados de Von Restorff passaram por várias interpretações, até se concluir que este efeito não se devia apenas às variações de atenção, mas que a memória também codifica a informação de formas diferentes.

O efeito de Von Restorff no dia a dia

O efeito de Von Restorff pode ser usado no nosso dia a dia de forma habitual. Um exemplo claro é quando preparamos a lista de compras e, nela, destacamos com um marcador de texto algum produto de maior necessidade. Desta forma, nos certificamos de focar nossa atenção para esse elemento da lista e reduzimos as chances de esquecê-lo.

Estudar ressaltando os pontos importantes

Outro exemplo surge no âmbito acadêmico, quando sublinhamos certas ideias das anotações para destacar sua importância. Isso nos ajudará a memorizá-las melhor ou a encontrá-las mais facilmente quando fizermos uma leitura superficial.

Como podemos ver, o efeito de Von Restorff pode ser usado como uma ferramenta para ajudar em nossa rotina, tanto para as tarefas mais cotidianas quanto para aquelas que estejam associadas com o nosso local de trabalho. Na verdade, pode ser usado para a organização de uma empresa, especialmente para elaborar planos de projetos ou determinar tarefas a serem executadas.

O efeito de Von Restorff na publicidade

As implicações do efeito von Restorff para o marketing e a publicidade são imensas. Nesse sentido, muitas empresas apontam certos detalhes para levar em conta se desejam que um produto se destaque e seja memorável. Mudanças no tamanho, cor e espaço são algumas das técnicas mais eficazes. Da mesma forma, quanto maior for o grau em que um objeto difere do resto, maior a probabilidade de que ele seja lembrado.

Foi assim que se desenvolveram algumas das chaves do neuromarketing, de acordo com o qual a publicidade usa técnicas sutis para atrair a atenção dos clientes. Desta forma, tentam apelar para um sentido mais primitivo em cada tipo de cliente e mostrar pequenos detalhes em seu produto que o distinguem do restante.

Uso do efeito Von Restorff em uma apresentação

Um dos momentos em que você pode tirar mais proveito do efeito de Von Restorff é durante uma apresentação, seja em um ambiente acadêmico ou profissional. Tudo que fugir do lugar comum geralmente confere à apresentação um toque memorável que se destaca do restante. Existem muitos recursos para fugir dos caminhos já utilizados, incluindo o uso de sequências de vídeo e outros elementos multimídia. Com eles, você pode ajudar a promover não apenas a memória do que foi apresentado, mas também do apresentador.

Mulher fazendo apresentação

Por exemplo, quando vídeos e fragmentos de um filme são integrados em uma apresentação, eles podem ilustrar um processo com clareza infinitamente maior do que uma fotografia ou até mesmo uma animação. As sequências de vídeo devem ser breves e se integrar ao enredo da história, isto é, na sequência da apresentação. Caso contrário, o vídeo acabaria engolindo a atenção do público e a tirando do orador. Portanto, o uso de sequências curtas de vídeo, espaçadas ao longo da apresentação, garante uma manutenção da atenção do público.

Com essas chaves, podemos conseguir que as chances de sucesso de nossa apresentação aumentem muito. O mesmo ocorreria em um âmbito acadêmico, já que nossa apresentação poderia chamar a atenção de quem nos avalia, nos permitindo também destacar as ideias que consideramos mais importantes e fazendo com que o nosso trabalho seja mais concreto e mais organizado.

Em suma, o efeito de Von Restorff é uma ferramenta útil em todas as áreas de nossas vidas e nos permite obter mais da nossa memória e da nossa capacidade de falar em público.