Erotismo, metáfora da sexualidade sensual

Erotismo, metáfora da sexualidade sensual

Última atualização: 12 fevereiro, 2022

Quando reina a tranquilidade e nos entregamos à desconexão, somos capazes de equilibrar as constelações neuroquímicas e neurológicas que nos permitem aproximar-nos do orgasmo, da diversão sexual e do prazer. Além disso, às vezes pode ser difícil olhar com franqueza para nossa sexualidade e deixá-la livre por meio de cuidados sexuais, insinuações e imaginação, em suma, erotismo.

Como vemos na imagem que encabeça este artigo, temos a capacidade de dar um significado erótico a quase tudo. É nossa natureza social e biológica que nos oferece essa possibilidade; isso é maravilhoso e não faz sentido desistirmos disso.

Nossa sensualidade, um território negligenciado

A sensualidade tem muito a ver com a sexualidade, mas está mais relacionada ao erotismo que permeia nossos contatos corporais, sexuais e emocionais. Muitas vezes a correria aliada à insatisfação com nossa imagem corporal nos impedem de nos relacionarmos com nosso corpo da maneira correta.

Sensualizar-nos erotiza-nos, reafirma-nos como mulheres e homens

A sensualidade nos erotiza, nos reafirma como mulheres e homens. Não podemos deixar essa poderosa energia cair longe do terreno fértil que a natureza nos oferece e que nossa linguagem, nossa história, nosso trabalho e nossas vidas nos oferecem.

Quem não se frustrou com a falta de iniciativa sexual própria e compartilhada? Quem não corou ao pensar na magia sexual que alguns de nossos pensamentos emitem? Quem não se recusou mental e comportamentalmente a comprar um brinquedo sexual ou a olhar descaradamente suas curvas e áreas íntimas?

Podemos acabar com isso, basta querer recuperar o erotismo de nossa sensualidade feminina… Vamos ver o que podemos fazer para recuperar esse poder que temos, mas que perdemos ou nunca cultivamos.

Recuperar nosso erotismo

Recuperar nosso erotismo, recuperar nossa saúde sexual

Todos podemos ser sensuais, todos podemos erotizar. A partir desta base devemos destacar um handicap feminino. As mulheres foram educadas para sentir que só somos dignas de prazer sexual se tivermos uma certa aparência, forma ou peso.

Por esse motivo “simples” tendem a nos cercar infinitos medos e inseguranças que acabam determinando como fertilizamos o solo de nossa sexualidade sensual. Por isso, para melhorar a relação que temos com nós mesmos devemos estar atentos aos seguintes pontos:

1. Decidir conscientemente ser sexual e se sentir sexy

Sentir-se atraente tem pouco a ver com nossa aparência, mas sim com nosso trabalho interior. É por isso que se através de nosso diálogo interno nos dizemos coisas como ” sou irresistível” e repetimos para nós mesmos pelo menos duas vezes por dia, estamos dando pistas à nossa mente para que seja considerada tal.

Bodansky o coloca desta forma, “quando uma mulher sabe como ficar excitada enquanto se sente atraente, ela envia um sinal para o mundo que muda o que os outros percebem e isso atrai”. Coloque roupas íntimas bonitas, leia romances eróticos, tome banhos sensuais, fantasie mais. Isso vale para todos os gêneros e orientações.

Pode ser difícil realizar essas ações quando temos que cuidar das crianças, trabalhar ou coordenar e pensar em centenas de coisas. No entanto, é hora de decidir conscientemente se quer ter uma vida sexual e sensual boa e saudável.

Concentrar nossa atenção no sensual nos ajuda a

2. Concentrar nossa atenção no sensual nos ajuda

Em nossa cultura, a sexualidade tornou-se uma premissa para vender tudo; no entanto, poucas pessoas pensam nisso como uma prioridade. Se queremos que nosso erotismo, nossa sensualidade e nossa sexualidade melhorem, podemos passar um tempo pensando nisso.

Nós nos tornamos espectadores ao invés de participantes. Portanto, quanto mais pensarmos em sexo, mais poderemos nos excitar. Acaricie sua pele, experimente com mais ou menos pressão, examine seu corpo com um espelho, acaricie seus genitais e aprenda o que é mais prazeroso para você.

3. Sinta-se saudável, esse passo 3 é essencial.

Fazer exercícios aeróbicos 3 vezes por semana por pelo menos 20 minutos nos faz sentir melhor e nossa aptidão sexual é aprimorada. Graças ao esporte conseguiremos um bom suprimento sanguíneo na pelve e em todas as nossas zonas erógenas. Não se esqueça de realizar os exercícios de Kegel regularmente.

4. Conhecer-se, mais um passo para a erotização

Como já dissemos em outras ocasiões, o quadrante superior esquerdo do clitóris, os lábios e os mamilos são as zonas mais erógenas por excelência. No entanto, temos centenas deles mais. É por isso que é importante explorar e experimentar com o nosso corpo; Claro que não poderemos levar ninguém a um lugar onde nem sequer nós estivemos naquele lugar.

Conhecendo a nós mesmos, assumimos a responsabilidade pelo nosso prazer. É bom que procuremos as fantasias que mais nos excitam porque quando usamos nossa imaginação para nos excitar, nosso corpo e nossa mente se unem na mesma melodia.

Aumentar conscientemente nossa capacidade de prazer

5. Aumentar conscientemente nossa capacidade de prazer

Temos mais capacidade de sentir e dar prazer do que fomos levados a acreditar. De fato, disciplinas e filosofias como o tantra nos mostram que podemos reprogramar nosso sistema nervoso para intensificar e prolongar o prazer orgásmico.

Dominar esta técnica requer dedicação, empenho e tempo, mas tudo é compensado pelos benefícios de um maior prazer sexual a nível emocional e físico. Coloque em um mecanismo de busca na Internet “Guia ilustrado para orgasmo prolongado e massivo” e explore.

6. Ajude seu parceiro a ser um bom amante

Ninguém nasce sabendo ser um bom amante. É por isso que é importante aprendermos juntos com nossos parceiros a ser mais habilidosos nas artes do amor. O orgasmo não precisa ser o objetivo final, mas você pode conversar, beijar e abraçar com a intenção de aumentar a sensualidade sexual dentro do casal.

7. Seja criativo, isso é essencial para fertilizar o solo

Experimentar coisas novas nos ajuda a sair da rotina e trabalhar com nossa capacidade de imaginar. Poder expandir as ideias que temos de nós mesmos e nos apoiar da literatura sexual ou da música excitante  que é um grande afrodisíaco e estimulante. Somos uma caixa cheia de surpresas e vale a pena cultivar essa capacidade de erotizar nossas vidas e nossos corpos.

Pode interessar a você...
O sexo de reconciliação é realmente benéfico?
A mente é maravilhosa
Leia em A mente é maravilhosa
O sexo de reconciliação é realmente benéfico?

O sexo de reconciliação é aquele que acontece no final de uma discussão e tem um caráter explosivo e intenso. Ele é bom ou ruim?