Esportes coletivos e desenvolvimento pessoal: como se relacionam?

· abril 28, 2019
Os esportes coletivos têm influência no desenvolvimento pessoal, mas você sabe o que eles podem nos oferecer?

O esporte é uma fonte inesgotável de saúde física e mental. Os esportes coletivos não são apenas um campo para liberar energia de maneira direcionada e controlada, são também um plano que pode incentivar nosso desenvolvimento pessoal e nos ensinar a trabalhar melhor em equipe.

O esporte tem um grande valor e é uma ferramenta extraordinária em todas as fases da vida, ainda mais nas etapas iniciais, quando começamos a forjar a personalidade.

As etapas da infância e adolescência são cruciais, são os momentos em que as pessoas são mais vulneráveis ​​e moldáveis. Então, o que acontece nessas fases marcará positivamente ou negativamente o desenvolvimento das pessoas e influenciará a sua formação.

Em muitos casos, o cenário esportivo é aquele lugar onde a pessoa começa a trabalhar em um objetivo comum, sacrificando em favor de seus interesses pessoais.

Talvez uma criança queira jogar como atacante, mas para a equipe é melhor jogar pelas laterais. Este será um momento para negociar, para dar lugar à assertividade ou apreciar os efeitos da generosidade e do sacrifício.

Hoje, queremos falar sobre tudo aquilo que a prática de esportes coletivos pode nos fornecer. Para isso, começaremos falando sobre o desenvolvimento pessoal.

Meninos jogando futebol

O que é desenvolvimento pessoal?

O desenvolvimento pessoal é um processo pelo qual tentamos descobrir ou aperfeiçoar todo o nosso potencial ou pontos fortes. A ideia é atingir nossos objetivos, preocupações, desejos, etc., motivados pelo interesse de superação, assim como pela necessidade de dar sentido à vida. (Dongil E. e Cano A., 2014)

Esse desenvolvimento depende de muitos fatores, desde o ambiente mais próximo em que crescemos até nossas características individuais ou a sociedade em que nos encontramos. Ao sintonizar, diríamos que no desenvolvimento pessoal interferem processos biológicos, processos individuais e processos sociais.

O princípio epigenético de Erikson afirma que “todo ser vivo tem um nível básico de desenvolvimento, e é a partir deste nível que as partes são adicionadas, tendo cada uma delas seu próprio tempo de ascensão, maturação e exercício, até que todas tenham surgido para formar um todo funcional”. (Como citado em Bordignon, 2005)

“Nenhum jogador é tão bom quanto todos juntos.”
-Alfredo Di Stéfano-

Esportes coletivos

Levando em conta a definição de desenvolvimento pessoal e o apresentado na introdução, podemos intuir que este conceito tem relação com o hábito do esporte.

Os esportes coletivos são caracterizados pela presença de vários companheiros que cooperam e colaboram para alcançar os objetivos do jogo. Esse objetivo comum deve ser alcançado através de uma estratégia acordada e aprovada pelos membros da equipe.

Portanto, podemos deduzir que o que impulsiona esse grupo de pessoas é a realização de objetivos previamente marcados. É importante entender que, para a participação em esportes coletivos, é preciso seguir regras explícitas que têm a ver com respeito ao jogo, à própria equipe e à própria pessoa.

Se não forem respeitados, a sanção certamente virá do árbitro, mas também da equipe adversária, da própria equipe e até de si mesmo. Essa ideia é o que possibilita aos atletas não infringirem as regras, protegendo o esporte acima dos objetivos individuais ou grupais.

Como o esporte pode ser um meio educacional para a formação e o desenvolvimento de indivíduos, a prática de um esporte coletivo traz muitos benefícios. Estas são algumas habilidades e valores que sua prática pode incutir:

  • Senso de pertencimento.
  • Trabalho em equipe.
  • Respeito.
  • Tomada de decisão.
  • Lealdade.
  • Superação.
  • Disciplina.
  • Responsabilidade.
  • Empatia.
  • Incentivo da igualdade e não discriminação.
  • Escuta ativa.
  • Bom uso do lazer e do tempo livre.
Esportes coletivos

Formas de praticar esportes coletivos

Existem diferentes formas de praticar esportes coletivos. Normalmente, os mais populares são futebol e basquete, mas outros, como o rugby, handebol, pólo aquático, nado sincronizado, voleibol, rafting… Todos eles podem incutir os mesmos valores e ensinar as mesmas habilidades.

O importante é fazer atividades que lhe permitam crescer e se desenvolver em todas as áreas da vida. Que possam ajudá-lo a ser uma pessoa autônoma, independente e capacitada.

  • Bordignon, N. A. (2005). El desarrollo psicosocial de Eric Erikson. El diagrama epigenético del adulto.
  • Buceta, J. M. (1995). Interveción psicológica en deportes de equipo. Revista de psicología general y aplicada: Revista de la Federación Española de Asociaciones de Psicología48(1), 95-110.
  • Collado, E. D., & Vindel, A. (2014). Desarrollo personal y bienestar. Sociedad Española para el Estudio de la Ansiedad y el Estrés. España.
  • Garcia Mas, A., & Vicens Bauzá, P. (1994). La psicología del equipo deportivo: Cooperación y rendimiento. Revista de Psicología del Deporte3(2), 0079-89.
  • Salguero, A. R. C. (2010). El deporte como elemento educativo indispensable en el área de Educación Física. EmásF: revista digital de educación física, (4), 23-36.
  • Sanmartín, M. G. (2004). El valor del deporte en la educación integral del ser humano. Revista de educación335, 105-126.