Eu não quero ser sua amante

Ser amante de alguém comprometido é uma prática que muitas pessoas rejeitam. Descubra os motivos aqui.
Eu não quero ser sua amante

Última atualização: 01 abril, 2022

Assim como diz o psicólogo Walter Riso no seu livro “Manual para não morrer de amor“, casar com o amante é como colocar sal na sobremesa. A montanha-russa de emoções desencadeadas por ter um amante inclui satisfação sexual, ternura, alegria, medo, decepção e ilusão, bem como amor e desamor, risos, lágrimas e muitas outras oscilações. Os amantes são abalados por uma tempestade de sentimentos que captura e prende de forma irremediável e da qual é difícil escapar.

Riso afirma que o efeito SPA de ter um amante (relação, massagens, carícias, orgasmos, palavras bonitas, redução do estresse, bloqueio de preocupações durante algumas horas) cria um vício muito profundo. Porém, estas são situações que idealizamos e sobre as quais é fundamental refletir para termos uma perspectiva adequada.

“É preferível uma solidão digna e sem conflito do que uma relação incompleta, na qual a carência manda”

-Walter Riso-

Nos relacionamentos com um amante, geralmente chega um momento em que queremos que este se torne o nosso parceiro “oficial”, mas, primeiramente, é necessário se fazer várias perguntas: Você está disposto a enfrentar a opinião dos outros? Você acha que o amor é o suficiente para ter uma vida a dois? Será que essa paixão vai durar?

As razões para não ser amante

Quando começamos um relacionamento com uma pessoa casada ou comprometida, seja esta homem ou mulher, geralmente tudo é muito bonito e apaixonante. Mas não devemos nos esquecer de que ninguém vai nos valorizar ou nos amar se nós mesmos não nos amarmos e nos valorizarmos. Por esse motivo, é essencial fazer uma reflexão profunda no momento oportuno para chegar a uma perspectiva clara. Eu sei claramente por que não vou ser nem a sua amante nem a de ninguém e estas são as minhas razões:

Amante

Porque você usou comigo os argumentos de uma pessoa infiel. “Minha parceira não me faz feliz, mas não posso deixá-la por causa dos meus filhos; não tenho relações sexuais com a minha parceira há muito tempo; sinto que estou preso no relacionamento, com você fico muito melhor e você me faz sentir muito bem.” Esses são os mesmos argumentos que qualquer pessoa infiel ao seu parceiro usa para se justificar e trair tanto esse parceiro quanto o amante.

“No amor impossível, a esperança é a primeira coisa a perder”

-Walter Riso-

Alguns outros motivos

Mas não é só por causa dos seus argumentos. Também não quero ser sua amante por outros motivos:

  • Porque se você faz isso com a sua parceiro, você também fará comigo. Afinal, todos esses argumentos que você usa para me convencer a ser sua amante, você também poderá utilizá-los repetidas vezes com outras pessoas se eu me tornar a parceira “oficial”. Portanto, não acredito em você e não há nada que me faça deixar de pensar que você pode repetir a mesma situação com outra pessoa.
  • Porque eu não quero preencher vazios. Não é minha tarefa nesta vida preencher os vazios que existam na sua vida ou na de qualquer outra pessoa, pois acredito que primeiramente você terá que descobrir qual é a causa do seu vazio para deixar de senti-lo, em vez de buscar fora de você as razões para preencher esse espaço.
  • Porque valorizo a sinceridade e a honestidade. Nas relações de qualquer tipo com outras pessoas, acima de tudo, valorizo a sinceridade e a honestidade como princípios fundamentais. Trata-se de dizer a verdade, de não mentir e de não manipular para conseguir o que se quer, ao mesmo tempo em que também somos honestos com nós mesmos. Portanto, não quero falsas promessas e mentiras na minha vida.
  • Porque não quero desperdiçar o meu tempo ou minha energia em algo que não tem futuro. Não quero ouvir o mesmo discurso repetidamente, no qual você promete um futuro juntos. Também não quero desperdiçar a minha energia em um relacionamento que não é seguro, que não tem base e também não tem compromisso. Por fim, não quero dar muito e receber pouco.
  • Porque quero sentir plenitude e tranquilidade. Não quero me sentir culpada ou atormentada pelo fato de estar fazendo coisas erradas. Recuso-me a ser cúmplice da traição. Não quero ouvir uma voz interna repetindo o tempo todo que estou fazendo algo de errado e que estou prejudicando outras pessoas.
  • Porque eu quero um relacionamento livre, no qual eu possa expressar o meu amor sempre que eu quiser. Assim, rejeito a ideia de estar em um relacionamento às escondidas, com medo que nos descubram.
  • Porque sou uma pessoa que tem valor e mereço muito mais que migalhas. Sei que mereço alguém completo, sem um coração dividido em dois, que esteja presente sempre que eu precisar e que não me esconda porque tem medo de que sejamos descobertos. Eu quero alguém que saiba como é grande o meu valor e que demonstre isso para mim.

As duas razões mais importantes…

Porque eu tenho sentimentos. Eu poderia me apaixonar por você. Eu poderia vir a te amar porque, como pessoa, tenho sentimentos e sensibilidade diante da vida e diante das outras pessoas. Mas acho também que você deveria se perguntar o que faria se fosse o contrário, ou seja, se o amante fosse você.

Como você se sentiria? Além disso, não quero prejudicar outra pessoa e também algumas crianças, assim como não gostaria que fizessem isso comigo. E, acima de tudo, não quero ser sua amante porque me amo e me valorizo. Eu sou uma pessoa que tem valor e não vou permitir que você tire esse valor de mim, que me compare com outra pessoa ou que minta para mim.

Mulher abraçando um coração no telhado

Não quero ser sua amante porque não tenho medo de ser acariciada pela solidão, mas sim de me sentir solitária mesmo estando com alguém. Finalmente, não vou me esconder de nada nem de ninguém, porque me amo o suficiente para saber que você não me merece.

“Não se preocupe com as pessoas do seu passado, há uma razão pela qual elas não chegaram ao seu futuro”

-Paulo Coelho-

Pode interessar a você...
Nasci inteira, não preciso de uma metade da laranja
A mente é maravilhosa
Leia em A mente é maravilhosa
Nasci inteira, não preciso de uma metade da laranja

Não sou uma fruta, sou uma pessoa, tenho tudo que preciso para me sentir completa e para viver uma vida plena. Quem disse que busco minha metade da...