6 conselhos para evitar que a mente se disperse ao meditar

· agosto 26, 2018

Meditar é uma oportunidade para se conectar consigo mesmo, para começar a se conscientizar de como você se sente e observar o ruído dos pensamentos, além de oferecer muitos outros benefícios. No entanto, evitar que a mente se disperse durante a meditação requer muita prática e o uso de técnicas apropriadas.

Muitas pessoas acreditam que a meditação não é para elas, porque pensam que não conseguirão parar de pensar ou relaxar. Portanto, é necessário esclarecer que o objetivo da meditação não é parar todos os pensamentos e nem deixar a mente em branco.

Se você continua pensando enquanto medita, não se preocupe, isso é perfeitamente normal. As nossas mentes são máquinas muito ativas. Na verdade, estima-se que tenhamos entre 60.000 e 80.000 pensamentos por dia. É lógico pensar que, com esses números, desativar o ato de pensar não é algo muito simples.

Agora, a meditação nos ensina a não nos apegarmos aos pensamentos e nem fugir deles. Podemos permitir que eles venham e que se vão, mas sem nos deixarmos levar pela história ou emoção que eles possam causar. Por essa razão, aprender a evitar que a mente se disperse durante a meditação é uma das chaves para dominar essa disciplina.

Dicas para evitar que a mente se disperse ao meditar

Abaixo você encontrará algumas dicas úteis para evitar que a mente se disperse enquanto estiver meditando.

1. Utilize a respiração

A respiração ajuda a mente a encontrar algo para focar a sua atenção. Assim, os exercícios respiratórios são uma boa maneira de manter a mente centrada e, ao mesmo tempo, ajudar o corpo a relaxar.

Para usar essa técnica, você pode simplesmente contar as inspirações e expirações. Por exemplo, você pode ir de um a cem. Se a sua mente se dispersar e você perceber que perdeu a conta, tudo bem. Seja gentil consigo mesmo e comece de novo.

Concentrar a atenção na respiração ajuda a evitar que a mente se disperse durante a meditação.

Mulher praticando respiração consciente

2. Desenhe ou imagine formas

Tente desenhar um triângulo com a sua imaginação enquanto estiver respirando (inspire, expire, segure o ar, ou inspire, segure o ar e expire). Outra versão deste exercício envolve tentar desenhar um quadrado em sua mente (inspirar, segurar, expirar, segurar).

Às vezes, você pode se ajudar com algum elemento visual que tenha no ambiente, para que a sua mente se fixe nele e seja mais fácil se concentrar. Por exemplo, a chama de uma vela.

3. Pratique meditação guiada

Não há maneira certa ou errada de meditar. A meditação silenciosa é uma das formas, mas outra possibilidade pode ser usar um guia para ajudá-lo. Quando você ouve a voz de alguém ensinando exercícios de visualização, a mente costuma ficar ocupada com as imagens. Assim, há menos espaço para os seus pensamentos.

Existem muitos recursos em áudio e vídeo para fazer meditações guiadas. Muitos deles podem ser encontrados gratuitamente na Internet e em aplicativos. Pesquise e provavelmente encontrará algum que lhe agrade.

4. Aceite os seus pensamentos

Quando praticar a meditação silenciosa, em vez de tentar afastar os pensamentos, dê-lhes as boas-vindas. Geralmente, tudo aquilo a que resistimos, persiste. Portanto, aceitá-los permitirá que você tenha mais liberdade. Uma maneira de conseguir isso é integrá-los em uma imagem agradável.

Por exemplo, você pode imaginar que a sua mente é como o céu azul e os seus pensamentos são como as nuvens que passam por ele. Ou que a sua mente é um rio e seus pensamentos são troncos que se movem com a correnteza. Dessa forma, você permite o ir e vir desses pensamentos. Assim, os seus pensamentos não o afetarão. Simplesmente observe e deixe-os boiar.

5. Escreva os seus pensamentos

Se você tem muitas coisas em sua cabeça, pode ser útil registrar esses pensamentos antes de meditar. Dessa forma, você estará lhes dando uma saída e evitará ficar obcecado.

Escreva todos os seus pensamentos à medida que eles aparecem, sem analisá-los, julgá-los e sem parar para pensar se está formulando cada um corretamente. Colocar tudo que você tem em mente no papel vai ajudar muito nas suas meditações.

Mulher escrevendo em um caderno

6. Pratique regularmente

Meditar na mesma hora e no mesmo lugar todos os dias faz com que a sua mente saiba o que está por vir. Assim, você se sentirá mais confortável. A mente não está treinada para ficar parada e, portanto, lutará contra uma solicitação repentina de parar de fazer o que ela faz naturalmente.

Portanto, é essencial que você crie o hábito de se libertar dos seus pensamentos. Só assim será capaz de impedir que a mente se disperse durante a meditação.

Não subestime o poder da meditação

Meditar é simples, mas não é fácil. No entanto, vale a pena aprender e incluí-la na sua vida como um hábito diário. Algumas pesquisas demonstraram que a prática dessa técnica pode trazer benefícios positivos para o bem-estar emocional e a saúde física.

Além disso, é indicado para tratar doenças graves, como depressão, ansiedade, doenças cardíacas, pressão alta, problemas de sono, dor crônica… Com as chaves que você encontrou neste artigo, meditar será muito mais fácil. No entanto, agora é a sua vez. Tente praticar a meditação e os resultados irão surpreendê-lo.