A falta de paixão no casal

· julho 25, 2018

A falta de paixão no casal é um dos problemas que mais causa insatisfação no mundo dos relacionamentos. Encontrar alguém com quem estar pode ser difícil, mas é muito mais difícil conseguir manter um relacionamento saudável e duradouro. Por isso, cada vez mais psicólogos se preocupam em pesquisar a melhor maneira de atingir este objetivo.

Neste artigo, vamos estudar a importância da paixão nos relacionamentos, assim como as melhores maneiras de lutar quando ela desaparece. Para isso, primeiro é necessário que entendamos por que surge e que função tem.

O que exatamente é a paixão?

Entendemos por paixão um sentimento que nos leva a nos sentirmos atraídos e excitados por uma pessoa. Em geral, é considerado um dos três componentes fundamentais dos relacionamentos. Na teoria triangular de Sternberg, sentir paixão pelo nosso parceiro é um requisito indispensável para desenvolver um amor completo.

Relação sexual

No entanto, por que surge este sentimento? Qual é a sua função na vida das pessoas? A explicação mais aceita atualmente é a dada pela psicologia evolucionista. De acordo com essa disciplina, a forma de entender nossas emoções é observar que função elas cumprem quando aparecemos como espécie.

Assim, esta abordagem entende que a paixão servia aos nossos antepassados ​​para garantir que eles se reproduzissem. Quando um casal se formava, ambos sentiam um grande desejo que os levava a manter relações quase que constantemente. Mais tarde, uma vez que as crianças já haviam nascido, não fazia sentido que essa emoção continuasse a existir.

Origem evolutiva da falta de paixão no casal

Se observarmos o que acontece nos casais atuais, verificaremos que sua evolução segue exatamente o padrão que acabamos de descrever. Quando duas pessoas começam a sair, elas passam pelo que é conhecido como o período de limerência. Durante esse tempo, os dois membros do casal sentem uma atração desproporcional pela outra pessoa. A nível cerebral, todos os tipos de neurotransmissores são liberados e a paixão atinge seu ponto mais alto.

No entanto, uma vez que o relacionamento avança, essa energia inicial se extingue e começa a falta de paixão no casal. Os outros dois fatores (o comprometimento e a intimidade) vão ganhando destaque e o desejo sexual gradualmente desaparece.

Inclusive, algumas pesquisas mostraram que a intimidade e a paixão são incompatíveis até certo ponto. A oxitocina, o principal hormônio que fortalece o vínculo amoroso, também é responsável por reduzir o desejo sexual que os membros de um casal sentem um pelo outro.

Portanto, a primeira coisa a entender sobre a falta de paixão no casal é que trata-se de algo completamente normal. Nós, seres humanos, não somos feitos evolutivamente para ter um relacionamento por toda a nossa vida. Mas isso significa que é impossível conseguir mantê-lo? De acordo com alguns especialistas, como Helen Fisher, este não é necessariamente o caso.

Como recuperar a paixão do casal

Vimos que nossa biologia não nos ajudará a manter um forte desejo dentro de um relacionamento estável. Uma vez terminada a limerência, a magia do começo se extingue pouco a pouco. No entanto, existem outros fatores que podem nos ajudar a solucionar a falta de paixão do casal. A seguir, veremos alguns deles.

1- Compartilhar emoções fortes juntos

Dezenas de pesquisas mostraram que viver experiências intensas pode despertar novamente a paixão em um casal. Assim, os esportes radicais, uma escapada para o parque de diversões ou até assistir a um filme de terror podem servir para aumentar o desejo sexual quando ele começa a enfraquecer.

2- Melhorar constantemente

Um dos problemas pelos quais a paixão desaparece é que as pessoas tendem a abandonar a si mesmas quando têm um parceiro. Em vez de tentar ser mais atraentes para a outra pessoa, nos acomodamos. Felizmente, esta tendência é muito fácil de remediar.

Se você quer resolver a falta de paixão do casal, uma das soluções mais eficazes é trabalhar em melhorar a si mesmo. Isso pode envolver muitas coisas: desde ir à academia até trabalhar em suas habilidades sociais ou no seu carisma.

Paixão de uma casal

3- Manter uma certa independência

Por último, para evitar alguns dos efeitos mais prejudiciais da oxitocina na paixão, é necessário que ambos os membros permaneçam independentes. Todos nós gostamos de passar tempo com o nosso parceiro. No entanto, fazer tudo junto é o caminho mais rápido para que o desejo desapareça pouco a pouco.

Portanto, se você sentir que a paixão está desaparecendo, comece a reservar uma parte de sua vida para si mesmo. Ao se tornar mais independente, não apenas sua autoestima aumentará, mas seu parceiro começará a olhar para você com outros olhos.

Manter a paixão a longo prazo em um relacionamento é difícil, mas é possível. Os três conselhos que você encontrou aqui vão ajudar a iniciar esse caminho. No entanto, não tenha medo de tentar outros métodos. Afinal, seu parceiro e você estão nisso juntos.