Flexitarianos: vegetarianos flexíveis

· fevereiro 2, 2019
Ter uma dieta flexitariana ajuda a sustentabilidade do meio ambiente e promove uma maior qualidade de vida.

Na hora de nos alimentarmos, as opções são infinitas, já que contamos com uma grande variedade de receitas e de alimentos. Agora, cada um escolhe sua dieta de acordo com o lhe parecer melhor, com seu pensamento e suas possibilidades. Atualmente, os vegetarianos e os veganos são bem conhecidos, mas você já ouviu falar algo sobre os flexitarianos?

A dieta flexitariana está ganhando popularidade. Seu auge é o resultado do fato de que as pessoas estão começando a adotar um estilo de vida mais sustentável. A seguir, compartilhamos mais detalhes sobre este tipo de dieta que possui tantos benefícios.

“Se você comer bem hoje, seu corpo irá lhe agradecer amanhã”.

Flexitarianos, qual é a sua dieta?

A palavra ‘flexitariano’ vem da combinação de duas palavras inglesas, flexível e vegetariano. O termo foi usado pela primeira vez em 1992, em um artigo escrito pela repórter Linda Anthony. Anos depois, em 2003, a palavra flexitariano foi escolhida como a mais útil do ano pela American Dialect Society.

O que queremos dizer quando falamos de flexitarianos? Nos referimos às pessoas que mantêm uma alimentação vegetariana ocasional. Então, poderia se tratar de um vegetarianismo flexível.

Flexitarianos: vegetarianos flexíveis

No entanto, deve-se notar que esse tipo de dieta geralmente não é reconhecida pelo coletivo vegetariano. Isso ocorre porque, no vegetarianismo, o consumo de carne não é aceito sob qualquer motivo. Apesar disso, o número de pessoas que adotam esse tipo de dieta está aumentando atualmente.

Os flexitarianos possuem uma filosofia sobre os maus-tratos contra os animais como a dos vegetarianos? Não há uma resposta exata para essa questão. Haverá pessoas que a têm e pessoas que não, mas o que realmente define um flexitariano é que optou por um estilo de vida saudável e ambientalmente sustentável.

Como é a dieta dos flexitarianos? Nós lhe mostraremos as suas principais características.

  • A dieta flexitariana é flexível. Permite comer tanto carne quanto vegetais, mas optando pela carne de forma circunstancial, para promover um estilo de vida mais saudável e ambientalmente sustentável.
  • Dieta vegetariana como base. O que os flexitarianos mais consomem são os vegetais. Na verdade, fazem isso na maior parte do tempo.
  • Saudável. A dieta dos flexitarianos é equilibrada e saudável. A chave é que a escolha da alimentação ande de mãos dadas com o bem-estar.
  • Sustentabilidade. Os flexitarianos estão preocupados com gastos ecológicos desnecessários para a alimentação. Por isso, consomem esses produtos apenas ocasionalmente.
  • Flexibilidade. Os flexitarianos são flexíveis com sua dieta. Embora procurem ser saudáveis ​​e sustentáveis, não são rígidos quando se trata de consumo.

A dieta flexitariana é mais fácil de realizar socialmente do que a dieta vegetariana. As pessoas que têm essa forma de alimentação podem comer carne quando têm um evento social ou querem sair para comer algo fora de casa. Isso, sem dúvida, não gera tanto conflito entre o estilo de vida e o contato com o ambiente social.

Como os flexitarianos diferem dos vegetarianos e semivegetarianos?

Não é chamado de flexitariano aquele que tem uma dieta vegetariana uma vez por semana. Deve-se manter uma dieta vegetariana na maior parte do tempo e fazer um consumo circunstancial de carne. Da mesma forma, se os vegetarianos consomem carne, estão quebrando seu padrão de alimentação.

Tampouco são sinônimos os flexitarianos e os semivegetarianos. A diferença é que os semivegetarianos não incluem carne vermelha em sua dieta, enquanto os flexitarianos sim.

Então, a chave do flexitarianismo é a frequência. Assim, como indicamos, trata-se de um consumo vegetariano regular, combinado com um eventual consumo de carne. Então, cada flexitariano pode fazer a combinação que desejar. Ou seja, em consumo ocasional, pode optar por alguma ou todas as carnes.

Prato de um flexitariano

Benefícios da dieta flexitariana

A dieta flexitariana tem múltiplos benefícios. Estes são alguns deles:

  • Ajuda a prevenir doenças cardíacas.
  • É mais barata, já que as proteínas animais são relativamente caras.
  • Esta forma de se alimentar reduz o risco de desenvolver diabetes tipo 2.
  • Maior sustentabilidade ambiental.
  • Permite desfrutar de todo tipo de alimento.
  • Promove uma vida mais longa.
  • Pode ajudar a perder peso.
  • Não é uma dieta rígida que leva à obsessão.

Assim como Abbigail B.Pace reflete em seu estudo, a adoção de uma dieta flexível reduz os riscos de câncer de mama, próstata e cólon, se acompanhada de atividade física.

Atualmente estão surgindo variedades dessa dieta, tais como a chamada V6, criada pelo jornalista Mark Bittman. Esta dieta propõe não comer qualquer alimento de origem animal antes das 6 horas da tarde.

Da mesma forma, já existe um livro com receitas para este tipo de dieta. Sua autora, Dawn Jackson Blatner, dá conselhos para levar uma vida saudável através do flexitarianismo.

Como você pode ver, a dieta flexitariana é uma forma de alimentação consciente. O fato de ser benéfica para a saúde depende do que cada pessoa consome, porque afinal, trata-se de uma filosofia para melhorar o nosso bem-estar e o do meio ambiente.

  • El primer portal en español de flexitarianismo. Recuperado de: www.flexitariano.org, el 19 de Octubre de 2018.
  • Every Day Health. Recuperado de: www.everydayhealth.com, el 19 de Octubre de 2018.
  • Pace, A. (2016). Beneficts of a Flexitarian Diet: Educating College Students of Lifestyle Approaches to Reduce the Risk of Developing Breasr and Prostate Cancer.