A última gota de significado que flui da fonte da vida

A última gota de significado que flui da fonte da vida

Maio 8, 2016 em Psicologia 4 Compartilhados
Fonte da vida

Há momentos na vida em que parecemos ter chegado ao “fundo do poço”; tudo fica sem sentido e nos sentimos esgotados tanto física quanto mentalmente. Já não há vida, já não há mais sentido e a dor nos impede de continuar lutando. A fonte da vida está completamente seca.

Todos nós já nos sentimos perdidos e esgotados. Em algum momento as nossas forças nos abandonam e acreditamos que estamos no meio de um mar revolto e sem recursos para acalmá-lo. Tomamos muitas decisões todos os dias e seria estranho se não errássemos algumas vezes. Isso acontece tanto nas decisões cotidianas como naquelas mais importantes.

A questão é: como voltar a navegar nesse barco onde somos os capitães? Pense apenas que é preciso ligar os pontos para voltar a formar uma figura conhecida, que seja o seu ponto de partida e permita recomeçar.

Viva a sua vida com intensidade

menina-sob-a-agua

Vivemos o presente como podemos. Na medida em que pensamos exageradamente no futuro, ferimos a imagem que temos de nós mesmos e magoamos os outros. E é neste ponto que deixamos secar a fonte da vida.

Não se deixe levar por um mau momento. Às vezes, deixamos de viver realmente e só olhamos o tempo passar diante dos nossos olhos, como se fôssemos autômatos que comem, trabalham, voltam para casa e se fecham em uma rotina sem sentido que causa medo.

Muitas vezes vivemos no passado “remoendo” recordações dolorosas que nos impedem de seguir em frente. Ou então nos concentramos no futuro e esquecemos de desfrutar o que temos no presente.

Deixe de lado o passado e o futuro, tire um tempo para você e aproveite cada minuto como se fosse o último. Não é fácil, mas é preciso gostar de tudo o que temos e fazemos na nossa vida. Viva intensamente, faça com que cada segundo faça sentido.

Entregue-se aos demais

casal-abraçado

Se a sua vida deixou de ter sentido e quer escolher um “caminho fácil”, o primeiro passo é entregar-se e compartilhar a sua vida com as outras pessoas. Isso lhe ensinará a amar, respeitar e valorizar a vida. Fechar os olhos dissipa a névoa que nos deixa perdidos; é como se pudéssemos chegar a nós mesmos através dos outros, invertendo o caminho de alguma forma.

Protegendo a quem amamos, protegemos a nós mesmos. Construímos uma “rede de ajuda”, de forma que quando há uma ameaça de queda, alguém nos estende a sua mão. Além disso, não é qualquer mão, mas a mão de alguém que nos conhece e sabe como nos ajudar.

Você precisa encontrar e lutar pelos seus objetivos, mas nunca acreditar que essa é a solução definitiva para esse desânimo que sentia. Ame, respeite, compartilhe e entregue-se. Mas ao mesmo tempo, seja livre para encontrar o seu propósito e fazer a fonte da vida jorrar.

Beba da fonte da vida todos os dias

Quando olhamos para trás e notamos que o tempo passou, percebemos que não fizemos algumas coisas que queríamos fazer.

Você só enxerga no passado uma vida vazia, cheia de experiências que nunca foram realizadas pelos seus medos e inseguranças. Você tinha muitos sonhos! Sonhos que nunca foram concretizados e ficaram só na lembrança.

Faça com que a sua vida tenha sentido para que quando chegar à velhice e olhar para trás, se sinta satisfeito com as suas experiências, mesmo que tenha vontade de mudar algum detalhe. Para não se arrepender de nada, faça tudo o que quer fazer.

Provavelmente existem muitas coisas que você não conseguiu realizar, mas isso é normal. O importante é o que conseguimos fazer. Faça com que cada dia seja importante e viva as experiências sem limitações e sem medo.

fonte-da-vida

É preciso se esforçar para encontrar o sentido da vida. Não pense no amanhã, pense no hoje. Deixe o passado para trás e comece a praticar tudo o que gostaria de fazer. É o momento de deixar de sonhar e começar a agir para concretizar os seus sonhos.

Recomendados para você